Sorriam. África está à venda. Quem dá mais?

O presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Akinwumi Adesina (foto), salientou hoje as “incríveis oportunidades de negócio” no continente fruto da recuperação económica marcada pelo ambiente e alertou os investidores que “não podem ignorar África”. Também já disse que a corrupção “não é um problema africano”. Portanto… “O futuro parece melhor, ainda que desafiante, vamos crescer 3,4% este ano, depois de uma quebra de 2,1% no ano passado, a maior dos últimos 50 anos devido à pandemia, e a recuperação será feita em todo o lado e oferece incríveis…

Leia mais

Venha a nós o vosso kumbu

Angola vai receber 1,8 milhões de euros para implementar, até Dezembro de 2022, projectos que fortaleçam a gestão das finanças públicas para sustentar o sistema de protecção social, no âmbito de um programa financiado pela União Europeia. Como Angola é um país onde poucos (todos do MPLA) têm muitos milhões e muitos milhões têm pouco… ou nada, toda ajuda é bem-vinda. Presume-se. O programa, que será implementado pela Organização Internacional do Trabalho e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), vai ser lançado na sexta-feira pela ministra de…

Leia mais

As estrelas (da fome) são do Povo

A União Europeia, que – para além dos negócios – sobre Angola tem apenas uma vaga e ténue ideia do que se passa, sublinha o empenho na abolição da pena de morte, na erradicação da tortura e na eliminação de todas as formas de racismo e diz que Angola pode incentivar outros países a seguir exemplo. Lindo. Só faltou citar Manuel Rui Monteiro a dizer que “as estrelas são do Povo”. Em concreto, a União Europeia congratula com a adesão de Angola a três tratados internacionais de protecção dos direitos…

Leia mais

Europa ajuda MPLA a somar 55 a 45

A embaixadora da União Europeia (UE) em Angola defende que a parceria com o país, que inclui o diálogo sobre direitos humanos, continua sólida, assumindo, no entanto, “preocupação” com os acontecimentos em Cafunfo. Para Jeannette Seppen basta Angola ter um Presidente não nominalmente eleito, ter vários partidos com um regime de partido único, ser governada há 45 anos pelo mesmo partido, ter 20 milhões de pobres… Jeannette Seppen, que chegou a Angola em Setembro do ano passado, substituindo no cargo Tomas Ulicny, pediu, na semana passada, um encontro com o…

Leia mais

Europa deplora massacre de Cafunfo

A delegação da União Europeia em Angola escreveu ao ministro da Justiça e dos Direitos Humanos do MPLA a deplorar os incidentes de Cafunfo e a solicitar-lhe uma reunião para “abordar a questão directamente”, revelou um porta-voz comunitário. “A delegação da União Europeia em Luanda, em nome da UE e dos Chefes de Missão, endereçou uma carta ao ministro da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola a deplorar os acontecimentos, recordando a importância das normas internacionais em matéria de direitos humanos, e a solicitar uma reunião para abordar a…

Leia mais

Europa abre cordões à bolsa

O Banco Europeu de Investimento vai conceder um empréstimo de 50 milhões de euros ao Ministério da Saúde angolano para o combate à Covid-19, anunciou hoje a embaixadora da União Europeia (UE) em Angola, Jeannette Seppen. Segundo a diplomata europeia, que falava hoje durante a cerimónia de doação de material de biossegurança e de testes de Covid-19 ao Governo angolano, o referido empréstimo será combinado com uma doação de cinco milhões de euros para assistência técnica. No âmbito da pesquisa em nutrição, incluído o impacto da crise da Covid-19, Jeannette…

Leia mais

Um, mais um, cheque

O Embaixador da União Europeia (UE) em Angola, Tomás Ulicny, que hoje se encontrou com o Presidente João Lourenço, anunciou a atribuição de um apoio financeiro de 10 a 11 milhões de euros repartidos por vários programas. Com dinheiro europeu, médicos cubanos e peritos do MPLA, a vitória é… certa. E m declarações aos jornalistas, à saída de uma audiência em que informou o chefe do executivo e também presidente do MPLA sobre o apoio que a União Europeia está a prestar a Angola para mitigar o impacto da pandemia…

Leia mais

Dívida pública? Tudo (+ou-) normal. Apenas 104% do PIB

A agência de notação financeira Moody’s considera que a dívida pública de Angola deve atingir um pico de 104% do Produto Interno Bruto este ano, antevendo um regresso ao crescimento em 2020, com uma expansão de 1,5%. No mais recente relatório de análise da economia de Angola enviado aos investidores, a agência de “rating” escreve que “o perfil de crédito de Angola é limitado por uma deterioração significativa das métricas da dívida nos últimos anos, com a dívida a dever atingir um pico de 104% do PIB este ano”. No…

Leia mais

Em Angola as estrelas
(da fome) são do Povo

A União Europeia, que – para além dos negócios – sobre Angola tem apenas uma vaga e ténue ideia do que se passa, sublinha o empenho na abolição da pena de morte, na erradicação da tortura e na eliminação de todas as formas de racismo e diz que Angola pode incentivar outros países a seguir exemplo. Lindo. Só faltou citar Manuel Rui Monteiro a dizer que “as estrelas são do Povo”. Em concreto, a União Europeia congratulou-se esta segunda-feira com a adesão de Angola a três tratados internacionais de protecção…

Leia mais

Seca enche o prato vazio
de 2,3 milhões de pessoas

A situação humanitária em Angola continua a deteriorar-se em resultado do agravamento da seca, afectando agora 2,3 milhões de pessoas, incluindo mais de 491.000 crianças menores de 5 anos, segundo a UNICEF. Enquanto isso, o Presidente João Lourenço continua a bater recordes. Dar a volta ao mundo em 730 dias é obra! A escassez de chuva em todo o sul de Angola deixou entre 70 e 80 por cento da população da Huíla e do Cunene em situação de “insegurança alimentar” e com o “estado nutricional comprometido”, segundo o relatório…

Leia mais