Será “isto” um Estado de Direito?

As Forças Armadas Angolanas determinaram no dia 28 de Março que militares e polícias intensifiquem os patrulhamentos nos centros urbanos e suburbanos, “com vista à recolha do pessoal e viaturas militares e civis” que transgridam o estado de emergência. Estava aí, para o que fosse preciso, a “prontidão combativa elevada”. Recorde-se que o general Egídio de Sousa Santos não teve problemas nem hesitações em colocar em Luanda as FAA também em “prontidão combativa elevada” durante o Congresso do… MPLA, de preparação educativa-patriótica. Em despacho, o chefe do Estado-Maior General das…

Leia mais

Portugal quer honrar os militaras que cá morreram

O presidente da Comissão de Defesa Nacional da Assembleia da República portuguesa, Marco António Costa, apelou hoje ao governo angolano para que continue a apoiar a Liga de Combatentes de Portugal para homenagear os militares que morreram na guerra colonial. Marco António Costa chefia a delegação que iniciou, na quinta-feira, uma visita a Luanda para o reforço da cooperação parlamentar com Angola, tendo hoje mantido um encontro de trabalho com a Comissão de Defesa, Segurança, Ordem Interna, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria da Assembleia Nacional de Angola. Esta visita…

Leia mais

Sim, General Presidente!

O Presidente de Angola, João Lourenço, procedeu, enquanto comandante-em-chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), a uma profunda remodelação nas chefias militares angolanas, tendo exonerado 88 oficiais e nomeado outros 66, indica uma nota oficial. Chefes militares à medida e por medida. Tal como antes… Segundo a Casa Civil do Presidente angolano, João Lourenço passou também à reforma, através de um decreto, 47 oficiais (43 por limite de idade, entre eles o general Geraldo Sachipengo Nunda, e quatro por fim de carreira). O Presidente colocou na lista de inactividade temporária (“disponíveis”)…

Leia mais

De mentira em mentira até à (esperam) mentira final

O ministro do Interior de Angola, Ângelo da Veiga Tavares, exortou hoje, mais uma vez, os partidos políticos a cooperarem activamente no processo de segurança das eleições de 23 de Agosto, prometendo isenção e empenho das forças na manutenção da tranquilidade nesse período. O Governo tem medo de quê? Provavelmente da sua própria sombra. Por Norberto Hossi O posicionamento de Ângelo da Veiga Tavares foi expresso em Luanda, durante a cerimónia de abertura da reunião que manteve com os representantes dos partidos políticos e da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), para…

Leia mais

Regime volta a dar milhões
aos que têm farda e armas

O Ministério da Defesa Nacional de Angola, liderado pelo general João Lourenço (cabeça-de-lista do MPLA, partido no poder desde 1975), vai receber 285 milhões de euros de fundos públicos para garantir o programa de apetrechamento das Forças Armadas Angolanas (FAA). Vem mesmo a calhar. Há eleições e é bom cuidar dos nossos militares. A decisão consta de um decreto presidencial de 7 de Junho, autorizando a atribuição de um crédito adicional no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2017 para o “suporte dos encargos relacionados com o Programa de Potenciação…

Leia mais

O regime pediu mas a Europa não prendeu Luaty

Queremos informar os nossos leitores de que Luaty Beirão, ao contrário do noticiado pelo Pravda de Angola e reproduzido nos 200 Pravdas da Coreia do Norte, não foi preso na Europa por tentativa de golpe de estado e por pertencer a uma associação de malfeitores em Angola. Por Domingos Kambunji “I sso é uma forte facada nas costas do re(i)gime angolano”, afirmou o morteiro, o José Ribeiro, e assinariam por baixo Bento Kangamba e o Louvalozédu do Car…valho. “Isso é uma violação da nossa Constituição”, gritou João Galináceo Infantil. “Tens…

Leia mais

Carta ao General Nunda

Caro General Geraldo Sachipengo Nunda. Recordando os tempos idos de 1974 e 1975, para já não falar de outros voos anteriores, continuo a ter dúvidas sobre se ainda existe em si alguma coisa dos tempos do Centro Evangélico de Sapessi, município da Nharêa, e também da sua actividade militar e política entre 1974 e 1992. Por Orlando Castro Será que enquanto Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, se esqueceu da Angola profunda, daquela onde o povo, o seu povo, o nosso povo, é gerado com fome, nasce com fome…

Leia mais

Saída de dos Santos pode ser perigosa? Viva a ditadura

A futura mudança na Presidência de Angola, com a saída de cena de José Eduardo dos Santos nas próximas eleições, encerra “muitos e sérios desafios” para a hierarquia militar angolana, disse hoje à agência Lusa o académico português Luís Bernardino. Por Orlando Castro Pelos vistos ou o jornalistas da Lusa ou, eventualmente, o académico Luís Bernardino têm informações privilegiadas. Isto porque, desde logo, não se sabe ainda se haverá eleições em 2017 (embora estejam marcadas), como não se sabe se José Eduardo dos Santos vai sair, isto é, se não…

Leia mais

Logística das Forças Armadas em análise

A situação logística dos três ramos das Forças Armadas Angolanas (Exército, Força Aérea e Marinha de Guerra) está a ser analisada hoje, em Luanda, numa reunião da Direcção Principal de Logística do Estado Maior General das FAA. D urante o encontro, que termina amanhã, os participantes deverão avaliar o estado de execução dos programas de investimentos, aquisição e abastecimento de produtos, bem como proceder ao balanço das transportações efectuadas no segundo e terceiro trimestres de 2015. Ao discursar no acto de abertura, o vice-chefe do Estado Maior General das FAA…

Leia mais

Dos Santos, Ambrósio & Nunda

Se dúvidas existissem sobre a democracia que não existe em Angola, 40 anos depois da independência, ou sobre o Estado de Direito que Angola não é, basta ver dois inequívocos exemplos: Comandante da Polícia Nacional e Chefe do Estado Maior das Forças Armadas. Por Orlando Castro C omecemos por Ambrósio de Lemos. O comandante da Polícia Nacional do regime criticou o “pronunciamento leviano” do líder UNITA quando, em 2012, este pediu o adiamento das eleições gerais, dizendo que a Polícia Nacional estava pronta para responder a essa “ameaça” e garantir…

Leia mais