Morreu o General Chilingutila

O antigo Chefe do Estado-Maior das FALA, braço armado da UNITA e Vice-Ministro da Defesa Nacional no âmbito do GURN, General Demóstenes Amós Chilingutila, morreu na manhã de hoje, domingo, na Província do Huambo, vítima de doença, aos 73 anos de idade. Foi um dos Angolanos presentes na assinatura do Acordo de Alto Cauango realizado em 19 de Maio de 1991 entre as forças então beligerantes das FALA e das FAPLA, mediado por William Tonet e que veio a ser a base para o Acordo de Bicesse. Do texto do…

Leia mais

A interferência que (nos) trouxe a paz

O General Mackenzie foi o oficial das FALA com a patente de Brigadeiro e chefe das comunicações da Operação Gana II (cujo objectivo era a tomada do Luena) e que interferiu na manhã do dia 14.05.1991, na comunicação do jornalista William Tonet (WT) para a VOA. Por Mabiala Ndalui (*) A troca de palavras incluiu a intervenção do General Ben Ben com William Tonet que o convidou a vir até a área sob controlo das FALA para constatar, in loco, a real situação militar, desde que o jornalista tivesse a…

Leia mais

É hora de emergir, 29 anos depois, a verdade

15 ou 19 de Maio de 1991, impõe um Ponto Prévio: Antes de entrar na abordagem vale lembrar que há imprecisões de dados na recente revelação de Gonçalves Cahilo segundo as quais foi ao seu pai , o malogrado jornalista Paulo Cahilo a quem a UNITA interceptou via rádio transmitir e não a William Tonet, dando lugar ao primeiro encontro no Alto Kauango, entre FALA e FAPLA, em Maio de 1991. Por José Gama Jornalista O oficial das extintas FALA que fez a intercepção na altura, confirmou ao autor destas…

Leia mais

Alto Kauango, a mãe dos Acordos de Bicesse

O general Sachipengo Nunda, na altura dos Acordos do Alto Kauango era chefe operacional na Região Centro e acompanhou todo processo, na distância geográfica e proximidade das comunicações militares. Instado a pronunciar-se pelo Folha 8 fê-lo começando por uma máxima sublime, para os que fazem a história: “Diante de um facto há sempre a minha história, a tua história e a história”. Esta resulta de factos, tendo como fontes primárias: Os protagonistas, os documentos e as fontes secundárias: obras escritas por outras pessoas. Na tropa também sabemos que “a vitória…

Leia mais

General Banza afirma:
«Papel de William Tonet foi determinante para a paz»

Ao que parece, fazendo fé na verdade oficial do regime, continua a ser crime (talvez contra a segurança do Estado) o facto de o Acordo do Alto Kauango (ou Cauango) ter sido mediado, em 1991, por um autóctone angolano, William Tonet. Vinte e nove anos depois da assinatura, o Folha 8 publica a opinião de um dos principais protagonistas, o General Marques Correia “Banza” (foto). Factos são factos. E um deles, o de ter sido um angolano a mediar pela primeira vez o conflito entre angolanos, deveria ser motivo de…

Leia mais

Carácter, preço e valor

O general Higino Carneiro tem todo o direito de não gostar do que o Folha 8 escreve. Poderia reagir usando o direito de resposta. Não o fez, preferindo outros meios ao seu dispor, mais direccionados aos seus acólitos, evitando assim o escrutínio público, nacional e internacional. Contudo, não tem o direito de reagir usando questões pessoais relativas ao nosso Director, em resposta a um texto cujo autor nem foi William Tonet. Nem todos têm carácter. Uns têm preço, outros têm valor. Por Orlando Castro Vamos ao filme do que ontem,…

Leia mais

Há generais e… generais

Hoje, na sua página do Facebook, o general Higino Carneiro escreve (ipsis verbis): «Dia 15 de Maio de 1991 é uma data inesquecível para mim e para todos quantos ainda em vida protagonizaram aquele memorável encontro entre as Chefias das FAPLA e da das Forças Militares da Unita na nascente do Rio Cauango-Moxico. Recordo com saudade o estreitar de mãos entre militares desavindos que apesar do ulterior desfecho da guerra permitiu que nos conhecêssemos e respeitássemos com Angola em Paz as diferenças de cada um». Por Orlando Castro Higino Carneiro…

Leia mais

Um vírus global

William Tonet, Director do Folha 8, entrevista online várias angolanos na diáspora para ouvir o seu depoimento sobre as consequências da Covid-19 nas comunidades onde vivem. A TV8 continua a dar voz ao povo angolano. Hoje mesmo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucutra, anunciou dois novos casos de infecção por Covid-19, de transmissão local, elevando para 45 o número total de doentes infectados com o novo coronavírus. Trata-se de um menino de 3 anos e de um homem de 45, relacionados com os casos importados já associados ao contágio local.…

Leia mais

Desde 24 de Março de 1995

Em 24 de Março de 1995 nasceu o jornal Folha 8. Mais do que um jornal somos a Liberdade. Fazemos, desde então, Jornalismo com memória. Por alguma razão o nosso Director, William Tonet, dizia na altura, e continua a dizer hoje, que um país mudo não muda. O aparecimento da imprensa em Angola data de 1845, contando-se 46 títulos na passagem do século passado. Pormenor de nota é a referência a jornais produzidos por “angolenses”, o termo usado na altura para os naturais de Angola, por oposição aos colonos provenientes…

Leia mais

Se até o Presidente não tem memória, é o fim da picada!

Pois bem. Em vez de escrevermos aos párocos do Bairro Operário, vamos directamente a “Deus”, evitando intermediários. Assim, permita-me V. Exa. Senhor Presidente da República, do MPLA e Titular do Poder Executivo, general João Lourenço, que lhe relembre sinteticamente quem é, para além de Angolano, Jornalista e fundador do Folha 8, William Tonet. Por Orlando Castro Em 1965, no Congo-Brazzaville, na base do Movimento, por orientação de Agostinho Neto, o ex-vice-presidente do MPLA, Matias Miguéis, foi enterrado vivo, tendo ficado a cabeça de fora durante dois dias para receber todo…

Leia mais