Eles continuam a ser os… mesmos

O Tribunal Constitucional (honorável e impoluta sucursal do MPLA) deu cinco dias à comissão instaladora do PRA-JA Servir Angola, para suprir e esclarecer novas dúvidas no seu processo legalização, informou o coordenador do órgão. Talvez fosse suficiente juntar a certidão de óbito de Abel Chivukuvuku… Abel Chivukuvuku participou hoje numa mesa redonda virtual, promovida pela organização internacional Friends of Angola (FoA), sobre o registo do projecto PRA-JA Servir Angola e o processo (supostamente) democrático em Angola. Segundo o político, a resposta ao requerimento de solicitação do recurso extraordinário para anulação…

Leia mais

TC (re)volta a atacar

O coordenador da Comissão Instaladora do projecto político denominado PRA-JA Servir Angola acusou de má-fé o Tribunal Constitucional por ter considerado irregulares os processos para legalização do partido. O MPLA não perdoa as supostas aproximações de algumas figuras próximas de José Eduardo dos Santos a Abel Chivukuvuku. Em resposta a um despacho do Tribunal Constitucional, emitido na sexta-feira passada, que solicita o provimento de supostas irregularidades no processo de inscrição do Partido do Renascimento Angolano – Juntos Por Angola – Servir Angola (PRA-JA Servir Angola), Abel Chivukuvuku exprimiu a sua…

Leia mais

Eleições autárquicas em 2020? Abel não acredita

Abel Chivukuvuku, à frente do projecto político PRA-JA Servir Angola, disse hoje, em Luanda, não acreditar que as primeiras eleições autárquicas do país aconteçam em 2020, porque o MPLA, partido no poder, receia o voto dos cidadãos. O dirigente partidário exprimiu a sua posição antes da entrega hoje, no Tribunal Constitucional, de 23.492 declarações de aceitação, documentos exigidos para a legalização do partido. Segundo Abel Chivukuvuku, o ano está perto do fim e ainda não foi aprovado o pacote legislativo autárquico, um imperativo para a implementação do processo eleitoral. No…

Leia mais

Para o juiz Aragão, gira fã
e girafa são confundíveis!

O Tribunal Constitucional de Angola, na pessoa do seu juiz presidente, Manuel da Costa Aragão, determinou a alteração da sigla PRA-JA do projecto Partido do Renascimento Angolano – Juntos por Angola, criado pelo político Abel Chivukuvuku, no prazo de 15 dias, supostamente por este ser similar à sigla PRJA da Comissão Instaladora cancelada de um Partido Republicano da Juventude de Angola que nunca existiu. Por Pedrowski Teca Em despacho exarado no dia 20.08.2019, supostamente para efeitos de cumprimento do disposto no Artigo 19.º da Lei n.º 22/10 de 3 de…

Leia mais

PRA-JA, lagosta em Luanda
ou mandioca no Bailundo?

Por acreditar no mensageiro e respeitar a mensagem, impõe-se que pergunte a Abel Chivukuvuku, hoje, aqui e agora, a propósito da formação do Partido do Renascimento Angolano – Juntos por Angola (PRA-JA), se aceita (a contrário dos tempos da – sua – CASA-CE) ser salvo pela crítica ou assassinado pelo elogio? Se é a ética que deve dirigir a política? Se as batalhas ganham-se ou perdem-se por causa dos generais ou por causa dos soldados? Se o importante são os que estão na primeira fila (para serem vistos) ou os…

Leia mais

E por falar em Itiandro…

O Presidente da República, também Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Manuel Gonçalves Lourenço, exonerou o seu Secretário Judicial e Jurídico, Itiandro Slovan de Salomão Simões, por este o ter aconselhado – numa clara demonstração de abertura à sociedade, sem qualquer tipo de exclusão – a nomear um morto para a Empresa de Navegação Aérea. Já não se pode ser criativo? O homem tinha morrido, mas não deixou de ser do… MPLA. Recordemos que, em 2017, o Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, no uso das suas competências…

Leia mais

Alicerces da CASA ruíram.
Resta a luta pelos tachos

Os militantes da coligação CASA-CE, a segunda força da oposição em Angola, ainda analisam a possibilidade da sua transformação em partido político, assunto que continua a não ser consensual, seis anos depois da sua constituição. As divergências sobre a transformação em partido foram admitidas hoje pelo secretário executivo nacional da Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE), Leonel Gomes, em conferência de imprensa que serviu para assinalar, em Luanda, o sexto aniversário daquela força. “Há os que pensam que o momento ainda não é adequado para partimos…

Leia mais

Aqui quem manda é ele

O líder do MPLA, José Eduardo dos Santos, quer ver corrigido o favorecimento da escolha de quadros do partido e a necessidade de posterior colocação, quando não são reconduzidos, que recorda arrastar-se desde “o tempo do partido único” em Angola. Quem diria? Mas o “escolhido de Deus”, “querido líder” e (entre muitos outros eméritos qualificativos) “arquitecto da paz” lá sabe. José Eduardo dos Santos discursava hoje na abertura de uma reunião do secretariado do Bureau Político (BP) do MPLA, realizada em Luanda, em que participaram os primeiros secretários provinciais do…

Leia mais

MPLA volta a ter regularidade funcional

O “MPLA pós 2017”, parece querer assumir um papel novo e mais actuante, no concerto da tribo partidocrata e da sociedade, com a realização de actos normais e regulares de um partido político que há muito não se assistia. E não era assim por ter incutido no “ADN ideológico”, ser ele o Estado, ao ponto de, no primeiro texto constitucional, ter consagrado ser o presidente do MPLA o Presidente da República e o comandante em chefe das FAPLA. Desde essa altura o centro nevrálgico do MPLA deslocou-se para a Presidência…

Leia mais

Cumpra a Constituição,
não banalize a Justiça!

A bandalheira, a desordem e a violação das normas constitucionais e legais continuam a ser a regra, não só na política, como no sistema judicial e judiciário angolano, numa clara demonstração de apenas ter mudado a vontade de nada mudar, na lógica do “showbiz”. Por William Tonet Quando a Constituição e as leis de um Estado, numa transição, qualquer que seja, não são respeitadas pelo novo Presidente da República, visto como a esperança da mudança, a sensação geral é de o quadro continuar no mesmo lamaçal da podridão partidocrata que…

Leia mais