ISABEL DOS SANTOS? FALTA QUASE PARA… POUCO

O procurador-geral da República de Angola, Hélder Pitta Gróz, disse hoje que a ausência da empresária Isabel dos Santos do país está a dificultar o andamento dos processos em curso contra ela. Que coisa mais chata. Ela bem podia facilitar as coisas e até, se não fosse pedir muito, apresenta-se com uma corda ao pescoço. “O processo está numa fase de investigação criminal, que é uma fase secreta, portanto partilhamos só com os advogados, quando necessário, e está a ser feito trabalho internamente, não é ético da nossa parte estar…

Leia mais

Acção de propaganda da PGR

Para tentar aliviar as críticas, sobretudo internacionais, o procurador-geral da República de Angola, general Hélder Pitta Gróz, anunciou uma manobra de diversão consubstanciada com a divulgação de que foi instaurado um processo-crime para apurar responsabilidades das mortes nos incidentes do passado dia 30 de Janeiro na vila mineira de Cafunfo. Segundo o Jornal de Angola (órgão oficial do MPLA), o anúncio foi feito na quinta-feira, no Lubango (Huíla), à margem do encerramento da primeira reunião anual de balanço das actividades desenvolvidas pela Procuradoria-Geral da República na Região Judiciária Sul. O…

Leia mais

O corrupto testa-de-ferro do PGR de Angola

Os processos-crime abertos pela Procuradoria-Geral da República contra diversas individualidades que contribuíram para a depredação desbragada e amoral do erário nacional têm trazido alento a diversos sectores da sociedade angolana que, antes cépticos em relação ao discurso anticorrupção de João Lourenço, reconhecem agora haver um combate tanto contra a corrupção como contra o peculato, o tráfico de influências e outros males que levaram Angola ao marasmo económico-financeiro. Por Nuno Álvaro Dala Neste sentido, e por inerência de funções, o Procurador-Geral da República, Hélder Fernando Pitta Gróz, tem-se apresentado como o…

Leia mais

Re(in)volução na Justiça

O Procurador-Geral da República, general Hélder Pitta Gróz, considerou hoje, em Luanda, que o sector da justiça está a viver um momento de transcendente importância, com a materialização da reforma desse ramo em curso no país. Será? Ou vamos ver cabritos defeituosos porque a mãe-cabra foi demasiado apressada na parição? Hélder Pitta Gróz, que falava durante a tomada de posse da nova direcção do sindicato dos magistrados do Ministério Público, afirmou que a reforma é um objectivo a atingir para que o cidadão possa ter acesso à justiça facilitado. Na…

Leia mais