Sempre que quer o MPLA come a UNITA de cebolada

A UNITA considerou hoje a evocação do Dia da Libertação da África Austral, a celebrar sábado nos 16 países da região, como uma “deturpação da história” por parte do executivo angolano, (MPLA) “apoiada por governos de proximidade ideológica” e de, acrescentamos nós, genética igualmente ditatorial alimentada por catadupas de criminosas aldrabices. Em declarações à agência Lusa, em Luanda, o líder parlamentar da UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA (ainda) permite que exista no país, Adalberto da Costa Júnior, indicou que a efeméride constitui “um elemento de referência…

Leia mais

Na verdade, até agora só o
Angosat-1 foi um falhanço

O ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação de Angola, José Carvalho da Rocha, anunciou hoje, em Luanda, a construção, na Rússia (obviamente), de um novo satélite nacional, o AngoSat-2, para substituir o primeiro, lançado em Dezembro e que não cumpriu os requisitos. “Angola está na indústria espacial para não mais sair”, diz o ministro. Portanto, depois virão os Angosat-3, 4 etc. para se juntarem aos nossos 20… milhões de pobres. “Da análise que as nossas equipas técnicas têm estado a realizar, com bastante intensidade, na sexta-feira, no sábado…

Leia mais

Foi Neto que comandou as FAPLA no Cuito Cuanavale?

O Governo angolano que está no poder desde 1975 continua a fazer de todos nós uns matumbos e, por isso, teima em mandar enxurradas de mentiras contra a nossa chipala. Em Maio do ano passado até arranjou 12,3 milhões de euros para pagar a conclusão do memorial sobre a histórica batalha do Cuito Cuanavale, sobre a qual passam hoje 30 anos. De acordo com informação do anterior Governo, o memorial constitui uma homenagem à “bravura” dos heróis (cubanos e das FAPLA) de 1988. A batalha do Cuito Cuanavale, no conflito…

Leia mais

Diamantes em alta e angolanos em baixa

Angola exportou 620.485 quilates de diamantes em Janeiro, a um preço médio por quilate de 136,24 dólares, o segundo valor mais alto desde Outubro de 2016. De acordo com o último relatório mensal do Ministério da Finanças de Angola sobre a arrecadação de receitas fiscais diamantíferas, as vendas globais atingiram no primeiro mês do ano os 84.535.523 dólares (68,5 milhões de euros). Estas vendas corresponderam, por sua vez, a 1.331 milhões de kwanzas (cinco milhões de euros) em receitas fiscais arrecadadas pela Estado angolano com a venda de diamantes. A…

Leia mais

Russos e angolanos vão definir regras do Angosat

Equipas técnicas de Angola e da Rússia vão reunir-se, em Abril, em Luanda, para definirem os procedimentos de utilização do satélite angolano, Angosat-1, lançado em órbita em Dezembro de 2017, anunciou hoje o Governo angolano. Segundo o secretário de Estado angolano das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Manuel Homem, o Angosat-1 está em órbita e decorrem trabalhos de verificação. “Está marcada agora a reunião, para o mês de Abril, das equipas técnicas aqui em Luanda, onde iremos informar, claramente, os procedimentos e os modos de utilização dessa infra-estrutura”, disse o…

Leia mais

Festa do estertor do MPLA
fez-se no Cuito Cuanavale

O (ainda e sempre) Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, inaugurou hoje o Memorial à (suposta) vitória do (MPLA) da Batalha do Cuito Cuanavale, na província do Cuando Cubango, que impulsionou o fim do apartheid na África do Sul, a independência da Namíbia, a retirada do exército cubano de Angola, o MPLA a aceitar finalmente entrar em negociações com a UNITA (o que viria a acontecer em Portugal), o pluripartidarismo e a realização de eleições. José Eduardo dos Santos descerrou a placa daquela infra-estrutura que simboliza a célebre batalha do…

Leia mais

Diamantes é o que mais há

Angola, aquele reino africano que para uma população de 26 milhões tem 20 milhões de pobres, tem potencial diamantífero nas regiões norte e nordeste do país, com dados que indicam para a existência de um total de recursos em reservas de diamantes superior a mil milhões de quilates. A informação foi hoje divulgada durante a apresentação de um estudo sobre o “Potencial Diamantífero de Angola: Presente e Futuro”, realizado pelos serviços geológicos das diamantíferas russa, Alrosa, e a angolana estatal, Endiama. No que diz respeito aos kimberlitos, são responsáveis por…

Leia mais

Russos, chineses & regime, SA

A diamantífera russa Alrosa prevê investir mais de 1,2 mil milhões de dólares em dois projectos de produção de diamantes em conjunto com a empresa estatal angolana Endiama, foi hoje divulgado. É fartar vilanagem. O anúncio foi feito aos jornalistas em Luanda pelo presidente do Conselho de Administração da Alrosa, Andrey Zharkov, à saída de uma reunião com o vice-Presidente da República de Angola, Manuel Vicente, com destaque para o projecto Tchiuzo. Avaliada em 200 milhões de dólares, esta exploração mineira permitirá criar cerca de 700 novos postos de trabalho…

Leia mais