É a lei de quem paga mais

Em Portugal são vários os casos de órgãos de informação que ajudam a lavar a imagem do regime do MPLA. É normal. Apenas os que fazem Jornalismo pautam a sua actuação tendo por base a verdade. Mas há alguns que têm lixívia perfumada, o que sempre dá um ar mais agradável à porcaria. E, claramente, a TVI foi a que mais se destacou. Agora surgem sinais opostos. Consta que o MPLA de João Lourenço mandou fechar a torneira. Será? Por Orlando Castro No dia 7 de Setembro de 2015 foi…

Leia mais

Um assassino que é herói… do MPLA

O Governo angolano (há 45 anos formado pelo MPLA) vai realizar pela primeira vez, em 44 anos, para assinalar o 27 de Maio de 1977, que segundo o regime foi uma tentativa de golpe de Estado, mas que de facto foi o massacre de milhares e milhares de angolanos (do MPLA) por ordem do assassino Agostinho Neto, que o MPLA considera o seu eterno e venerado herói. Por Orlando Castro (*) Segundo o programa de Homenagem às Vítimas dos Conflitos Políticos, estão previstos dois momentos no dia 27 de Maio,…

Leia mais

Núcleo militar do MPLA na contramão da democracia e da reconciliação nacional

Outra comédia parece estar em preparação. Não tem limites a hipocrisia do governo do MPLA de produzir sensações e fogos enganadores com respeito aos trabalhos dessa ominosa Comissão de Reconciliação Nacional criada há dois anos. Volta e meia vêmo-la a causar efeitos impactantes na sociedade por meio de declarações bombásticas de modo a mascarar a tragédia do 27 de Maio e a purificar a biografia dos seus assassinos. Por Carlos Pacheco (*) Já perdi a conta sobre o número de textos que publiquei nos últimos anos a denunciar o modus…

Leia mais

“Gesto simbólico” contra a corrupção?

O historiador congolês Jean-Michel Mabeko-Tali defende que o Presidente de Angola, João Lourenço, deve assumir “um gesto simbólico” na luta contra a corrupção, investigando figuras próximas de si. Finalmente. Em declarações à Lusa, o historiador Jean-Michel Mabeko-Tali (autor do livro “Guerrilhas e Lutas Sociais – O MPLA Perante Si Próprio (1960/1977)”) defende que João Lourenço deve atender “a alguma das reclamações da opinião pública em relação à luta contra a corrupção, que é o facto de continuar a poupar aparentemente algumas das figuras importantes que trabalham com ele ou estão…

Leia mais

Branquear quem estiver no Poder

A embaixadora dos Estados Unidos da América (EUA), Nina Maria Fite, revelou, escreve o Jornal de Angola (do MPLA), ao Programa Manhã Informativa, da Rádio Nacional de Angola (do MPLA), que a Administração Biden vai dar todo o apoio ao Presidente João Lourenço, no combate à corrupção em Angola. Vejamos, integralmente, o texto do JA e, depois, um texto do Folha 8: «Nina Fite disse que os EUA aguardam, com expectativa, a colaboração para o reforço da capacidade de Angola no cumprimento dos requisitos da Lei de Práticas de Corrupção…

Leia mais

Se a hipocrisia do FMI fosse comida… não havia fome no mundo

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou o desbloqueio de 487,5 milhões de dólares (401,3 milhões de euros) para Angola, quando o país continua igual ao que sempre foi, com excepção da pandemia de Covid-19, ou seja a registar fracas receitas na indústria petrolífera e sem conseguir fazer o que o MPLA promete há 45 anos: diversificar a economia. O FMI “concluiu a quarta revisão do programa económico de Angola, apoiado por um acordo alargado ao abrigo do Mecanismo de Financiamento Alargado”, o que “permite um desembolso imediato de (…) 487,5…

Leia mais

Os deuses do reino

O Presidente angolano criticou hoje quem está a tirar proveito político da actual situação mundial, “que não foi criada pela boa ou má actuação dos governos”, lembrando que as medidas adoptadas se destinam a salvar vidas. Afinal o que tem feito João Lourenço a não ser aproveitar politicamente a pandemia para justificar a incompetência governativa? Por Orlando Castro (*) João Lourenço expressou a posição numa mensagem à nação, durante uma cerimónia que serviu igualmente para homenagear categorias profissionais que se têm destacado na luta contra a pandemia de Covid-19. O…

Leia mais

Prisão preventiva para São Vicente

O empresário angolano Carlos São Vicente, genro do primeiro-presidente de Angola, Agostinho Neto, ficou hoje em prisão preventiva, por suspeita de crimes de peculato e branqueamento de capitais entre outros, revelou fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR). Carlos São Vicente que foi hoje ouvido, pela segunda vez, durante cerca de sete horas na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP), órgão afecto à PGR, foi conduzido para a cadeia de Viana, em Luanda. Em causa está uma investigação que envolve uma conta bancária de Carlos São Vicente congelada na…

Leia mais

Proteger e servir os dirigentes do MPLA

Os eufemismos da comunicação social do Estado, propriedade do MPLA, são demasiadamente hipócritas, porque não acreditamos que seja ingénua, na tentativa de lavagem da imagem da polícia nacional da Re(i)pública da Angola do MPLA. Ela diz que o dever da polícia é “proteger e servir” os cidadãos. Quererá dizer que é proteger e servir os cidadãos que são dirigente do MPLA? Por Domingos Kambunji Os sobas da polícia, que transitaram da anterior gerência do país e ocupam posições de topo na actual gerência ficaram famosos a reprimir, espancar selvaticamente, prender…

Leia mais

TVI cospe no prato onde comeu à grande

No dia 20 de Junho de 2020 foi difundida no Jornal das 8 da TVI uma notícia com o título, “PJ já confiscou mais de 300 milhões de euros a Isabel dos Santos”. A TVI é a televisão portuguesa que mais branqueia quem mais paga. Branqueou o MPLA de José Eduardo dos Santos mas, quando os cheques deixaram de chegar, passou a branquear o MPLA de João Lourenço que assumiu o custo da “avença”. A propósito de referida notícia, Isabel dos Santos emitiu o seguinte comunicado: «(…) As afirmações proferidas…

Leia mais