Escolas fechadas, pânico geral. Angola teme o pior

O Ministério da Educação de Angola determinou a suspensão das actividades lectivas de todos os graus de ensino devido ao novo coronavírus, Covid-19, a partir de 24 de Março, por 15 dias, prorrogável automaticamente dependendo do comportamento da pandemia. Hoje a directora da Organização Mundial de Saúde (OMS) para África disse que a pandemia de Covid-19 está a ter uma “evolução extremamente rápida” no continente, numa altura em que crescem os receios de uma nova frente alarmante da doença. O decreto executivo, assinado pela recém-empossada ministra da Educação, Luísa Grilo,…

Leia mais

Como se diz corrupção
nas línguas nacionais?

Nada melhor do que ter o mais alto dignitário do país a dizer “haver” em vez de “houver”, ou a ministra da Educação a dizer “compromíssio” em vez de “compromisso”, para se perceber como vai o reino. Isso não impede que Governo queira passar a mensagem da luta contra a corrupção em todos os cantos e esquinas do país. Os políticos do regime apostam em provar que, afinal, a corrupção é um fenómeno universal e que foi exportado para o nosso país pelos colonos, embora estes já não andem por…

Leia mais

2,5 milhões de novos alunos no ensino geral

O ano escolar de 2020 em Angola vai contar com 2,5 milhões de novos alunos para o sistema geral de ensino, anunciou hoje a ministra da Educação, Ana Paula Elias, admitindo, no entanto, “insuficiência de vagas” para o ingresso de mais estudantes. A ministra, que falava à Rádio Nacional de Angola, disse que todas as condições estão criadas para o arranque do ano lectivo de 2020, cuja abertura oficial está agendada para 31 de Janeiro, devendo contar igualmente com novos professores. O processo de inscrições e matrículas para o ensino…

Leia mais

Falta de vergonha no bordel

A ministra da Educação de Angola, Maria Cândida Teixeira, admitiu que há no país, particularmente em Luanda, crianças entre os 13 e 16 anos a frequentarem o ensino nocturno, por escassez de escolas. Isso não as impede de, à beira do fogueira, fazer continhas engraçadas de somar e saber quanto custou o “Presidential Golf Day” ou a escola de equitação do clube Mangais. Maria Cândida Teixeira, que falava em Luanda à margem do lançamento de um projecto (já se perdeu a conta aos projectos da propaganda) de resgate da cidadania…

Leia mais

Uma primária questão de educação

Muita gente se questiona acerca da razão do extremo sucesso dos judeus e se prova fosse necessária bastaria consultar com atenção a lista de laureados com o prémio instituído pelo Alfredo Nobel, talvez o mais alto galardão que um terráqueo pode receber… depois de um Oscar, eventualmente, ou de uma Bola de Ouro. Por Brandão de Pinho Mas garantidamente não é uma propensão genética que lhes dá mais inteligência até porque não há genes para isso nem esta pode ser aferida e mensurada de forma tão simplista e simplória tal…

Leia mais

Nem de propósito!

Nem de propósito! Acabei de dar uma vista de olhos pelo jornal “O País” do dia de hoje, 8 de Fevereiro, e constato uma notícia espantosa na primeira página do mesmo. Todos os alunos (260) que fizeram exame de acesso à FCA (Faculdade de Ciências Agrárias) da UJES (Universidade José Eduardo dos Santos), reprovaram por não terem atingido a nota mínima exigida: 10 valores. Parece que foi encomendado! Por Carlos Pinho Falta saber agora o que vão as autoridades fazer. Em teoria irão repetir o exame e uma mente “perversa”…

Leia mais

Educação é um direito do Povo e um dever do Estado

O primeiro direito do ser humano deve ser a liberdade de olhar com olhos de ver, para saber diminuir, da mãe, a magia do cordão umbilical e somar a fecundação, de dois, que resulta (regra geral), em três, multiplicação perfeita da Educação. Por William Tonet A criança capaz de farfalhar, no seu tempo, no tempo certo, as vogais e as consoantes das letras mãe e pai, demonstra a prioridade do governo de um país responsável, ao lidar com a maior ferramenta do Estado: Educação! Infelizmente, Angola, 43 anos depois, continua…

Leia mais

Síndrome de Estocolmo
ganha raízes em Angola

O próximo ano lectivo em Angola, que arranca este mês, vai contar com 10,5 milhões de estudantes no ensino geral, um aumento de 6% face a 2018, indicou o Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento de Educação. Segundo o director daquele instituto, Manuel Afonso, o número provisório de alunos inscritos para o novo ano lectivo, que começa a 21 deste mês, é de 10.608.015 estudantes. Deste total, 875.723 crianças vão frequentar o pré-primário, 6.597.063 o primário, 932.412 o primeiro Ciclo do Ensino Secundário e 1.103.217 o segundo ciclo. Manuel Afonso…

Leia mais

Muitos milhões continuam
sem saber ler nem escrever

Mais de quatro milhões de angolanos entre os 15 e os 35 anos continuam sem saber ler nem escrever, sendo muitos os factores que justificam o elevado número, assumiu a ministra da Educação de Angola, Maria Cândida Teixeira. Se a estes se juntarem os que da leitura e da escrita apenas têm uma vaga ideia, ficamos com a perspectiva do enormíssimo analfabetismo funcional, onde se incluem os que sabem ler e escrever, mas não lêem nem escrevem. Maria Cândida Teixeira falava, em Luanda, após a assinatura de um protocolo de…

Leia mais

Escolas vão ter tudo…
o que conseguirem ter

A produção e distribuição de manuais e equipamentos escolares para o ano lectivo de 2019 em Angola, que se inicia em Fevereiro, vai custar ao Estado angolano mais 10.392 milhões de kwanzas (35 milhões de euros) do que o inicialmente previsto. A informação consta de uma autorização, através de decreto presidencial, de 10 de Julho, para a abertura de um crédito adicional no Orçamento Geral do Estado (OGE) deste ano para o “suporte de despesas” relacionadas com este processo, a favor do Ministério da Indústria. Esta decisão surge na sequência…

Leia mais