Assinado em Paris acordo para a Bienal de Luanda

A Ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, assinou hoje, com o Director-Geral Adjunto da UNESCO, Firmin Matoko, na sede da Organização, em Paris, o Acordo sobre a realização da Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África. O Acordo prevê a realização da Bienal da Paz em Setembro de 2019 e consagra as tarefas que a UNESCO e o Executivo de Angola irão desenvolver para a realização do evento, cuja primeira e segunda edições estão previstas para serem realizadas em Angola. O acto de assinatura…

Leia mais

Se há abertura… entremos
sem embandeirar em arco

Face às mudanças em Angola, até agora mais ao nível do acessório do que da substância, o activista Luaty Beirão afirmou, hoje, em Paris, que “a luta não precisa de ser nos mesmos moldes para sempre”, mas avisa que não vai “atirar a toalha para o chão”. Em entrevista à Lusa e RFI, à margem da conferência “Angola: de Dos Santos a Lourenço, transição esperada, transformação sustentável?”, que hoje decorreu no Instituto Francês de Relações Internacionais (IFRI), em Paris, Luaty Beirao disse que é preciso aproveitar a “retórica de abertura”…

Leia mais

Filhos publicam livro
sobre Jonas Savimbi

Os filhos de Jonas Savimbi publicaram, em França, um livro sobre o lado mais “íntimo e familiar” do líder histórico da UNITA para assinalar os 15 anos da sua morte, em combate. Ao contrário da propaganda do regime do MPLA, Savimbi era (é) angolano e também era um ser humano… O livro, intitulado “Jonas Savimbi, le leader de la résistance angolaise raconté à ses petits-enfants” (Jonas Savimbi, o líder da resistência angolana contado aos seus netos), foi publicado pela editora L’Harmattan e foi escrito por Cheya, Aleluiah e Helena Sakaita-Savimbi,…

Leia mais

A força da razão não chega

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, disse em Paris, que os “angolanos não vão aceitar nenhuma fraude” em referência às eleições gerais previstas para Agosto. Aceitarem podem não aceitar mas, como nas anteriores, vão ter de se rendar à Razão da força já que, para o caso, a força da razão não chega. Por Norberto Hossi (*) “S e as eleições não forem transparentes, forem fraudulentas outra vez, eu estou a dizer a todo o mundo que é preciso prestar atenção porque os angolanos estão completamente fatigados do que se…

Leia mais

Um novo acordo climático na COP21

Ao meio ambiente, seja nos casos de acção ou omissão atribuíveis a um indivíduo ou a um Estado, imputa-se a necessidade de equilíbrio. O espaço natural não constitui preocupação da ecologia exclusivamente, mas também da nossa sociedade enquanto espécie dominante. Por Gabriel Bocorny Guidotti Jornalista e escritor – Porto Alegre, Brasil P ensando nisso, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas 21 (COP21) começou no último domingo (29) na busca um novo acordo global. O evento reúne 195 delegações, mais a União Europeia, e vai prolongar-se até 11 de…

Leia mais

Morte aos terroristas… maus

Em Junho, Angola participou em Madrid, Espanha, numa reunião especial do Comité contra o Terrorismo do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). E quem melhor do que a equipa de Eduardo dos Santos para falar sobre o assunto? Por Orlando Castro E spanha é, aliás, um local emblemático para o regime de Eduardo dos Santos. Assim como o (combate ao) terrorismo. Nessa altura o Parlamento espanhol até tinha na agenda a eventual investigação ao escândalo de corrupção na venda de armas a Angola, em que o general…

Leia mais

O choro da Cidade Luz

Um fim de tarde pacato se avizinhava na Cidade Luz. De surpresa, o grupo terrorista Estado Islâmico irrompeu na calmaria para dar mostra de sua força destrutiva. Por Gabriel Bocorny Guidotti (*) P or meio de ataques coordenados em pontos de grande circulação de Paris, dezenas de franceses (e não só) perderam suas vidas. O número de mortos pode aumentar nos próximos dias, tendo em vista a gravidade do estado de saúde de muitos feridos. Nesse momento pelo qual a escuridão acoberta a humanidade, resta uma inalienável questão: por quê?…

Leia mais

Olho por olho, dente por dente?

Os ataques terroristas do Estado Islâmico em Paris, que causaram pelo menos 127 mortos e 180 feridos, levantam muitas questões. Talvez esta declaração de guerra provoque uma reacção do tipo olho por olho, dente por dente. Por Orlando Castro A lguém disse, e outros vão dizendo, mesmo que por palavras diferentes e em contextos diversos, que “nós somos filhos e agentes de uma civilização milenária que tem vindo a elevar e converter os povos à concepção superior da própria vida, a fazer homens pelo domínio do espírito sobre a matéria,…

Leia mais

Pela liberdade marchar e lutar… sempre, sempre!

Pela liberdade marchar e lutar... sempre, sempre! - Folha 8

Um verdadeiro tsunami, com mais de um milhão e meio de populares, invade as principais e emblemáticas ruas de Paris, desde às 14h00, deste domingo, 11 de Janeiro, depois dos bárbaros ataques assassinos, protagonizados por três fundamentalistas islâmicos, na semana que finda. Por Folha 8 em Paris E ncabeçada pelo Presidente francês, vários chefes de Estado e de Governo aderiram à marcha, para dizer: Basta! O terrorismo não pode continuar a intimidar a Liberdade, matar a Solidariedade e perturbar a Fraternidade, por esta razão, num curto espaço de tempo o…

Leia mais