CASAS DE BANHO. SERÁ PEDIR MUITO?

A organização angolana Mosaiko pede ao Governo do MPLA (no poder há 46 anos) que garanta a existência de casas de banho e de iluminação nos acessos às escolas para prevenir o abandono escolar das raparigas, que a partir dos 15 anos é superior a 50%. Num recente relatório, intitulado “Políticas Públicas Inclusivas numa Perspectiva de Género”, a organização não-governamental angolana Mosaiko apresenta os resultados de 149 entrevistas em grupos e de inquéritos conduzidos, entre Junho de 2019 e Novembro de 2020, junto de 4.692 agregados familiares em 15 municípios…

Leia mais

NO CUNENE, 40% DAS CRIANÇAS DESISTEM DA ESCOLA

Enquanto o Presidente, João Lourenço, conta anedotas na Escócia e o vice-Presidente, Bornito de Sousa, se entretém a processar judicialmente quem fala dos custos do vestido de noiva da sua filha, 40% de crianças desistiram da escola, na província do Cunene, devido à seca e à fome que assolam a região… Segundo fonte oficial, a situação leva, continua a levar, à “dispersão populacional que busca pela subsistência”. Segundo o coordenador da Zona de Influência Pedagógica (ZIP) da província do Cunene, sul de Angola, Pelágio Ndafenongo Silikuvamwe, o calor, a seca…

Leia mais

“Compromíssio” do MPLA com o ensino

Cerca de 145.000 vagas, das 186.670 solicitadas, estão “disponíveis e autorizadas” para as instituições do ensino superior angolanas, públicas e privadas, para o ano académico 2021/2022, anunciaram hoje as autoridades do sector. E por falar em números, segundo a ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, existem no país 2.300.000 crianças e adolescentes fora do sistema de ensino… O secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio Alves da Silva, explicou que a autorização do número de vagas “obedece ao princípio da salvaguarda da qualidade da formação”. O…

Leia mais

2.300.000 jovens fora do sistema de ensino

Consultado o órgão oficial do MPLA, o Jornal de Angola, fica a saber-se que a ministra de Estado para a Área Social, Carolina Cerqueira, disse, em Luanda, que existem no país 2.300.000 crianças e adolescentes fora do sistema de ensino, sendo necessário a conjugação de esforços para a construção de escolas, bibliotecas, oferta de merenda escolar às crianças mais carenciadas, bem como incentivo à leitura. Estamos de parabéns, terá comentado (baixinho) a primeira-dama. Segundo Carolina Cerqueira, que falava na I Conferência sobre responsabilidade social das empresas no apoia às politicas…

Leia mais

Escolas de referência “made in” MPLA

O ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, anunciou, em Luanda, a selecção de 57 estabelecimentos escolares, 51 dos quais do ensino pré-escolar, primário e secundário e seis centros de formação profissional, para o arranque do “Projecto Escolas de Referência (PER).” Ao intervir no acto de lançamento do PER, Manuel Nunes Júnior realçou que as escolas seleccionadas vão servir de modelo e garantir as condições necessárias para poderem ministrar um ensino com a qualidade requerida. “O projecto é de alcance nacional e de grande importância estratégica para…

Leia mais

Eia! MPLA promete pôr Cafunfo no mapa

A administração municipal do Cuango, província angolana da Lunda Norte, lançou um concurso para iluminação pública, construção de escolas e centro de saúde em Cafunfo, palco de incidentes com feridos e mortos em Janeiro. Pelos vistos, a melhor forma de “corrigir o que está mal”, é contratar “estrangeiros” (como disse o Governo), fazer uma manifestação e aceitar que alguns sejam… assassinados. Em comunicado divulgado pelo órgão oficial do regime, Jornal de Angola, a administração do Cuango refere que o concurso público, com prazo de execução de um ano, decorre nos…

Leia mais

Escolas fechadas, pânico geral. Angola teme o pior

O Ministério da Educação de Angola determinou a suspensão das actividades lectivas de todos os graus de ensino devido ao novo coronavírus, Covid-19, a partir de 24 de Março, por 15 dias, prorrogável automaticamente dependendo do comportamento da pandemia. Hoje a directora da Organização Mundial de Saúde (OMS) para África disse que a pandemia de Covid-19 está a ter uma “evolução extremamente rápida” no continente, numa altura em que crescem os receios de uma nova frente alarmante da doença. O decreto executivo, assinado pela recém-empossada ministra da Educação, Luísa Grilo,…

Leia mais

Como se diz corrupção
nas línguas nacionais?

Nada melhor do que ter o mais alto dignitário do país a dizer “haver” em vez de “houver”, ou a ministra da Educação a dizer “compromíssio” em vez de “compromisso”, para se perceber como vai o reino. Isso não impede que Governo queira passar a mensagem da luta contra a corrupção em todos os cantos e esquinas do país. Os políticos do regime apostam em provar que, afinal, a corrupção é um fenómeno universal e que foi exportado para o nosso país pelos colonos, embora estes já não andem por…

Leia mais

2,5 milhões de novos alunos no ensino geral

O ano escolar de 2020 em Angola vai contar com 2,5 milhões de novos alunos para o sistema geral de ensino, anunciou hoje a ministra da Educação, Ana Paula Elias, admitindo, no entanto, “insuficiência de vagas” para o ingresso de mais estudantes. A ministra, que falava à Rádio Nacional de Angola, disse que todas as condições estão criadas para o arranque do ano lectivo de 2020, cuja abertura oficial está agendada para 31 de Janeiro, devendo contar igualmente com novos professores. O processo de inscrições e matrículas para o ensino…

Leia mais

Falta de vergonha no bordel

A ministra da Educação de Angola, Maria Cândida Teixeira, admitiu que há no país, particularmente em Luanda, crianças entre os 13 e 16 anos a frequentarem o ensino nocturno, por escassez de escolas. Isso não as impede de, à beira do fogueira, fazer continhas engraçadas de somar e saber quanto custou o “Presidential Golf Day” ou a escola de equitação do clube Mangais. Maria Cândida Teixeira, que falava em Luanda à margem do lançamento de um projecto (já se perdeu a conta aos projectos da propaganda) de resgate da cidadania…

Leia mais