O (NEG)ÓCIO DAS ARMAS… PRIVADAS

A Polícia angolana deu hoje início ao processo de recolha de armas de guerra em posse das empresas de segurança privada. A Lei sobre as Empresas Privadas de Segurança, aprovada em Maio de 2014, impunha (isto é como quem diz) um plano gradual de substituição de cerca de 30 mil armas de guerra, na posse destes elementos, por outras de autodefesa. A cerimónia foi presidida pelo comandante-geral da Polícia Nacional, Paulo de Almeida, que, simbolicamente, recebeu armas de guerra de duas empresas de segurança privada, que entregaram armas de defesa…

Leia mais

GOVERNO ANESTESIA AS FORÇAS ARMADAS

O Governo angolano quer (ou não estivessem previstas eleições em 2022) redefinir a abrangência do sistema de protecção social das Forças Armadas Angolanas e aprovou hoje a reestruturação da Caixa de Segurança Social das FAA para melhorar a resposta às necessidades sociais dos efectivos. Segundo o diploma aprovado no Conselho de Ministros, a Caixa de Segurança das FAA passa a designar-se como Instituto de Segurança Social das FAA e tem como missão “proceder à gestão do Sistema de Protecção Social”, com mais racionalidade e eficiência dos seus serviços. O Conselho…

Leia mais

ENGANEM-ME QUE EU (ATÉ) GOSTO!

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, explicou aos jornalistas, em Berlim, não ter informado o Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Marcelo Rebelo de Sousa, sobre a rede de tráfico (diamantes, ouro e droga) envolvendo militares e civis em missões da ONU, na República Centro Africana, porque ele também não tinha conhecimento. Pelos vistos, tal como os maridos traídos, ser o último a saber é… pacífico. O Presidente da República representa a República Portuguesa, garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das…

Leia mais

Diamantes de Nhareia ainda brilham?

Dada a inexistência de uma verdadeira Polícia Nacional e do desaparecimento do Ministro do Interior, coube ao ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República de Angola, Francisco Pereira Furtado afirmar que a segurança nacional “vai bem”, mas admitindo preocupação com os níveis de criminalidade que o país regista. Francisco Furtado reagia, em declarações à agência Lusa, ao discurso sobre o Estado da Nação efectuado hoje pelo Presidente angolano, João Lourenço, na cerimónia de abertura do novo ano legislativo, que considerou uma “abordagem exaustiva” sobre…

Leia mais

Generais em prontidão (genocida)

O chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Francisco Furtado, acusa os partidos da oposição de criar insegurança e terror em Angola para forçar o adiamento das eleições gerais. Oposição devolve acusações ao general e ao MPLA. Mais. O que leva o responsável pela Casa de Segurança a meter a foice em seara supostamente alheia? Hum! Cheira a esturro. O general Francisco Furtado, chefe da Casa de Segurança do Presidente da República de Angola, pede (ordena) “prontidão” às Forças Armadas Angolanas (FAA) face à “estratégia errada e irresponsável”…

Leia mais

Mais uns milhões para acalmar os militares

O Presidente angolano, general João Lourenço, autorizou a celebração do contrato de abertura da linha de crédito no valor de 63,2 mil milhões de kwanzas (83,2 milhões de euros) para a requalificação e apetrechamento do Hospital Militar Principal de Luanda. O contrato de abertura da linha de crédito será celebrado entre o Ministério das Finanças, em representação da República de Angola, e o Banco de Fomento Angola (BFA), segundo o despacho n.º 111/21 de 20 de Julho, assinado pelo general João Lourenço, igualmente Presidente do MPLA e Titular do Poder…

Leia mais

Prontidão combativa contra o… lixo

A mega, híper, emblemática campanha emergencial de limpeza e recolha de resíduos sólidos na província de Luanda começa hoje, com o envolvimento de 12 empresas de construção civil e de efectivos das Forças Armadas Angolanas. Está tudo em prontidão combativa elevada… Sob coordenação da Comissão Multisectorial (coisa nunca vista num país a sério mas, é claro, típica dos locais mal frequentados) criada pelo Presidente da República, com o inequívoco apoio do Presidente do MPLA e do Titular do Poder Executivo) a campanha, cujo objectivo é eliminar (ao estilo do que…

Leia mais

Presidente exonera e nomeia altos oficiais das FAA e da Polícia

O Presidente angolano, João Lourenço, remodelou hoje, entre outras, as estruturas de topo das Forças Armadas Angolanas (FAA) e da Polícia Nacional, com substituições, promoções e alterações de posto, entre as quais a do juiz presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo. Dezenas de oficiais generais e almirantes das FAA, bem como dirigentes de Polícia Nacional, foram exonerados, substituídos e nomeados para novos cargos, segundo oito decretos presidenciais hoje publicados em Diário da República e seis Ordens do Comandante-em-Chefe das FAA, por inerência de funções, o próprio general João Lourenço. Entre…

Leia mais

Generais reformados procuram comida no lixo

Oficiais generais e subalternos reformados das Forças Armadas de Angola pediram hoje a intervenção do Presidente da República, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, e ex-ministro da Defesa, general João Lourenço, para liquidar a dívida do Estado, avaliada em 130 mil milhões de kwanzas (162 mil milhões de euros), admitindo manifestarem-se “nus” até ao Palácio Presidencial. Os oficiais generais, superiores, capitães e subalternos reformados de Angola queixam-se de cortes nas suas pensões de reforma e nos subsídios de empregadas domésticas desde 2009, afirmando estar atirados à sua sorte…

Leia mais