REBALDARIA BURLESCA NO REINO DO MPLA

O presidente do Tribunal Supremo (TS) do MPLA, Joel Leonardo, reconheceu hoje a necessidade de se melhorar “cada vez mais” os serviços de justiça e a organização interna deste órgão para acelerar os processos e melhorar a satisfação dos cidadãos onde, presume-se, um dia serão incluídos os angolanos. ara o presidente do TS de Angola (assumida – como tantas outras – sucursal do MPLA), o “cidadão aflito” que recorre à instituição em busca de justiça deve “merecer todo o respeito, por ser a principal prioridade” dos funcionários judiciais, pelo que,…

Leia mais

CIRCO INDIANO APLAUDIU DE PÉ

Angola tem potenciado o desenvolvimento sustentável, igualdade de tratamento, estabilidade, paz social e a garantia de mais justiça, afirmou, este domingo, em Lucknow, Índia, o presidente do Tribunal Supremo (TS) do MPLA, Joel Leonardo. Não. Não se tratou de actividade circense, mas que o palhaço escolhido pelo general João Lourenço esteve a bom nível, isso esteve. o seu discurso, na 24ª Conferência Internacional dos Chefes de Justiça do Mundo, Joel Leonardo disse que essas acções, actualmente em curso em Angola, reino governados há 48 anos pelo MPLA, estão na base…

Leia mais

RIDÍCULO DO MPLA CONQUISTA O MUNDO

O presidente do Tribunal Supremo (TS) do MPLA, Joel Leonardo, participa na 24.ª Conferência Internacional dos Chefes de Justiça do Mundo, a decorrer de 1 a 7 de Novembro próximo, em Lucknow, Índia. Se o ridículo matasse, os angolanos já há muito teriam “celebrado” a missa fúnebre. e acordo com uma nota de imprensa, no evento o juiz Joel Leonardo vai apresentar o tema “Caso de um Tribunal Internacional Anticorrupção”, enquadrado no grupo temático número 1, que aborda a Reforma da Carta das Nações Unidas. A conferência que tem como…

Leia mais

LEONARDO E O SEU INTELECTUAL JOEL(HAÇO)

O juiz presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ-MPLA) angolana, Joel Leonardo, proibiu hoje o uso de telemóveis em cartórios judiciais, exortando “os órgãos de gestão e disciplina a um acompanhamento mais rigoroso da postura do funcionário judicial”. oel Leonardo expressou esta “ordem superior” na abertura da sexta sessão ordinária do plenário do respectivo departamento do partido estado/MPLA, CSMJ. Na reunião plenária foi avaliado o desempenho dos tribunais angolanos na satisfação do apelo jurídico dos cidadãos, tendo Joel Leonardo apelado a que os expedientes sejam resolvidos “em tempo útil”.…

Leia mais

ORGIA DE JOEL E JOÃO ESTÁ IMPARÁVEL

Um grupo de advogados angolanos (que ainda acreditam no Pai Natal) avançou com uma acção popular, junto do Tribunal Supremo (TS) de Angola (conhecida sucursal do MPLA), pedindo a suspensão do juiz presidente do órgão, Joel Leonardo, e “imediata instauração” de processo disciplinar, por alegadas práticas de corrupção. O Presidente da República, João Lourenço, numa orgia ditatorial a três (a ele juntou o Presidente do MPLA e o Titular do Poder Executivo) corre o risco de “morrer” de tanto… rir. colectivo de advogados, liderados pelo advogado José Luís António Domingos,…

Leia mais

QUEIXA NA PGR DO MPLA CONTRA CAVUQUILA

O activista Rafael Marques entregou hoje na Procuradoria-Geral da República (do MPLA) de Angola um pedido de anulação da nomeação do juiz conselheiro do Tribunal Supremo, Carlos Cavuquila, alegando falta de idoneidade cívica e moral. m causa está o facto do Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) de Angola ter nomeado para ocupar a vaga de juiz conselheiro reservada a juristas de mérito, Carlos Cavuquila, condenado em dois processos envolvendo fundos públicos, um dos quais já transitado em julgado. No documento, o activista e proprietário do site de denúncias Maka…

Leia mais

SER AMIGO DE JOÃO LOURENÇO É CONDIÇÃO “SINE QUA NON”

O Conselho Superior da Magistratura Judicial (CSMJ) de Angola – órgão ao serviço exclusivo do Presidente… do MPLA – nomeou Carlos Cavuquila, condenado num processo envolvendo fundos públicos, como juiz conselheiro do Tribunal Supremo, segundo uma resolução publicada em Diário do Reino. arlos Cavuquila, vogal do CSMJ, tinha sido anteriormente indicado como vice-presidente do júri de um concurso curricular para o recrutamento de cinco juízes do Tribunal de Contas, mas foi travado, em Maio, por uma deliberação do plenário deste órgão. Segundo a deliberação, Carlos Cavuquila tem dois processos pendentes,…

Leia mais

QUEM MANDA? OBVIAMENTE… JOEL LEONARDO!

Um grupo de Organizações Não-Governamentais (ONG) angolanas instaram hoje o MPLA, partido no poder há 48 anos, a manifestar a sua posição “sobre o que se está a passar no Tribunal Supremo de Angola”. s organizações subscritoras de uma posição sobre esta matéria são a OMUNGA, a Friends of Angola (FOA), a Associação Justiça, Paz e Democracia (AJPD) e as Mãos Livres (ML), que se manifestam preocupadas com o estado da justiça no país. De acordo com um comunicado, é com “muita apreensão” que as ONG têm acompanhado “o estado…

Leia mais

BALBÚRDIA TOTAL MANCHA PRESIDENTE E JUSTIÇA

O Titular do Poder Executivo, João Manuel Gonçalves Lourenço deixa perceptível, a cada dia, que reina, sim, mas não governa, ao desconseguir, ao longo de seis anos, ajudar a harmonizar os órgãos de soberania, bem como atender os mais lídimos anseios dos cidadãos angolanos. Por William Tonet s autóctones estão a viver situação semelhante a retratada pela mitologia grega, quando Zeus condenou Sísifo a ter de empurrar, todos os dias (eternamente) uma pedra gigante, até ao topo de uma montanha. Nesse exercício diário, Sísifo escalava e atingia, com mais ou…

Leia mais

ELES TÊM O REI NA BARRIGA

O presidente do Tribunal Supremo do MPLA, Joel Leonardo, ordenou o desbloqueio das contas do general Higino Carneiro (do MPLA), quando este estava a ser investigado por peculato e branqueamento de capitais. Há 47 anos que no reino do MPLA (a que alguns chamam Angola) vale tudo. ste é um dos factos apresentados pelo activista e jornalista angolano Rafael Marques de Morais, numa denúncia criminal contra Joel Leonardo, hoje entregue na Procuradoria-Geral da República de Angola. O jornalista e director do site Maka Angola referiu, na sua denúncia, que o…

Leia mais