Café das noites angolanas

O café acompanha-me de há muito. Foi lá longe, onde a saudade castiga mais, que aprendi a amar o sonho e a sonhar com o amor. O café, companheiro fiel, estava sempre ao meu lado. Nas noites de boémia, como despertador da vida, e nas noites de trabalho, como sintonizador da realidade. Era, como diria Sebastião Coelho,… o Café da Noite. Por Orlando Castro E de dia? Claro que também. Servia, aliás, como «desculpa» para que no Himalaia (um dos mais conhecidos bares de Nova Lisboa) a malta se encontrasse…

Leia mais

Em defesa das áreas (des)protegidas

O Instituto Nacional de Biodiversidade e Áreas de Conservação (INBAC) angolano lançou um concurso público para projectos de “Expansão e Fortalecimento do Sistema de Áreas Protegidas em Angola”, nomeadamente em parques nacionais, florestas e zonas densas. Isto, na mesma altura em que, por exemplo, o Governo da província do Huambo está sem dinheiro para estancar as ravinas em progressão (foto) em várias localidades… Em nota tornada pública hoje no Jornal de Angola, o INBAC afirma que o concurso tem como finalidade seleccionar consultores individuais, empresas ou organizações da sociedade civil…

Leia mais

Parque industrial do Huambo, um gigante que se esfumou no tempo

Vivia-se o ano de 1962 do século passado e os pólos industriais dos bairros do São Pedro, São João e Chiva dinamizavam a economia da província do Huambo. Com mais de sessenta indústrias activas subdividas entre fábricas têxteis, confecções, couro e calçados, alimentar, bebidas e tabaco, madeira e mobiliário e materiais de construção, o Planalto Central não importava quase nada, evidenciando, claramente, a sua robustez no sector. Por Fernando Cunha (*) Até 1992, a cidade do Huambo chegou a ter o segundo maior parque industrial de Angola, empregando directamente mais…

Leia mais

Saga da ditadura baixou ao Huambo

Veja o vídeo. Uma moldura humana de jovens foi, ontem (dia 29 de Outubro de 2020), violenta e selvaticamente dispersada, alvejada com balas reais, porretes, cães polícias, pela Polícia Nacional do MPLA, por estarem numa vigília em homenagem aos mais de 103 jovens detidos em Luanda, entre os quais o secretário-geral da JURA (Juventude Unida Revolucionária de Angola), braço juvenil da UNITA. Os manifestantes com velas, apenas com velas, na cidade do Huambo, ao abrigo de um direito constitucionalmente consagrado, artigo 47.º (Direito de Manifestação e reunião), também amedrontam o…

Leia mais

Meninos à volta da fome

Perto de 150 crianças já morreram este ano devido à má nutrição (fome), num total de 1.375 casos notificados na província do Huambo, anunciaram as autoridades de saúde locais. Os meninos à volta da fogueira, aprenderem coisas de sonho e de mentira, aprenderam como se ganha uma bandeira, estão a saber o que custa viver sem comer. Segundo a supervisora provincial de nutrição, Cármen Mossovela, foram registados no primeiro semestre 148 óbitos, um aumento comparativamente ao mesmo período de 2019, altura em que morreram 95 crianças de má nutrição (fome).…

Leia mais

Huambo existe mesmo?

A primeira secretária provincial do MPLA no Huambo em exercício, considerou visível o dinamismo de trabalho de mobilização política e a resolução, gradual, dos problemas que as populações enfrentam. Lotti Nolika, que falava na 8ª sessão plenária ordinária do Comité Provincial, que fez o balanço das actividades realizadas no primeiro semestre, realçou que o MPLA aspira continuar a assegurar a inclusão social e política de todos os cidadãos, sem qualquer discriminação. A fazer fé no site oficial do Governo Provincial, o Huambo não existe. Não existe nenhuma mensagem da governadora,…

Leia mais

O General Lukamba Gato

O general Lukamba Gato continua a demonstrar a mesma personalidade que evidenciava nos tempos de Liceu. Ele era, muitas vezes, o nosso herói, humilde, honesto e sempre coerente nas relações humanas de amizade e companheirismo. Ele é, em grande medida, o anti-herói, apesar de demonstrar muitas virtudes na maneira de ser e de estar no mundo das pessoas simples. Não confundamos pessoas simples com pessoas fáceis. Por António Kaquarta O regime despótico do MPLA continua a revelar a existência de muitas pessoas fáceis, alugáveis por “trinta dinheiros” por qualquer vendedor…

Leia mais

Um cata-vento Itinerante

O homem tem fraca visão. Idolatra assassinos e ladrões e depois arrepende-se por sofrer de falta de visão e de desonestidade intelectuais. Uau!!!…. O poeta-sipaio do 27 de Maio agora vem dizer que o MPLA não libertou os países da África Austral e, pelo contrário, afundou Angola nesta região do planeta com tanta corrupção? Por Domingos Kambunji O Manuel Rui Monteiro já foi notificado para ir prestar declarações na Procuradoria-Geral da Re(i)pública da Angola do MPLA pela cumplicidade nos crimes praticados com os fuzilamentos do 27 de Maio de 1977?…

Leia mais

Vejam como era em 1973 e… façam o favor de aprender

O ministro da Agricultura e Florestas, António de Assis, procedeu no município do Mungo (Huambo), ao lançamento do Programa de Revitalização da Cultura do Café Arábica no sector familiar, com o objectivo de contribuir para as estratégias de combate à pobreza e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e a qualidade alimentar. Por outras palavras, a pobreza na barriga do povo e os luxos na casa dos donos do reino. Simples. Decorrido na aldeia de Beteleme, a 157 quilómetros da cidade do Huambo, o acto, testemunhado pela governadora do planalto…

Leia mais

A macabra vergonha individual e colectiva

O príncipe Harry declarou-se hoje “honrado” ao refazer os passos da mãe, no hospital para as vítimas de minas, no Huambo, que a princesa de Gales visitou em 1997 e que foi hoje rebaptizado como “Centro Ortopédico Princesa Diana”. O duque de Sussex, que chegou ao hospital depois de ter estado num outro local icónico da visita de Diana, uma antiga estrada minada hoje conhecida como rua 28 de Maio, descerrou uma placa com a nova designação do centro. Na curta visita ao local, Harry passou pelo ginásio, ala pediátrica…

Leia mais