Vão comer-se uns aos outros

A justiça suíça condenou um ex-administrador de uma empresa holandesa, que reside em Portugal (só podia!), por corrupção de vários quadros da petrolífera estatal angolana Sonangol, num total de 6,8 milhões de euros entre 2005 e 2008. O MPLA nunca deixou os seus créditos por corrupções alheias… Vários dirigentes da companhia petrolífera do MPLA (Sonangol) foram subornados com centenas de milhões de dólares por parte de uma companhia holandesa envolvida em operações de apoio à exploração de petróleo no off-shore angolano, revelam documentos da procuradoria federal suíça agora divulgados, Os…

Leia mais

Só vêem o que o patrão manda

A Procuradoria-Geral da República angolana referiu hoje que em Agosto não existia em Angola nenhum processo contra o empresário angolano Carlos São Vicente, genro do único herói nacional do MPLA, Agostinho Neto, quando as autoridades judiciais suíças solicitaram auxílio judicial para as investigações que decorriam naquele país. Numa comunicação divulgada hoje à imprensa, o porta-voz da Procuradoria-Geral da República, Álvaro João, confirma a autenticidade de uma carta daquele órgão judicial, em reposta a uma missiva rogatória das autoridades judiciais suíças. Segundo Álvaro João, a mesma data de Agosto passado e…

Leia mais

Crimes “chapa cinco”

O empresário angolano Carlos São Vicente, genro de Agostinho Neto, começou hoje a ser ouvido pela Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola, depois de ter sido constituído arguido por suspeita dos crimes de peculato e branqueamento de capitais entre outros. Em causa está o congelamento de uma conta bancária de Carlos São Vicente na Suíça, com cerca de 900 milhões de dólares, o equivalente a 752 milhões de euros, por suspeitas de lavagem de dinheiro, segundo divulgou um blogue suíço que acompanha questões judiciais naquele país, citando um despacho do…

Leia mais

Suíça congela 900 milhões de Carlos São Vicente

A Justiça suíça decidiu manter congelados 900 milhões de dólares da conta do empresário angolano Carlos São Vicente, por suspeitas de lavagem de dinheiro, noticiou um blogue que acompanha questões judiciais na Suíça, respaldando o que o Folha 8 escreveu no passado dia 29. A notícia do reputado blog judicial suíço Gotham City cita o despacho do Ministério Público da Suíça, e tem sido replicada por vários órgãos de comunicação social e pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ, na sigla em inglês), que divulgou o próprio documento judicial…

Leia mais

Suíça promete ajudar a recuperar capitais

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros da Suíça, Pascale Baerswyl, garantiu, em Berna, a disponibilidade do Governo suíço em apoiar Angola na recuperação dos activos ilícitos que, eventualmente, estejam no seu país. aquele país europeu. Por cá, a proposta do novo Código Penal prevê limitar as transacções em dinheiro, de forma a prevenir a circulação de grandes somas monetárias fora do sistema financeiro (bancos, seguros e mercado de capitais). Uma nota da Missão Permanente de Angola em Genebra indica que o apoio da Suíça foi manifestado terça-feira num encontro…

Leia mais

ONU finge (muito) mal

Angola participa em Genebra, Suíça, na 33ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos. Não é anedota. É mesmo verdade. A nossa delegação é chefiada pelo Representante Permanente junto dos Escritórios da ONU em Genebra, embaixador Apolinário Correia. Na declaração de abertura, o Alto-comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, manifestou-se preocupado com a crescente recusa de um grande número de Estados Membros em facilitar o acesso dos mecanismos dos direitos humanos nos seus países, e em regiões específicas. A questão dos direitos humanos, como sabemos e…

Leia mais

Suíça. Embaixada de Angola ou apenas um comité do MPLA?

“A minha filha é estudante universitária em Genebra (Suíça) e, por várias vezes, me informou sobre a forma, tribalistas e desrespeitadora, como funciona a Embaixada angolana”, conta ao Folha 8 uma cidadã devidamente identificada. P erante tais alertas, a mãe da estudante deslocou-se à Suíça para “in loco” verificar os acontecimentos relatados pela filha. Era tudo verdade. “Para tratar de um qualquer documento na Embaixada de Angola em Berna é um problema sério. Os funcionários praticamente não trabalham. São todos finos, arrogantes, mal educados e não sabem acolher um cidadão…

Leia mais

A fortuna da dona de casa

A fortuna da dona de casa - Folha 8

Se Isabel dos Santos pode dar lições ao mundo sobre como se tornar bilionário vendendo ovos desde tenra idade, a cidadã luso-angolana Elsa Maria Matos Almeida Teixeira deve ter encontrado uma outra fórmula para se ser rica como dona de casa. Por Rafael Marques de Morais (*) E lsa Maria Matos Almeida Teixeira tem um pé-de-meia de mais de US $20 milhões, depositados no Banco HSBC, na Suíça, em duas contas diferentes, numa como angolana e noutra como portuguesa. O seu nome consta das listas que fazem parte da divulgação…

Leia mais

Contas na Suíça revelam os novos angolanos do regime

Contas na Suíça revelam os novos angolanos do regime - Folha 8

A informação bancária de 31 entidades angolanas com contas no banco HSBC, na Suíça, e com um valor de depósitos de US $36 milhões, revela que grande parte dos seus titulares são comerciantes de diamantes estrangeiros. Por Maka Angola A lista dos nomes relembra as vezes que o presidente atribuiu a nacionalidade angolana a traficantes de armas e a suspeitos de crimes de corrupção e evasão fiscal. Mas, em Angola, estes cidadãos são ilustres, alguns são mesmo amigos e sócios de Isabel dos Santos, condição que em Angola continua a…

Leia mais

Cabindas manifestam-se na Suíça

Cabindas manifestam-se na Suíça - Folha 8

A comunidade cabinda da Suíça organiza no próximo dia 29, uma grande marcha em Zurique (Helvetiaplatz Zurich) pelas 12.30 horas. T rata-se de uma manifestação pacífica organizada juntamente com os representantes do povo palestiniano, congolês (RDC), afegão e curdo a fim de denunciarem o silêncio internacional sobre o problema de Cabinda. “Angola veio declarar oficialmente guerra contra as nossas famílias e compatriotas em Cabinda através palavras do seu ministro da Defesa, João Gonçalves Lourenço”, recorda Jean Claude Nzita, dizendo que “esta guerra será longa e de toda a população”. Jean…

Leia mais