Ministro regista uma nova patente da banha de jacaré

O ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, registou hoje a patente de mais uma descoberta que poderá levar a que ganhe um prémio Nobel. Diz ele na “definição” dessa descoberta, que um verdadeiro Estado de Direito é “essencial” para que haja confiança no país. Como Angola não é um Estado de Direito, a “descoberta” referia-se, presume-se, à Guiné Equatorial. “Precisamos de ter em Angola um verdadeiro Estado de Direito. Consideramos que o Estado de Direito é o elemento essencial para que haja confiança dos agentes na…

Leia mais

Eles contra-atacam a seca

O MPLA, partido no poder em Angola desde 1975, garante que tem um programa “bastante sólido” para acudir às populações afectadas pela seca no sul do país, rebatendo críticas recentes do presidente da UNITA sobre alegada “insensibilidade” do Governo aos afectados. É verdade. O MPLA encomendou esse programa há 44 anos mas, devido à… seca, ele só agora chegou a Luanda. Segundo a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, citada na edição hoje do órgão oficial do MPLA (o Jornal de Angola), o seu partido tem um programa “bastante sólido” e…

Leia mais

O MPLA descobriu (aiué!) a receita da pedra filosofal

O Governo angolano afirmou hoje que o Programa de Privatizações (ProPriv), que compreende 195 empresas públicas, vai contribuir para aumentar os níveis de emprego e a eficiência das empresas do país, “reduzindo gradualmente os custos de produção”. Só falta afirmar que, como dizia Agostinho Neto, ao fim de 44 anos o importante é resolver os problemas do Povo. Resolver ou, como é marca registada do MPLA, acabar com o… Povo. “P romover o crescimento de Angola, promovendo o investimento privado e o aumento dos níveis de emprego no nosso país,…

Leia mais

Petróleo a saber a fuba e arroz com sabor a crude

O Presidente angolano, João Lourenço, manifestou-se hoje confiante que Angola vai nos próximos tempos tornar-se auto-suficiente em derivados de petróleos, quando chegarem ao fim os projectos de construção de duas novas refinarias e a ampliação de outra antiga. João Lourenço falava na cerimónia em que deu posse ao novo secretário de Estado dos Petróleos de Angola, José Barroso, e ao Conselho de Administração da Agência Nacional de Petróleo e Gás, presidido por Paulino Jerónimo. O chefe de Estado, igualmente Titular do Poder Executivo e Presidente do único partido que governou…

Leia mais

A vertente agrícola
da pedra filosofal…

O Governo angolano (ou seja, do MPLA desde 1975) garantiu hoje que a dotação para o sector da Agricultura, de 1,6% de todas as despesas inscritas no Orçamento Geral do Estado para 2019, vai concorrer para o “alcance da auto-suficiência alimentar”, promovendo diversas culturas. Foi assim descoberta a pedra filosofal, na sua vertente agrícola. É obra! “A nossa prioridade continua a ser o alcance da auto-suficiência alimentar e procuramos com que consigamos a nível do país obter mais divisas, implantando culturas como o milho, cacau e café”, afirmou hoje (perante…

Leia mais

Archer descobre a pólvora
– Acrescentar valor à ética

O ministro das Finanças de Angola, Archer Mangueira, considerou hoje ser urgente instituir uma ética de valor acrescentado entre os gestores das finanças públicas, para que os objectivos de boa governação sejam atingidos. Archer Mangueira discursava em Luanda, na abertura do seminário de Finanças Públicas, realizado, à margem da inauguração da biblioteca do Instituto de Formação de Finanças Públicas (INFORFIP), apetrechada com 17.000 livros sobre economia e finanças. Para o governante angolano, “há um longo caminho a percorrer em matéria de capacitação de quadros para gestão das finanças públicas”. Realçou…

Leia mais

Mais valia estarem calados

Helena Afonso, analista económica com o pelouro de África nas Nações Unidas destacou a inovação na indústria, a agricultura e a mobilização dos recursos internos como temas fundamentais para a reunião do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), em Busan. La Palice não diria melhor. “R euniões como a que o BAD vai realizar na Coreia do Sul providenciam aos governos dos países africanos uma oportunidade para debater os assuntos mais importantes para o desenvolvimento de médio e longo prazo das suas nações”, disse Helena Afonso à Lusa, antecipando os temas…

Leia mais

Ora então… talvez o Brasil

O ministro da Agricultura e Florestas de Angola está em visita de trabalho de cinco dias a Brasília, durante a qual pretende analisar a possibilidade de negociação de linhas de financiamento do Brasil para investimentos na área agro-pecuária angolana. De acordo com informação disponibilizada pelo gabinete do ministro Marcos Alexandre Nhunga, a visita de trabalho que realiza ao Brasil, no quadro do “reforço da cooperação bilateral” no domínio da agricultura e da pecuária entre os dois países, tem como objectivo “analisar e discutir com as autoridades brasileiras a cooperação bilateral…

Leia mais