MPLA EXEMPLIFICA COMO É QUE SE FAZ

No dia 18 de Março, o ministro da Agricultura e Pescas angolano, António de Assis, afirmou que agricultores do interior do país disputam enxadas e catanas, por falta de produção local, considerando que este é um dos factores que limita o desenvolvimento do sector. Nem enxadas nem catanas. Coisas da crise… O melhor mesmo é pescar com enxadas e semear com anzóis. Para António de Assis, a falta de fabrico interno de meios de produção agrícola, nomeadamente catanas, enxadas, carros de mão, agulhas e de fertilizantes e pesticidas condiciona o…

Leia mais

“LAGARTA MILITAR” DECLARA GUERRA

Segundo o insuspeito Jornal de Angola, uma praga identificada por “lagarta militar” está a devastar as culturas de massango, massambala e milho na comuna da Môngua, município do Cuanhama, Cunene, comprometendo a colheita de cereais do ano agrícola, de acordo com informações do Gabinete Provincial da Agricultura, Pecuária e Pescas. O chefe do Departamento da Agricultura daqueles serviços, Filipe Capitango, disse ao Jornal de Angola que 1.200 lavras estão dadas como afectadas pela praga, só na Môngua, uma situação que preocupa os camponeses, desprovidos de meios alternativos de irrigação, bem…

Leia mais

PÓLVORA, BRILHANTINA E… TRIGO

Com o brilhantismo (ou será brilhantina?) que se lhe reconhece, o ministro da Indústria e Comércio angolano, Vítor Fernandes, disse hoje que o “mundo não vai parar de produzir trigo”, em consequência da invasão militar da Rússia na Ucrânia, mas admitindo “efeito cascata de aumento de preços”, sobretudo do pão. Vítor Fernandes, que falava em Luanda, afirmou que as autoridades angolanas “já adivinhavam o evento [conflito entre russos e ucranianos]”, mas admitiu não ter “capacidade para prever quanto tempo é que vai durar essa situação”. Haja Deus! “Isso não depende…

Leia mais

NEM ENXADAS, NEM CATANAS

O ministro da Agricultura e Pescas angolano, António de Assis, afirmou hoje que agricultores do interior do país disputam enxadas e catanas, por falta de produção local, considerando que este é um dos factores que limita o desenvolvimento do sector. Nem enxadas nem catanas. Coisas da crise… O melhor mesmo é pescar com enxadas e semear com anzóis. Para António de Assis, a falta de fabrico interno de meios de produção agrícola, nomeadamente catanas, enxadas, carros de mão, agulhas e de fertilizantes e pesticidas condiciona o fomento da produção agrícola,…

Leia mais

DO PETRÓLEO ÀS… SALSICHAS

Angola exportou 394,22 milhões de barris de petróleo bruto em 2021, comercializados ao preço médio de 70,7 dólares por barril, com uma receita bruta de 27,87 mil milhões de dólares (24,5 mil milhões de euros). Enquanto isso, João Lourenço (Presidente da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo) inaugurou hoje uma charcutaria de origem portuguesa orçada em 25 milhões de dólares… Segundo o secretário de Estado para os Petróleos e Gás angolano, José Barroso, a receita bruta arrecadada em 2021 representou um aumento de 51,4% comparativamente a 2020,…

Leia mais

JOSEFA VENDE “SACKOS” DE PERLIMPIMPIM

A comissária da União Africana, Josefa Sacko, defendeu esta sexta-feira, em Adis Abeba, que a mudança de paradigma “de volta ao básico” é promover e redireccionar os modelos de investimento agrícola para integrar os alimentos tradicionais e indígenas africanos, que prevaleceram nas dietas de gerações anteriores. Para os 20 milhões de pobres angolanos bastaria fuba, feijão e peixe, não era senhora comissária? A diplomata junto da União Africana falava por vídeo conferência na comemoração da 12º edição do “Dia de África para a segurança alimentar e nutricional” considerou – escreve…

Leia mais

João Lourenço sabe escolhê-los a dedo

O ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, não descobriu a pólvora mas descobriu que Angola reúne todas as condições para passar de importador a exportador de frangos em grande escala, com o objectivo de inverter a dependência deste produto fundamental da cesta básica. Disse-o em Julho de 2020. Hoje, o secretário de Estado para o Planeamento, Milton Reis, afirmou que a importação de carne de frango absorveu cerca de 145 milhões de dólares nos primeiros oito meses do ano. João Lourenço sabe escolhê-los a dedo… Abril de 2017. O…

Leia mais

Tractores (eleitorais) para ex-militares

O órgão oficial do MPLA (Jornal de Angola) revela que o Governo angolano distribuiu, até agora, em 15 das 18 províncias, 215 tractores a 6.560 ex-militares, organizados em 170 cooperativas e associações legalizadas e enquadradas na actividade agrária, afirmou, em Luanda, a ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves. Faustina Alves falava durante a cerimónia de entrega de mais dez tractores e alfaias agrícolas a igual número de cooperativas de ex-militares na comuna de Mazozo, município de Icolo e Bengo, província de Luanda. As 10 cooperativas,…

Leia mais

Seis é melhor do que… meia dúzia

O Presidente angolano autorizou a contratação emergencial para a aquisição de insumos agrícolas, com vista a apoiar a agricultura familiar, sector afectado pela Pandemia de Covid-19. O despacho presidencial nº 137/21, de 26 de Agosto, refere que devido à pandemia a programação normal para a compra de insumos agrícolas ficou afectada. Nesse sentido, João Lourenço autorizou a despesa e abertura do procedimento de contratação emergencial, para a adjudicação dos contratos de aquisição de fertilizantes composto e simples, de sementes de milho amarelo e branco, massambala, massango, trigo, feijão, soja, sementes…

Leia mais

Diamantes na… agro-indústria

A Endiama, diamantífera estatal angolana, e a RGS Holding, empresa privada, vão investir mais de quatro mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros), em projectos agro-industriais em três províncias do leste de Angola. Espera-se, com a ingenuidade que nos é genética, que não aconteça com os projectos em que se investiram milhões para produzir mandioca e em que a colheita revelou a produção de carros. Na sua intervenção, no acto de assinatura do acordo, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás de Angola, Diamantino de Azevedo, disse…

Leia mais