QUANDO A LUTA CONTRA A CORRUPÇÃO É… CRIME

Sou um homem de esquerda social, defensor da economia de mercado, mas, também, do controlo do Estado na economia, enquanto maior promotor do desenvolvimento educativo, industrial, económico e agro-pecuário, comprometido com a transformação das riquezas internas e com um plano económico e social assente no bem estar da maioria pobre. Por William Tonet actual política económica neoliberal do Titular do Poder Executivo é ruim, desajustada, com laivos de criminalidade contra os pobres. Ela é defensora acérrima dos interesses dos bancários, dos “milionários – partidocratas” e do capital externo, ancorado na…

Leia mais

SEIS POR MEIA DÚZIA, A BEM DO MPLA

Em entrevista à Lusa, que o apresenta como escritor, João Melo defendeu que a contestação faz parte do processo de construção de qualquer país, e Angola não foge a essa regra. Como perito do partido que governa Angola há 49 anos, e ex-ministro escolhido por um presidente não nominalmente eleito, João Lourenço, continua a beneficiar de espaço mediático de quem informa sem fazer jornalismo. Por Orlando Castro oão Melo afirma que “os países fazem-se assim. Fazem-se de acções de contestação a essas acções de acomodamentos. Os países fazem-se assim”, salientando…

Leia mais

(SUPOSTO) COMBATE À CORRUPÇÃO PIOROU TUDO

O MPLA liderado por João Lourenço, superiormente coadjuvado na Presidência da República porJoão Lourenço tem o pior programa económico de que há memória, nos últimos 49 anos de poder ininterrupto. Por William Tonet estrela lourencista, feliz ou infelizmente, em Junho de 2024, interna e externamente, já não brilha. Apagou-se. Definitivamente! Na mesma proporção, os “boquets de ilusão”, que repousavam nos “vasos mentais” de franjas do MPLA e bases aliadas são jogados, convictamente, para os contentores de lixo. A imagem pálida, exibida, pelo presidente do MPLA, no dia 21.06.24 e o…

Leia mais

O (“NOSSO”) GENERAL RESIDENTE

Em Maio, o presidente russo, Vladimir Putin, demitiu o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, nomeando o vice-primeiro ministro, Andrei Belousuv, para o lugar. Ao contrário do “esperado”, ainda não foi desta que o general João Manuel chegou ao governo russo. Por Orlando Castro (*) e acordo com a agência Associated Press, depois de propor a demissão de Sergei Shoigu, Vladimir Putin assinou um decreto a nomeá-lo secretário do conselho de segurança nacional da Rússia, substituindo Nikolai Patrushev. Esta remodelação surgiu numa altura em que Putin iniciava o seu quinto mandato…

Leia mais

“OLHE QUE NÃO! OLHE QUE NÃO!”, PRESIDENTE ADALBERTO

O presidente da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, afirmou no dia 16 de Setembro de 2022, que nunca falou em fraude a propósito das eleições, mas sim de desvio às leis, e acusou os tribunais angolanos de fugirem à justiça. Só falta pedir desculpas ao MPLA, não é Adalberto da Costa Júnior? A pergunta – que nunca teve resposta – foi feita na altura por mim (não por William Tonet ou por Malundo Kudiqueba) num texto intitulado “Afinal não houve fraude, diz a UNITA”. Por Orlando Castro is o texto…

Leia mais

CRIANÇAS DO POVO (TAMBÉM) SÃO  ANGOLANAS

O Presidente da República, general João Lourenço, apelou esta terça-feira, às famílias e outros actores sociais para garantir a devida protecção das crianças. Ou seja, fazer o que o MPLA e o seu governo não fazem há 49 anos. Por Orlando Castro a página do Facebook que o general Presidente da República, João Lourenço, “partilha” com o general Presidente do MPLA, João Lourenço, e ainda com o general Titular do Poder Executivo, João Lourenço, e com o general Comandante-em-Chefe das Forças Armadas, João Lourenço, a propósito do Dia Mundial contra…

Leia mais

CHAMA ACESA ENQUANTO MPLA PERSISTIR NA MENTIRA E COVARDIA

O Maio de 2024 dobra a esquina e, deixa três marcas indeléveis, para os verdadeiros revolucionários e nacionalistas reflectirem: o 27 de Maio de 1977, dia do holocausto em Angola, liderado pelo médico masoquista (lobo na pele de cordeiro), António Agostinho Neto, na França o 30 de Maio 1431 e o 31 de Maio de 1991, com os Acordos de Bicesse. Por William Tonet primeira está ligada a “Nito Alves”, angolano (23 de Julho 1945 – 14 de Julho de 1977), nacionalista, guerrilheiro e comandante de uma das mais aguerridas…

Leia mais

MASSACRAR É FUNDAMENTAL PARA O MPLA

O ministro da Defesa Nacional, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria do MPLA, general João Ernesto dos Santos, destacou recentemente, em Cabo Verde, as acções do Presidente João Lourenço em prol do bem-estar dos heróis do país. Desde logo, o herói Agostinho Neto – o único considerado como tal pelo regime – por ter mandado assassinar 80 mil angolanos nos massacres de 27 de Maio de 1977… Por Orlando Castro governante teceu estas considerações durante a celebração dos 50 anos da Libertação dos Presos do Campo de Concentração do Tarrafal,…

Leia mais

EU, A ESQUERDA, MAIO DE 77 E OS ASSASSINOS

“Miserável país aquele que não tem heróis. Miserável país aquele que precisa de heróis.” (Bertold Brecht). Teimosamente, lágrimas de 1977 ainda escorrem pelas minhas montanhas faciais, em Maio de 2024. Talvez, uma das razões seja a de assistir impávido e sereno, à ascensão de indigentes intelectuais e, muitos assassinos, nos corredores do poder, determinando, negativamente, os destinos do país e, discriminatoriamente, a vida de milhões de autóctones. Por William Tonet mês de Maio é, para uma grande maioria de angolanos, de profunda reflexão. Reflexão, face ao genocídio ocorrido no 27…

Leia mais

COMUNICAÇÃO SOCIAL PERVERSA E OS INTELECTUAIS COM MÃOS DE SANGUE

É difícil ser advogado em causa própria, num país, dirigido por um partido cruel, que continua a assassinar a verdade, tem vergonha da sua história e teima em não se reconciliar com os erros do passado, que são muitos! Por William Tonet maldade e intolerância, paridas na boçal maternidade mental dos dirigentes do MPLA/regime, fizeram da morte um direito inalienável de poder. “Mataram o meu sonho e o de milhões de jovens e meninos, muitos, precoces, frutos da guerrilha, num raio muito curto: 1974-1977. As impressões digitais, do feito, são…

Leia mais