PELA PÁTRIA (QUE SEJA) DE TODOS

O Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (CEMFFA), Altino Carlos José dos Santos, reiterou, em Luanda, o papel das FAA na consolidação da democracia e na estabilidade política e social do país. o discursar na cerimónia de abertura das “Jornadas Comemorativas em Alusão ao 32° Aniversário da Criação das FAA”, que se assinala a 9 de Outubro do corrente ano, o general de aviação realçou que esse órgão de defesa tem uma longa e gloriosa história. Tal percurso, disse, remonta aos tempos da luta de libertação nacional, quando…

Leia mais

ENTRE PROTESTAR E CUSPIR… CUSPA!

Em Angola o absurdo tem estatuto institucional, pois o anormal vira normal e o assassino pode virar vítima, num piscar de olhos de acordo com a conveniência de quem tem o bastão do poder. A justiça selectiva degola todos quantos não se vergarem à vontade do partido do regime. Jovens pretendem avocar o art.º 47.º da Constituição, solidarizando-se com a classe de moto-taxistas e são brutalmente presos e ilegalmente condenados a prisão maior enquanto, noutro extremo, um chinês inconformado com uma decisão da autoridade policial, cospe na cara de um…

Leia mais

À PROCURA DAS OCIDENTAIS PRAIAS LUSITANAS

«Sei que há léguas a nos separar / Tanto mar, tanto mar / Sei, também, quanto é preciso, pá / Navegar, navegar / Canta primavera, pá / Cá estou carente / Manda novamente / Algum cheirinho de alecrim» (Chico Buarque). uase 400.000 brasileiros vivem legalmente em Portugal e representam cerca de 40% da população estrangeira, revelou o SEF, avançando que só este ano aproximadamente 150.000 adquiriram um título de residência no país. Angolanos são menos, mas também eles trocam o paraíso do MPLA pelo purgatório português. Numa resposta enviada à…

Leia mais

JÁ NÃO BASTA SER ANGOLANO?

O Plano de Apoio e Protecção a Pessoas com Albinismo foi agora aprovado pelo Conselho de Ministros, em sessão orientada (como é obrigatório) pelo Presidente da República, pelo Presidente do MPLA e pelo Titular do Poder Executivo, João Lourenço, e que estabelece as principais tarefas sectoriais em vários domínios, com vista ao apoio, protecção e realização dos direitos e legítimos interesses das pessoas com albinismo. Para mais tarde ficou o apoio, protecção e realização dos direitos e legítimos interesses dos (20 milhões) pobres. Executivo compromete-se ainda a aumentar o nível…

Leia mais

(AINDA) NEM TODOS VOLTARAM DA JMJ

Pelo menos 20 jovens angolanos não regressaram ao país após a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Lisboa, anunciou hoje a Igreja Católica angolana, observando que ainda se encontram em situação regular em Portugal até Setembro. bispo Belmiro Chissengueti, que coordenou a caravana angolana à JMJ Lisboa 2023, afirma que “em relação aos que não regressaram, à volta de 20, vale recordar que até ao mês de Setembro eles têm visto regular e com visto regular cada um é livre de voltar mais cedo ou mais tarde”. Segundo o responsável,…

Leia mais

ANGOLANOS QUEREM COMPRAR A AZORES AIRLINES

O concurso para a privatização da Azores Airlines, companhia do grupo português de transporte aéreo SATA, com sede na Região Autónoma dos Açores, recebeu apenas duas propostas, apresentadas pelos consórcios ‘Atlantic Consortium’ e ‘NewTour/MSAviation’, que ofereceram 6,50 euros por cada acção da companhia responsável pelas ligações com o exterior dos Açores, foi revelado na tarde desta segunda-feira, dia 31 de Julho, logo após a abertura das propostas. ecorde-se que no final do mês de Junho, o prazo para entrega das propostas para privatização de parte do capital social da Azores…

Leia mais

ANTES DOS ANGOLANOS… OS REFUGIADOS

O Governo angolano entregou hoje os primeiros cartões de refugiados no âmbito do processo de registo geral para atribuição de novos documentos de identificação a estas pessoas, estimadas em cerca de 56.000. cerimónia contou com a presença do ministro do Interior, Eugénio Laborinho, que reiterou o compromisso do Governo do MPLA em continuar a adoptar políticas para garantir melhores condições de vida à sua população, aos refugiados e aos requerentes de asilo que escolhem o território angolano como destino. Segundo o ministro do Interior, o país tem vindo a acolher…

Leia mais

NÃO REGRESSAREI A ANGOLA!

Quando será que, em Angola, se debate o regresso (ou não) dos angolanos – os que o MPLA assim considera – a casa? Para mim o regresso a Angola nunca acontecerá. E não acontecerá por duas razões. Primeira, o MPLA não reconhece que eu seja Angolano. Segunda, regressar como estrangeiro à minha Terra é coisa que nunca farei. Portanto… Por Orlando Castro ejamos o caso português. “Este tema surge porque, em conversa entre as associações, vemos que há uma parte dos portugueses graduados fora de Portugal que quer voltar, mas…

Leia mais

PARA MPLA E UNITA NÃO HÁ NA DIÁSPORA ANGOLANOS BRANCOS

No dia 25 de Novembro de 2018, a então ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira, disse em Lisboa que Luanda iria tornar-se, em 2019, a capital mundial da paz e da amizade entre os povos dos cinco continentes e a diáspora. Para o MPLA e para a UNITA, não há angolanos, angolanos mesmo (puros) que sejam brancos. Por Orlando Castro iscursando durante uma confraternização com artistas e representantes devidamente seleccionados da comunidade angolana em Portugal, no âmbito da Semana Cultural de Angola em Portugal, Carolina Cerqueira indicou que o…

Leia mais

REGRESSAR? SE FOR DO MPLA…

A décima edição do Fórum GraPE (graduados portugueses no estrangeiro), que decorrerá ‘online’ em 27 de Dezembro, vai debruçar-se sobre as motivações que levam a um regresso, ou a querer continuar no país de acolhimento. Quando será que, em Angola, se debate o regresso (ou não) dos angolanos – os que o MPLA assim considera – a casa? ejamos o caso português. “Este tema surge porque, em conversa entre as associações, vemos que há uma parte dos portugueses graduados fora de Portugal que quer voltar, mas não está a par…

Leia mais