ONTEM, HOJE E SEMPRE… POR ANGOLA

Políticos históricos da UNITA e familiares dizem que Jonas Savimbi, assassinado há 20 anos, olharia hoje para Angola com “muita tristeza e desgosto” depois de contribuir “activamente” para a independência e democracia do país, como “reconhece a nova geração”. Jonas Malheiro Savimbi, fundador da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA, maior partido na oposição que o MPLA ainda permite), morreu em combate em 22 de Fevereiro de 2002, na região de Lucusse, província do Moxico, leste de Angola, onde esteve enterrado até 2019, ocasião em que o corpo…

Leia mais

A ausência de memória

Esta reflexão é uma singela homenagem ao Rui Oliveira, recentemente falecido, e um grito de revolta pela falta de memória de quem dirige a UNITA. O facto de eu ter sido militante da UNITA (nº 53 149 e membro nº 11 da JURA no Huambo, da qual, aliás, fui secretário do Departamento Cultural do Comité do Huambo) não me dá qualquer especial legitimidade. Mas também não ma tira. Por Orlando Castro Não sei se qualquer reflexão que ultrapasse o círculo de bajuladores, nesta caso da UNITA, onde também os seus…

Leia mais

Savimbi ontem, hoje e sempre

A UNITA considerou que as gerações mais novas “reconhecem a justeza das lutas de Jonas Savimbi”, líder fundador do maior partido da oposição que o MPLA ainda permite em Angola, que hoje completaria 87 anos. Aliás, quando José Eduardo dos Santos dizia que a democracia foi “imposta” a Angola estava, como continua a estar o MPLA, com uma espinha entalada na garganta. Espinha chamada Savimbi a quem devemos, por  exemplo, o multipartidarismo. Numa mensagem por ocasião da data, a UNITA sublinha que entre 1992, quando se realizaram as primeiras eleições…

Leia mais

Otelo pediu a Fidel para salvar o MPLA

Em 1975, MPLA, UNITA e FNLA estavam em guerra pelo poder em Angola. Na disputa participaram várias forças internacionais, em apoio do MPLA. Otelo Saraiva de Carvalho ajudou a convencer Fidel Castro a enviar tropas para a ex-colónia para apoiar o MPLA. O assunto era secreto. Por isso, era necessária máxima discrição. Enquanto uma delegação de portugueses e cubanos almoçava no restaurante “Los Canaviales”, perto da capital cubana, Havana, o militar da revolução portuguesa Otelo Saraiva de Carvalho, Raúl e Fidel Castro foram para uma sala mais isolada. Em cima…

Leia mais

Basta repristinar Savimbi

A UNITA propôs hoje a “criação de uma frente patriótica para alternância do poder”, por forma a “salvar” Angola de uma “ditadura democrática”, quando se assinala o 19º aniversário da morte do seu fundador, Jonas Malheiro Savimbi. É “imperiosa a criação de uma frente patriótica para alternância do poder, com o fito de se salvar o país, amordaçado pela ditadura democrática”, afirma o Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, o principal partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista (não se sabe se por muito tempo) em…

Leia mais

Falta acabar 1992. É isso, não é?

A UNITA, principal partido da oposição que o MPLA ainda (não se sabe se por muito tempo) permite em Angola, classifica de “ataques xenófobos e racistas” o conteúdo do comunicado do Bureau Político do MPLA, partido no poder há 45 anos, sobre os confrontos mortais do passado 30 de Janeiro em Cafunfo, na província da Lunda Norte. A UNITA considera de baixaria os ataques à figura do seu presidente e lembra que, devido ao conflito armado, muitos dirigentes, incluindo personalidades do partido governante, viram-se forçados a obter duas ou mais…

Leia mais

“Mais Velho”, o candengue
vai mesmo honrar Muangai

Adalberto da Costa Júnior, presidente da UNITA, o maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, afirmou hoje que a democracia só se concretiza com a alternância partidária e reafirmou que o seu partido quer ser alternativa aos “marimbondos” do MPLA, que acusou de “roubar” fortunas. Esteja onde estiver, Jonas Savimbi deve estar orgulhoso. Parece que o Galo Negro vai (mesmo) voar. “V amos ser poder”, disse o líder da UNITA aos militantes do partido que se concentraram no Sumbe, capital da província do Cuanza…

Leia mais

Savimbi faz falta… ao MPLA

A empresária Isabel dos Santos considerou em declarações à televisão BBC, reagindo às acusações da investigação Luanda Leaks, que “todos vão ficar a perder” devido às investigações, lamentando “que Angola tenha escolhido este caminho”. Na verdade não serão todos os que “vão ficar a perder”. O MPLA está no poder há 44 anos, sempre trabalhou para os poucos que têm cada vez mais milhões (todos do MPLA) e nunca para os milhões que têm pouco… ou nada (20 milhões de pobres). Numa entrevista ao programa Panorama, da estação pública de…

Leia mais

Último capítulo da UNITA que nasceu no Muangai

Depois de ter admitido de que era um “candidato natural” à liderança da UNITA, o general Paulo Lukamba “Gato” decidiu não avançar com a sua candidatura apesar de fontes próximas terem admitido que ele iria fazer a entrega do processo. Talvez desta forma se escreva o último capítulo da UNITA do Muangai, da UNITA de Jonas Savimbi. A não ser que Abílio Kamalata Numa vença. Por Orlando Castro Segundo a VoA, em nota endereçada a “militantes, amigos e simpatizantes”, “Gato” revelou ter tomado “a decisão de apenas cumprir com o…

Leia mais

Quem tem medo de Savimbi?

O deputado e general na reserva Lukamba Paulo “Gato” reconheceu hoje, em Luanda, que tem havido pouco esforço da UNITA no sentido de divulgar a vida e a obra do fundador do partido, Jonas Malheiro Savimbi, que nasceu a 3 de Agosto de 1934. Mais uma vez “Gato” tem razão. O Folha 8 dá hoje, mais uma vez, o seu contributo para esclarecer os angolanos (até mesmo alguns que são dirigentes da UNITA) sobre alguns aspectos da vida e obra de Jonas Savimbi. Jonas Malheiro Savimbi nasceu aos 3 de…

Leia mais