E ATÉ VAMOS PRODUZIR GASOLINA. É OBRA!

João Lourenço, na sua qualidade de porta-voz do triunvirato que Governa Angola (Presidente da República, João Lourenço, Presidente do MPLA e seu candidato eleitoral, João Lourenço, e Titular do Poder Executivo, João Lourenço), manifestou-se hoje satisfeito com o aumento da capacidade de produção de gasolina pela refinaria de Luanda, considerando incompreensível um país (há 46 anos governado pelo MPLA) com uma grande produção de petróleo bruto, mas com capacidade mínima de transformação. João Lourenço, que falava no final da cerimónia de inauguração do complexo de produção de gasolina da refinaria…

Leia mais

BP + ENI = AZULE ENERGY

As petrolíferas britânica BP e italiana Eni criaram a Azule Energy, nova companhia internacional de energia independente em Angola, um investimento de mais de 10 mil milhões de dólares (9,1 mil milhões de euros), para produzir petróleo e gás. A assinatura do acordo, resultado de um memorando de entendimento assinado pelas duas companhias em Maio de 2021, realizou-se hoje em Luanda, sendo a Azule Energy detida em 50% por cada uma das empresas. De acordo com um comunicado conjunto, espera-se que a Azule Energy, com mais de 200.000 boe [barris…

Leia mais

Eni aposta na cooperação com Angola na área da saúde

O projecto internacional de cooperação sanitária, promovido pela Eni em colaboração com o Ministério da Saúde de Angola, teve início na passada semana no hospital da Divina Providência de Luanda com sessões de formação para 16 médicos. Estas sessões de formação incluem telemedicina e formação prática realizada por médicos especialistas do instituto italiano Don Calabria, com o objectivo de melhorar as competências especializadas de médicos angolanos. As actividades de formação, que incluem formação em telemedicina, fazem parte de uma iniciativa mais vasta lançada em Novembro de 2019 e destinada a…

Leia mais

Aí está mais… petróleo

A petrolífera italiana ENI confirmou hoje o potencial novo e adicional de mais de dois mil milhões de barris de petróleo, identificado nas recentes descobertas exploratórias realizadas no Bloco 15/06, onde é operadora. Segundo uma nota da petrolífera italiana, que opera em Angola desde 1980, a empresa está a trabalhar para que o novo campo entre em produção a partir de Dezembro de 2019, garantindo assim um aumento da sua capacidade petrolífera, com a exploração de oito poços adicionais no Bloco 15/06. “Apenas oito meses após o sucesso exploratório, prevê-se…

Leia mais

Das roças do café às
“roças” do petróleo!

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) de Angola e a petrolífera italiana ENI anunciaram esta segunda-feira a quinta descoberta de petróleo no Bloco 15/06, nas águas profundas de Angola. Em comunicado, as duas entidades referem que a descoberta foi feita no projecto de exploração Agidigbo, que contém recursos entre 300 e 400 milhões de barris de petróleo leve. Curiosamente, ou nem por isso, o anúncio surge na véspera da Conferência Angolana de Petróleo e Gás 2019, uma iniciativa da África Oil & Power, que amanhã arranca em…

Leia mais

L’olio angolano è gustoso

A petrolífera italiana ENI, disse hoje à Lusa a porta-voz da empresa no seguimento da apresentação dos resultados do ano passado, salienta que Angola foi um dos países que mais contribuiu, em 2018, para a descoberta de reservas de 600 milhões de barris a nível global, tendo “um papel chave” no seu portefólio. “C om 150 mil barris diários, Angola é o nosso principal país produtor na África subsaariana”, acrescentou a responsável, notando que “Angola foi um dos principais contribuintes para a descoberta de 600 milhões de barris de petróleo…

Leia mais

ENI multiplica e segue

As petrolíferas Sonangol e italiana ENI assinaram hoje uma adenda ao contrato de exploração conjunta do Bloco 15/06, em que se acrescentam 400 metros quadrados ao perímetro de perfuração para oeste do local principal, indica uma nota oficial. Segundo um comunicado da ENI, a adenda ao acordo está em linha com a estratégia da petrolífera italiana de aumentar as actividades de exploração em Angola, sobretudo na procura de novos poços próximo dos que já existem. A assinatura da adenda ocorreu numa altura em que está em Angola o Presidente do…

Leia mais

Não são pães, senhor.
São poços de petróleo

A ENI anunciou hoje uma nova descoberta de petróleo no bloco 15/06, no “offshore” angolano, com reservas que a petrolífera italiana estima entre de 230 a 300 milhões de barris de petróleo. Petrolífera italiana soma… poços e lucros. Em comunicado, a ENI refere que a descoberta foi feita no sector Kalimba daquele bloco, numa perfuração feita a cerca de 150 quilómetros da costa norte de Angola. A perfuração realizada pela ENI atingiu uma profundidade total de 1.901 metros, dos quais 458 metros em água, com a petrolífera a acrescentar que…

Leia mais

Italiana ENI financia
refinaria de Luanda

A petrolífera italiana ENI vai prestar assistência técnica e financeira de 220 milhões de dólares (186,9 milhões de euros) à refinaria de Luanda, para aumentar a produção de gasolina, das 280 toneladas para as 1.200 toneladas diárias. O acordo de cooperação foi hoje assinado pelo presidente do Conselho de Administração (PCA) da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), Carlos Saturnino, e pelo responsável pela área de produção da ENI, António Vella. Na cerimónia, o PCA da Sonangol referiu que o acordo visa que a ENI dê assistência técnica à…

Leia mais

Governo escancara portas
à entrada das petrolíferas

O Governo angolano vai agilizar a forma de fazer negócios entre operadoras petrolíferas e a Sonangol, reduzindo a burocracia e aumentando a autonomia das empresas investidoras no sector, conforme prevê a nova legislação, publicada esta semana. Entretanto, o Executivo já autorizou duas aquisições de participações por parte da petrolífera italiana ENI num bloco de produção de crude em Cabinda. O decreto presidencial 86/18, de 2 de Abril, assinado pelo Presidente João Lourenço, que aprova as novas regras, simplificadas, do relacionamento entre petrolífera estatal, concessionária nacional angolana do sector, e as…

Leia mais