Refrescamento salobro

O novo ministro do Interior de Angola, Eugénio Laborinho, apontou hoje, entre as várias prioridades do mandato que agora inicia, o “combate à droga pesada e contra os barões da droga”. Promete, portanto, dar força à afirmação (feita hoje pelo Presidente de Angola, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço) de que a remodelação governamental (a próxima já está na calha) corresponde a um “ligeiro refrescamento do executivo”. Eugénio Laborinho falava à imprensa, no final da cerimónia de tomada de posse realizada pelo Presidente angolano, João Lourenço.…

Leia mais

Picareta assobiante sob as ordens do maestro Obiang

O comité de Direitos Humanos das Nações Unidas (OHCHR) manifestou hoje, em Genebra, preocupações com a permanência da “corrupção generalizada” na Guiné Equatorial (“país” que integra a CPLP – Comunidade de Países de Língua Portuguesa), recomendando a intensificação dos esforços no combate a fenómenos como o branqueamento de capitais. O comité registou a adopção (em tese) de medidas de luta contra a corrupção, incluindo a ratificação da convenção das Nações Unidas sobre o assunto, a criação do Tribunal de Contas e do Comité Nacional de Coordenação das políticas de luta…

Leia mais

Um acordo Fite(iro) para Trump ver e MPLA facturar

As autoridades de Angola (leia-se MPLA) e dos Estados Unidos da América vão passar a trocar informações com vista à prevenção, investigação e combate à criminalidade internacional, conforme memorando de entendimento assinado hoje em Luanda pelos dois governos. O documento, no domínio da segurança e ordem pública, foi rubricado pelo ministro do Interior angolano, Ângelo Veiga Tavares, e pela embaixadora dos EUA em Angola, Nina Maria Fite. Ao intervir na cerimónia, o governante angolano disse que, depois de um período razoável de negociação, iniciado em 2018, foi assinado “o tão…

Leia mais

E que tal moderar os decibéis da propaganda?

O Ministério das Finanças angolano anunciou hoje que Angola está a preparar o primeiro Relatório de Avaliação Nacional de Risco (ANR), branqueamento de capitais e financiamento ao terrorismo, destinado a ajudar a mitigar os constrangimentos existentes. Primeiro? Num comunicado, o ministério tutelado por Archer Mangueira salienta que o documento vai servir de base para a próxima avaliação de Angola, em 2021, pelo Grupo Contra o Branqueamento de Capitais e Financiamento ao Terrorismo para África Oriental e Austral (ESAAMLG). Para apoiar a elaboração do primeiro relatório, prossegue-se no comunicado, foi realizado…

Leia mais

Se a UNITA não se ajoelhar
o MPLA vai “matar” o caixão

O Governo do MPLA acusou hoje a UNITA de ser um “elemento perturbador” no processo das exéquias fúnebres do fundador e líder histórico do “galo negro”, Jonas Savimbi, ao perseguir “objectivos políticos” em detrimento da questão familiar. E se o MPLA o diz é porque é (e é mesmo)… mentira. A acusação foi feita pelo general Pedro Sebastião, ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente das República, numa conferência de imprensa, em Luanda, em que – na impossibilidade de responsabilizar o próprio Jonas Savimbi – culpou…

Leia mais

Velha história com novos capítulos e velhos actores

Os Estados Unidos da América condicionaram hoje a retoma da relação de bancos correspondentes norte-americanos com instituições financeiras angolanas com a restauração de um clima de confiança económica, em que o combate à corrupção é prioritário. Será que Washington ainda não acredita que a corrupção foi “exonerada” ou até mesmo “detida”? A indicação foi expressa hoje, em Luanda, pelo secretário de Estado Adjunto norte-americano, John J. Sullivan, que garantiu, no entanto, o apoio dos EUA a Angola nos processos de combate à corrupção, branqueamento de capitais e financiamento do terrorismo.…

Leia mais

Liberdade de culto ou islamofobia?

Pelo menos 39 mesquitas foram encerradas pelas autoridades angolanas na província da Lunda Norte, indicou fonte da comunidade islâmica, afirmando que 10.000 muçulmanos estão, há um mês, “sem exercer o direito de culto” no leste de Angola. “I nfelizmente, estão encerradas no total 39 mesquitas. A maior parte foi encerrada em 2018 e este ano foram mais duas. Não estamos a rezar nas mesquitas e estamos impedidos de fazer os cultos”, disse à Lusa o secretário da comunidade islâmica na Lunda Norte, António Muhalia. Segundo o responsável, que considera a…

Leia mais

Combate ao terrorismo na África Austral, diz Angola

O Presidente de Angola, João Lourenço, apelou hoje aos Estados-membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) para que apliquem rapidamente a Estratégia e Plano de Acção para o Combate ao Terrorismo na região. Discursando na 38.ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da SADC, que começou hoje em Windhoek, João Lourenço destacou como “urgente e imperiosa” a necessidade de se “tornar exequível” o Fundo de Paz da organização, de forma a garantir “respostas imediatas às reais e potenciais ameaças à paz e estabilidade na região”. João…

Leia mais

Dizer o que querem ouvir,
para tudo ficar na mesma

O combate ao terrorismo (bem como as migrações forçadas) foi uma das questões, sempre oportuna, que João Lourenço levou hoje a Estrasburgo. Pelos vistos é um assunto que preocupa o Presidente de Angola e, brevemente, também Presidente do MPLA, partido que (só) governa o país desde 1975. A este propósito recordemos que, no dia 21 de Junho de 2017, o ministro do Interior angolano considerou (e muito bem) que pensar que Angola está imune a uma acção terrorista “é um acto de inocência absoluta”, aludindo às novas formas de actuação,…

Leia mais

Muçulmanos condenados
por ligações terroristas

O Tribunal Provincial de Luanda condenou hoje a penas de três anos de prisão efectiva quatro dos seis muçulmanos acusados de organização terrorista e fidelidade ao grupo extremista Estado Islâmico, tendo absolvido os restantes. De acordo com a sentença hoje proferida, os quatro foram condenados por actos preparatórios para aqueles crimes, com o tribunal a concluir que podiam ser “perigosos” para a sociedade” e a garantir que a condenação acontece, não por serem muçulmanos, mas por seguirem “ideais” do Estado Islâmico. O grupo inclui uma mulher, Ana Kieto, que aguardava…

Leia mais