África (é claro!) na lista de espera…

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, disse hoje que o arranque da vacinação coordenada nos Estados-membros é “um momento importante de solidariedade da União Europeia” (UE) para que se possa “pôr um fim duradouro à pandemia, juntos e unidos”. Enquanto isso, África ainda está na fase inicial. John Nkengasong, director do Centro de Doenças da União Africana (CDC), acredita que as primeiras vacinações só começarão em meados de 2021. “A justiça e a igualdade de acesso sempre foram essenciais e ver a vacinação começar em todos os Estados-membros, sejam…

Leia mais

Filhos, enteados e os outros

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social de Angola, Manuel Gomes da Conceição Homem, reiterou, neste domingo, o empenho para o fortalecimento da comunicação social, cuja missão favorece, disse, o exercício da cidadania e reforça a vitalidade da democracia no país… desde que sigam as ordens superiores do MPLA. Numa mensagem no âmbito do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que hoje se assinala, o ministro avança que o Executivo angolano está firmemente empenhado na promoção de um ambiente político favorável que propicie a elevação da liberdade…

Leia mais

MPLA impede presença
de muitos jornalistas

O MPLA é honesto, pois nunca disse a nenhum jornalista que a democracia era para ser uma prática com a mesma força do texto. Daí não ser honesto, estarem agora os jornalistas (alguns) a reclamar a exclusão na cobertura do VI Congresso do MPLA. Como é histórico, os filhos são uma coisa e os enteados nem coisa são. Em respeito ao que está escrito na Constituição sobre liberdade de imprensa e multipartidarismo, já foi um assinalável progresso ser permitido a esses bandoleiros do Jornalismo estarem no perímetro do evento. Por…

Leia mais

Para distrair os matumbos, MPLA brinca às autarquias

A UNITA, o maior partido da oposição angolana, acusou hoje o Governo de pretender realizar eleições autárquicas em menos de um terço dos municípios do país, voltando a exigir que o processo decorra em simultâneo em todo o país. A posição foi assumida em Luanda, pelo líder da bancada parlamentar da UNITA, durante a abertura do seminário metodológico sobre autarquias, promovido pelo partido e que decorre até amanhã. “Pretender legislar para realizar eleições locais em menos de um terço dos municípios do país representa a confissão de que não há…

Leia mais

Até prova em contrário todos somos… culpados

william tonet

Mesmo sabendo que o regime o considera de segunda (o que será, com certeza, um privilégio distintivo daqueles catalogados oficialmente como de primeira), o cidadão William Tonet reivindica, no quadro do seu direito constitucional, o que está sintetizado como princípio de igualdade, plasmado no art.º 23 da Constituição da República de Angola. Ou seja, que “todos são iguais perante a Constituição e a Lei”. Por Orlando Castro Na prática, quando a Constituição é republicana mas o regime é monárquico, como é o caso, há sempre uns que são mais iguais…

Leia mais