Nepotismo é… favorecer parentes ou amigos por pessoa bem colocada

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) disse hoje que a nomeação para administradora executiva de Cristina Lourenço, filha do Presidente da República, Titular do Poder Executivo e Presidente do MPLA, João Lourenço, se trata de “um regresso a casa” daquela antiga colaboradora da instituição. E assim sendo, é preciso apenas parecer ser sério. De resto, o MPLA é Angola há 45 anos e Angola é do MPLA há… 45 anos. Numa nota de imprensa distribuída hoje, a BODIVA realça que a nomeação em Março passado de Cristina…

Leia mais

Rafael explica e resolve!

Rafael Marques, ex-jornalista, activista cívico e “consultor” oficioso do Gabinete do Presidente da República, João Lourenço, considerou a nomeação da filha do Presidente angolano para um cargo público (administradora executiva da BODIVA) como “uma distracção evitável e corrigível”, referindo que o processo, que não considerou nepotismo, “é desaconselhável”. Por Orlando Castro (*) “P rimeiro, é preciso esclarecer que não é uma nomeação feita pelo Presidente, aliás a filha de João Lourenço, já antes de ele ser Presidente, exercia uma função no Ministério das Finanças. Mas do ponto de vista da…

Leia mais

Se ser do MPLA é vital, ser Lourenço é tudo

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola – BODIVA, enquanto Sociedade Gestora de Mercados Regulamentados tem como missão promover o desenvolvimento do Mercado Regulamentado de Valores Mobiliários e Derivados e, desse modo, contribuir decisivamente para o financiamento sustentado da economia de Angola. Cristina Dias Lourenço, filha do Presidente da República, igualmente Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo é administradora Executiva. São igualmente funções da BODIVA: Colocar à disposição do Mercado Regulamentado de Valores Mobiliários e Derivados (MRVM&D) as infra-estruturas físicas e tecnológicas que são necessárias para que…

Leia mais