JOÃO LOURENÇO EXONERA JÚLIO BESSA

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, exonerou hoje o governador da província do Cuando Cubango, Júlio Bessa, nomeando para o cargo José Martins, segundo uma nota da Casa Civil do Presidente. Escândalo revelado em primeira-mão pelo Folha 8 leva à exoneração do até agora governador do Cuando Cubango. Num outro decreto presidencial, o chefe do executivo nomeia Guilherme Pereira para o cargo de vice-governador da província de Cabinda para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas. A nota de imprensa justifica a exoneração com a “conveniência de serviço público”. Em…

Leia mais

E dura, e dura e dura…

Ultimamente, não sei se pela influência do calor estival, aqui no Hemisfério Norte, claro incentivador de uma modorra interminável, a verdade é que sempre que pego na caneta para escrever umas linhas sobre Angola, vai-se me a vontade. Por Carlos Pinho (*) Começa a não haver pachorra para a incompetência, preguiça e desonestidade contumazes dos dirigentes do país. Sejam quais forem os níveis directivos de que estejamos a falar. Por isso, e a contragosto, porque sou uma animal de Verão, ou não tivesse nascido em Angola, o fresquinho das poucas…

Leia mais

Comissário-chefe exige que os “seus” agentes votem no… MPLA

O comissário-chefe António Joaquim Fortunato, director nacional dos serviços penitenciários de Angola, órgão sob tutela do Ministério do Interior, está a exigir aos agentes que votem no partido MPLA e em João Lourenço nas eleições gerais que serão realizadas no dia 23 de Agosto do ano em curso. Por Sedrick de Carvalho A denúncia foi avançada por agentes do Destacamento Especial dos Serviços Prisionais (DESP), que se lembram de ouvir António Fortunato dizer: “Queremos o voto no nosso número 4 e no camarada João Lourenço”. Não tão admirados, pois “ele…

Leia mais

É fartar vilanagem

Cartazes da CNE (Comissão Nacional Eleitoral), supostamente para sensibilizar os angolanos a votar nas próximas eleições, não poderiam ser mais explícitos quanto à honorabilidade do regime, do MPLA e da CNE (são todos fuba do mesmo saco). Simulam um boletim de voto, e exemplificam colocando um “X” no espaço do MPLA, ainda por cima com o nome do candidato e, para que não restem dúvidas, com a sua respectiva foto. É fartar vilanagem. O órgão, cada vez menos oficioso e cada vez mais oficial do MPLA, que dá pelo nome…

Leia mais

O pesadelo de um bilião de dólares da Sonangol

As dívidas da Sonangol às grandes companhias petrolíferas excedem largamente os US $300 milhões devidos à Chevron, reportados em Outubro último, segundo informações a que o Maka Angola teve acesso. Por D. Quaresma dos Santos (*) Perante um comunicado em que a Sonangol dava conta de que as dívidas à Chevron seriam submetidas “a análise” antes do pagamento, generalizou-se entre os restantes credores uma crescente ansiedade relativamente aos muitos milhões de dólares que também eles têm a receber. O Maka Angola tomou conhecimento dos números referentes a cash calls (pedidos…

Leia mais

Corruptos unidos jamais (dizem eles) serão vencidos

O diário espanhol El Mundo faz – como já aqui foi noticiado – hoje manchete com o caso de um fugitivo português, Guilherme Taveira Pinto, à justiça espanhola, procurado pela Interpol, acusado de um desfalque de dezenas de milhões de euros, e que o jornal descobriu em Luanda, protegido pelas autoridades angolanas. Guilherme Taveira Pinto terá intermediado a venda de armas de Espanha a Angola, num valor de 153 milhões de euros. Mas 100 milhões desapareceram e ao destino só chegou metade da mercadoria. Recorde-se que a Polícia espanhola revelou…

Leia mais

Odebrecht, Lula, Dilma e (é claro!) Eduardo dos Santos

Um conjunto de e-mails apreendidos pela Polícia Federal brasileira mostram a influência de Marcelo Odebrecht e os negócios que conseguiu. Instituto Lula diz que foram acções de “patriotismo” a favor da economia brasileira. Por Ana Gomes Ferreira (*) E -mails apreendidos pela Polícia Federal brasileira na investigação à teia de corrupção em volta da Petrobras mostram as pressões da empresa Odebrecht junto da presidência, quando esta era ocupada por Lula da Silva e depois por Dilma Rousseff, no sentido de esta empresa obter vantagens em contratos e ver colocados em…

Leia mais

Vistos gold. Escândalo faz cair ministro

Vistos gold. Escândalo faz cair ministro - Folha 8

PORTUGAL. O ministro da Administração Interna de Portugal anunciou, este domingo, a sua demissão. O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, já aceitou o pedido. Miguel Macedo explicou que, apesar de “não ter qualquer responsabilidade pessoal” no caso dos “vistos gold”, entendeu que não tinha condições políticas para continuar no cargo. Miguel Macedo disse: “Não desconheço que no plano político as coisas são de natureza diferente. O ministro da Administração Interna, pelas funções que exerce tem de ter sempre uma forte autoridade pelo exercício pleno e eficaz”, das suas funções. Ou seja,…

Leia mais