Condecoração de Bonga
já dá bons lucros ao MPLA

No dia 11 de Novembro escrevemos aqui que até os que nunca quiseram saber quem era Bonga, estavam agora rendidos. Isto a propósito da Medalha de Bravura e do Mérito Cívico e Social, 1.ª Classe, outorgada por João Lourenço ao compositor a cantor Barceló de Carvalho (Bonga). Também escrevemos que com uma medalha (condecoração), João Lourenço “comprava” mais uma fidelidade, mais um apoio para a sua causa populista. Acrescentámos que Bonga (como outros) não percebeu que a condecoração era uma forma de cegueira. Ou seja, que a partir dessa altura…

Leia mais

Uns morrem de pé. Outros aceitam viver de joelhos!

O Presidente da República, João Lourenço, atribuiu uma das mais altas condecorações outorgadas pelo Executivo (Medalha de Bravura e do Mérito Cívico e Social, 1.ª Classe) a Bonga, colocando-o a par de personalidades políticas, culturais, militares e socais (sobretudo do MPLA), de um leque em que se destacam, ainda, Viriato Clemente Francisco da Cruz, a título póstumo, com a Ordem da Independência, 1.º Grau, e Liceu Vieira Dias (fundador do agrupamento N’gola Ritmos), também a título póstumo, com a Ordem do Mérito Civil, 1.º Grau. Por Orlando Castro Até os…

Leia mais

Kota Bonga é cada vez mais como o Vinho do Porto

O cantor e compositor angolano Bonga, que actua no sexta-feira em Braga (norte de Portugal), a menos de um mês de celebrar 76 anos de vida, afirmou-se contente por ter contribuído para “um reconhecimento válido da música angolana e africana”. Bonga, natural de Angola, recordou, em entrevista à agência Lusa, “os tempos difíceis” que viveu, tendo chegado a ser proibido de actuar, e quando a música angolana, “de forma pejorativa, era chamada de folclore”. “Houve um período de preconceito, em que chamavam à música angolana o folclore, o que era…

Leia mais

“Recados de fora” para… dentro

VEJA O VÍDEO. ENTREVISTA EXCLUSIVA COM BONGA. Mais de 40 anos depois de ter iniciado uma carreira que o tornou um vulto emblemático da Lusofonia, e não só, com destaque para o semba e os ritmos angolanos, tendo produzido quase o mesmo número de discos, Bonga lança novo álbum: “Recados de Fora” (2016). As raízes musicais de base convivem com o fado e morna. Liricamente, contém mensagens de intervenção sobre o seu país natal e sobre África em geral. A apresentação está marcada para hoje, às 21h30, no Teatro Tivoli…

Leia mais

MCK e Bonga pela… liberdade

O rapper angolano MCK actua hoje, no Musicbox, em Lisboa, num concerto com a presença do cantor angolano Bonga, que foi descrito pelo músico como “um encontro de gerações”, em nome da liberdade de expressão. E m declarações à agência Lusa, MCK, 34 anos, explicou que já tinha feito curtas actuações em Lisboa, mas considera este o primeiro concerto em nome próprio, numa sala lisboeta. A razão de ser do concerto é a edição do álbum “Proibido ouvir isto”, de 2012, e que teve uma reedição aumentada neste verão, com…

Leia mais

Obrigado França. Portugal? Talvez a título póstumo…

Obrigado França. Portugal? Talvez a título póstumo... - Folha 8

O cantor angolano Bonga considerou hoje “um golo para Angola” o reconhecimento da sua carreira pelo Governo francês com a atribuição das insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras de França. O artista, sublinhando com satisfação, que na França é chamado por “monsieur Bonga, le compositor-interprete”, lamentou que em outros países, que não citou, ainda é tratado “com um certo preconceito” de forma pejorativa de “o animador, o folclorista”. No seu discurso de agradecimento, o cantor, com mais de 40 anos de carreira a maior parte dela passada…

Leia mais

França condecora-o, Portugal ignora-o

França condecora-o, Portugal ignora-o - Folha 8

O músico angolano Barceló de Carvalho “Bonga” será condecorado a 10 deste mês, em Luanda, pela embaixada de França com as insígnias de Cavaleiro na Ordem das Artes e Letras. A distinção honorífica destina-se em recompensar pessoas que se distinguiram pelas suas obras no domínio artístico. C om 72 anos de idade, Bonga, nascido em Kipiri, província do Bengo, é considerado embaixador da música angolana. Já foi galardoado internacionalmente com vários prémios ao nível da música, assim como recebeu discos de ouro e de platina, além de actuar em importantes…

Leia mais

Portugal? “Nunca me deu nada”

Bonga - Portugal? “Nunca me deu nada”

O cantor angolano Bonga vai receber uma distinção do Governo francês na área da Cultura, tendo lamentado, em declarações à Lusa, em Luanda, que Portugal não o tenha feito em mais de 40 anos de carreira. A verdade dói. Mas é bom conhecê-la. De acordo com o artista, o prémio “Chevalier de l’Ordre des Arts et Lettres” (Ordem das Artes e das Letras), será atribuído pelo Ministério da Cultura de França, em cerimónia agendada para 10 de Dezembro, em Angola. Hoje com 72 anos, mais de metade com uma carreira…

Leia mais