Fiscais ou ladrões,
ou os dois em um?

Se quem rouba uma galinha para alimentar os filhos é ladrão, que nome devemos dar a agentes da autoridade que, por força da farda e das armas, roubam quem tenta, perante a fantasmagórica crise do país, ganhar a vida sem recurso à criminalidade, à violência, à prostituição? Regular e recorrentemente o Folha 8 tem denunciado, e continuará a fazê-lo, os excessos dos fiscais e agentes policiais, iguais ou piores dos delinquentes primários, contra as heróicas mulheres angolanas, vendedores ambulantes e zungueiras. O que esses fiscais e agentes policiais fazem é…

Leia mais

Peritos europeus de férias
darão (boa) ajuda ao MPLA

Aí está o mais recente contributo da Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola para o anedotário nacional. Ou seja, manifestou hoje total disponibilidade para apoiar o trabalho, certamente árduo e extenuante, da enorme missão da União Europeia que vai “acompanhar” as eleições(?) do dia 23 e que é constituída por… cinco (5) peritos. Por Orlando Castro (*) A informação foi avançada à imprensa pela porta-voz daquele órgão eleitoral do MPLA, Júlia Ferreira, no final da audiência concedida pelo presidente da CNE, André da Silva Neto, ao enorme, e de elevado…

Leia mais

Só o MPLA existe

A Human Rights Watch considera (já se perdem a conta às vezes que o fez) como “deveras preocupante” a forma como está a ser vedado à oposição em Angola o acesso aos meios de comunicação públicos (leia-se do regime/MPLA) do país, a duas semanas das eleições gerais de 23 de Agosto. “O acesso aos meios estatais públicos de informação por parte dos partidos políticos angolanos é deveras preocupante”, disse em declarações à agência Lusa Zenaida Machado, delegada da Human Rights Watch em Joanesburgo, na África do Sul, responsável na organização…

Leia mais

TPA e JA são do MPLA e não
do Estado (que não existe)

A UNITA apresentou um protesto formal ao Conselho Nacional de Comunicação Social em que acusa os media estatais de “tratamento diferenciado”. Tudo como habitual, portanto. O regime põe, dispõe, parte e reparte e fica com tudo. Para disfarçar, de quando em vez, dá umas migalhas à oposição. É a democracia “made in MPLA”. Em causa está, segundo a UNITA, a não cobertura noticiosa da pré-campanha para as eleições gerais feita pela Televisão Pública de Angola e pelo Jornal de Angola. Quando será que o Galo Negro compreende que o JA…

Leia mais

Seguradoras em risco

Nenhuma seguradora a operar em Angola tem condições financeiras, neste momento, para cobrir um sinistro avaliado em 100 milhões de dólares. A afirmação é do director executivo da multinacional britânica AON, Tiago Dá Mesquita, em entrevista ao F8 à margem do primeiro fórum sobre seguros em Angola organizado pelo jornal Expansão. Segundo o CEO da AON, devido ao ambiente financeiro que Angola atravessa, a relação entre segurados e seguradoras está em risco por falta de divisas para fazer pagamentos às seguradoras internacionais que suportam tecnicamente muitas seguradoras no país. A…

Leia mais

Juiz Januário Domingos soma erros mas lá continua

Mais do que os processos mediáticos, a boa administração da justiça depende dos processos quotidianos, respeitantes a pessoas desconhecidas. O verdadeiro espelho da injustiça em Angola são justamente estes processos. Coube, mais uma vez, ao juiz Januário Domingos da 14ª Secção da Sala dos Crimes Comuns do Tribunal Provincial de Luanda , detentor de triste fama devido ao processo dos 15+2, protagonizar uma intervenção calamitosa num processo criminal. Joel Neves, um jovem de 18 anos, terá, em companhia de outros cinco indivíduos, participado no roubo de um telemóvel, perpetrado sob…

Leia mais