QUANDO A MINHOCA JULGA QUE É JIBÓIA

O advogado do vice-presidente de Angola, Bornito de Sousa, e da sua filha, Naulila, pediu hoje ao Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Porto que mande julgar o líder da Frente Cívica portuguesa, Paulo de Morais, por difamação agravada. A pretensão do causídico Paulo de Moura Marques foi manifestada durante o debate instrutório do caso “Vestidos de noiva”, após Paulo de Morais requerer ao TIC que avaliasse acusações particulares de Bornito de Sousa e da filha, secundadas pelo Ministério Público, quer em fase de inquérito criminal quer agora em instrução.…

Leia mais