Estreia dos “Pico-satélites”

Um grupo de jovens angolanos formados em Engenharia Espacial na Rússia vai lançar na quarta-feira em Angola 10 “pico-satélites” do tamanho de uma mão humana, dando início àquilo que pretendem considerar a “era espacial” no país. Mãos à obra, que outros (os portugueses, por exemplo) já lá andam há muito mais tempo. Segundo Aldair Gonçalves, engenheiro electrotécnico com especialização em telecomunicações, os “pico-satélites” não entram em órbita, “longe disso”, pois são lançados a uma altitude que varia entre os 400 e os 1.000 metros, para, depois, através de sensores, poderem…

Leia mais

Estratégia (tecno)lógica atola a ementa da… fome!

O vice-presidente angolano, Bornito de Sousa, afirmou hoje, em Luanda, que os investimentos feitos por Angola nas telecomunicações vão continuar “fortes” e que já constituem uma “referência” na África subsaariana. Bornito de Sousa discursava na abertura do Fórum Internacional de Tecnologias de Informação, Angotic Angola 2019, certame que decorre até quinta-feira no Centro de Convenções de Talatona, a sul de Luanda, em representação do chefe de Estado, João Lourenço, cuja presença estava prevista, acabando por ser alterada à última hora. Segundo Bornito de Sousa, o Governo angolano tem em curso…

Leia mais

Cazaquistão, é claro!

O Chefe de Estado angolano, João Lourenço, expressou a vontade de ver reforçada a cooperação entre as repúblicas de Angola e do Cazaquistão. Ora aí está. José Eduardo dos Santos já se tinha lembrado disso. Nessa altura também pela mão de Manuel Domingos Augusto, então secretário de Estado.  É mesmo a cereja no topo do bolo… João Lourenço manifestou a pretensão em mensagem ao estadista do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, entregue pelo ministro das Relações Exteriores, Manuel Domingos Augusto, na qualidade de enviado especial do Presidente da República de Angola. Segundo uma nota…

Leia mais

Russos e angolanos vão definir regras do Angosat

Equipas técnicas de Angola e da Rússia vão reunir-se, em Abril, em Luanda, para definirem os procedimentos de utilização do satélite angolano, Angosat-1, lançado em órbita em Dezembro de 2017, anunciou hoje o Governo angolano. Segundo o secretário de Estado angolano das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Manuel Homem, o Angosat-1 está em órbita e decorrem trabalhos de verificação. “Está marcada agora a reunião, para o mês de Abril, das equipas técnicas aqui em Luanda, onde iremos informar, claramente, os procedimentos e os modos de utilização dessa infra-estrutura”, disse o…

Leia mais

A hera ispassial

Noz, us pissoa du Cunene, tudo istá muíto cuntenti e sastifeito. Im Angola só temu nutíssia boa. Tudo istá muíto beim i inté já têmu uma satélite. Agente, noz us pissoa du Cunene, ficámu uma bucadinho arrasca quandu u satélite furou us nuvem pra ir viajar lá nu séu. U gaju num quiria falar cu a agente. Por João Bento Melo Kangamba (Futuro candidatu à Prezidência da Reipública do Cunene) Paressia qui istava e pensar qui noz inda istava nu tempo do Zé Kitumba, sem Libredade du Aspressão. Pru isso…

Leia mais

Angosat1 já está no espaço

O primeiro satélite dito angolano começou cerca das 19 horas, como previsto, a sua trajectória para o espaço, a partir da estação de lançamento de Baikonur, Cazaquistão, onde permanecerá 15 anos úteis. Após o lançamento pelo foguete transportador ucraniano Zenit, o satélite levará 7 horas para ficar em órbita e depois terá mais ou menos dois a três meses de testes. Findo este período, o equipamento estará apto para ser usado, até completar os 15 anos previstos de vida útil. Uma delegação angolana, composta pelo ministro das Telecomunicações e Tecnologia…

Leia mais

Satélite dos “ovos de ouro” talvez depois do (pai) Natal

O lançamento do AngoSat-1, o primeiro satélite (supostamente) angolano, previsto para 7 de Dezembro, no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, foi adiado para 26 de Dezembro de 2017, informou o consórcio russo responsável pela construção, liderado pela RSC Energia. Uma informação da RSC Energia refere que já foi concluída uma verificação pós-embarque das baterias de iões de lítio do satélite e as operações finais com o veículo de lançamento Zenit-2. Não são contudo adiantadas explicações para este adiamento, tendo em conta o prazo anteriormente definido e divulgado pela empresa estatal…

Leia mais

O grande Olho

O grande Olho paira sobre nós. Ele está ali, registando a última gota do orvalho, o espirro molhado de um idoso, o sorriso enigmático de um hipócrita. Por Gabriel Bocorny Guidotti Jornalista e escritor Porto Alegre – Brasil Não se engane. Você também está sob a égide dele. Todos os movimentos meticulosamente registrados. Não há saída. A saída seria desligar a tomada e ver a bateria morrer. Energia natural não insufla matéria mecânica, apenas orgânica. Sem o Olho, as pessoas encontrariam uma ponte pacífica à liberdade. Observariam o mundo para…

Leia mais

E viva o AngoSat. Viva o quê?

A ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, disse hoje, em Luanda, que os técnicos formados no âmbito do AngoSat 1 vão poder desenvolver uma investigação científica de ponta. A governante prestou esta informação quando falava à imprensa no final de uma visita que realizou ao DataCenter, ao Instituto de Telecomunicações (ITEL) e o Instituto Superior de Tecnologias de Informação e Comunicação (ISUTIC), afectos ao Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação (MTTI). Segundo a ministra, estes técnicos, além de trabalharem nas áreas do sector, vão formar outros quadros…

Leia mais