Merkel e Hitler, Lourenço e Neto

A chanceler alemã Ângela Merkel visitou o campo de extermínio Auschwitz no dia 6 de Dezembro de 2019. Foi a primeira vez que ela visitou o campo de extermínio, símbolo do Holocausto. Merkel disse que a lembrança dos crimes nazis é “inseparável” da identidade alemã e que o país não pode esquecer as atrocidades cometidas pelo regime de Hitler. Desde 1995, nenhum chanceler alemão tinha ido a Auschwitz. A visita de Merkel coincidiu com a ascensão do anti-semitismo e da extrema-direita na Alemanha que prega teses negacionistas. O desaparecimento das…

Leia mais

MPLA comemora (o seu) Hitler

Mário Pinto de Andrade, representante do MPLA (partido no Poder há 45 anos) na comissão de reconciliação das vítimas dos conflitos em Angola diz que todas as contradições relativas aos massacres de 27 de Maio de 1977, ordenados pelo genocida Agostinho Neto (então líder do MPLA e Presidente da República Popular de Angola) foram ultrapassadas, e acusou “gente de fora” de recusar o perdão. Mário Pinto de Andrade falava na reunião da Comissão para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas dos Conflitos Políticos (CIVICOP), que analisou…

Leia mais

Quem nasce cravinho nunca chega a cravo

A Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) de Portugal considera que o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, “está a abrir várias linhas de guerra” e classificou como “ofensivas” as afirmações do governante sobre ex-chefes militares. Cravinho é o velho e querido assalariado do MPLA que, em entrevista ao jornal português Expresso, três anos depois da morte de Jonas Savimbi, disse que o fundador da UNITA foi “um monstro” e um “Hitler africano”. Se lhe tivessem perguntado por Agostinho Neto, o genocida que mandou assassinar milhares e milhares de…

Leia mais

Lourenço navega entre Salazar e Hitler (II)

Os títulos estão aqui. O país mudou. O país está melhor, apregoam e cantam os bajuladores… No terreno, no chão, na esquina, na respiração, no gemer, de cada um e cada uma, da maioria cidadã, que vegeta sem esperança e bússola orientadora, a realidade é outra e o horizonte é indefinido. Por William Tonet O país, ainda, teimosamente, chamado Angola, criação colonial, sem o crivo das várias identidades dos povos e micro-nações está transformado numa pocilga a céu aberto. O melhor postal, exibido, orgulhosamente, em todas sessões de trabalho, no…

Leia mais

Vitória do MPLA só na… “playstation”

Os países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) comemoram, amanhã, o Dia da Libertação da África Austral, data dedicada à Batalha do Cuito Cuanavale (Província do Cuando Cubango). O MPLA continua a mentir. Mas, 31 anos passados, ainda não conseguiu fazer com que a repetição sistemática da mentira a transformasse em verdade. Por Orlando Castro O Governo do MPLA, que está no poder desde 1975, continua a fazer de todos nós uns matumbos e, por isso, teima em mandar enxurradas de mentiras contra a nossa chipala. Em…

Leia mais

Glorificar Neto é como glorificar Hitler

No dia 13 de Maio de 2014 o Jornal de Angola (do MPLA) acusava Jonas Savimbi de ter reduzido “Angola a pó”, dizendo que “homenagear em Angola um herói do apartheid é de uma violência inusitada. É um atentado de morte à reconciliação nacional. É igual a glorificar Hitler ou negar o Holocausto”. O Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto é hoje assinalado. Quanto a Agostinho Neto, continua (ainda) a ser o herói nacional do… MPLA. Por Orlando Castro João Gomes Cravinho, ministro português da Defesa, é um…

Leia mais

Se o Holocausto “pode acontecer outra vez”…

O Papa Francisco assinalou hoje o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto alertando para o risco de voltar a acontecer. Fazendo nossas as palavras do Papa, o Folha 8 relembra os massacres de 27 de Maio de 1977, alertando igualmente para o risco de voltarem a acontecer. “Tenham atenção, vejam como começou esta estrada de morte, de extermínio, de brutalidade”, disse Francisco, no final da audiência geral, na biblioteca do Palácio Apostólico, realizada com transmissão online e sem fiéis devido à pandemia. O argentino chefe da Igreja Católica…

Leia mais

Quem não defeca na entrada, defeca na saída

A actual tentativa por parte do Bureau Político do MPLA (BP do MPLA) em criar folclore à volta de um comentário que o Folha 8 colocou na sua página do Facebook, se não tivesse por detrás uma questão demasiado séria, dava um bom tema para o anedotário nacional. Por Carlos Pinho (*) Com efeito, é por demais conhecido por todos e tratado até à exaustão por diversos historiadores, o facto de que o Primeiro Presidente de Angola ter sido um grandessíssimo patife, ombreando com figuras que são a vergonha da…

Leia mais

FLUP é sucursal do MPLA?
Só fica a faltar… Hitler!

Maria Eugénia Neto, presidente da Fundação António Agostinho Neto (FAAN), assinou ontem, dia 10 de Setembro, com a FLUP – Faculdade de Letras da Universidade do Porto (Portugal), um protocolo que cria a Cátedra Agostinho Neto nesta instituição de ensino superior. Assim a FLUP dá mais um passo no branqueamento da imagem daquele que foi o genocida responsável pelos massacres de milhares de angolanos no 27 de Maio de 1977. Só fica a faltar… Adolf Hitler. Por Norberto Hossi O acto representou uma homenagem da Universidade do Porto ao 40º…

Leia mais

O (cra)vinho de Hitler

João Gomes Cravinho, ministro português da Defesa e “militante” honorário do MPLA, é um perito de longa tradição socialista e certamente merecedor de um doutoramento “honoris causa” pelo MPLA. Por alguma razão este figurão comparou, em Novembro de 2005, em entrevista ao Expresso, Jonas Savimbi (que tinha morrido três anos antes) a Hitler. Por Orlando Castro Em tempos, a Comissão de Negócios Estrangeiros do Parlamento português quis ouvir o então secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação (João Gomes Cravinho) sobre a situação na Guiné-Bissau. Na altura, o…

Leia mais