João Lourenço sabe escolhê-los a dedo

O ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, não descobriu a pólvora mas descobriu que Angola reúne todas as condições para passar de importador a exportador de frangos em grande escala, com o objectivo de inverter a dependência deste produto fundamental da cesta básica. Disse-o em Julho de 2020. Hoje, o secretário de Estado para o Planeamento, Milton Reis, afirmou que a importação de carne de frango absorveu cerca de 145 milhões de dólares nos primeiros oito meses do ano. João Lourenço sabe escolhê-los a dedo… Abril de 2017. O…

Leia mais

Seis é melhor do que… meia dúzia

O Presidente angolano autorizou a contratação emergencial para a aquisição de insumos agrícolas, com vista a apoiar a agricultura familiar, sector afectado pela Pandemia de Covid-19. O despacho presidencial nº 137/21, de 26 de Agosto, refere que devido à pandemia a programação normal para a compra de insumos agrícolas ficou afectada. Nesse sentido, João Lourenço autorizou a despesa e abertura do procedimento de contratação emergencial, para a adjudicação dos contratos de aquisição de fertilizantes composto e simples, de sementes de milho amarelo e branco, massambala, massango, trigo, feijão, soja, sementes…

Leia mais

Temos fome, queremos… beber!

O Governo angolano propôs o desagravamento do Imposto Especial de Consumo (IEC), para o sector das bebidas, que prevê passar de 25% para 8% para os refrigerantes e 11% para as cervejas e sidras. Era mesmo disso que os angolanos estavam a precisar. Estamos com fome, queremos uma… Cuca! A proposta foi hoje aprovada na reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros e, segundo a ministra das Finanças, Vera Daves, a redução é resultado do consenso que se atingiu a nível técnico, submetido ao crivo político, que anuiu favoravelmente.…

Leia mais

De celeiro a… seleiro

Angola desembolsou, no primeiro trimestre do ano, 495 milhões de dólares (436,5 milhões de euros) na importação de bens alimentares, uma diminuição de 31% comparativamente aos 717 milhões de dólares (632,3 milhões de euros) do último trimestre de 2019. A informação foi hoje divulgada pelo ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, na Assembleia Nacional, onde foi aprovada na generalidade a proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) revisto para 2020. Manuel Nunes Júnior referiu que a importação de bens alimentares ainda consome actualmente cerca de 25%…

Leia mais

Governo co(n)vid(a)…

O Banco Nacional de Angola alargou a 17 produtos a concessão de crédito bonificado a produtores de bens essenciais com défices de oferta, aumentando o valor mínimo que deverá ser concedido pelos bancos para 2,5% do activo líquido. Não consta que o BNA tenha bonificado o crédito a produtores do bem mais essencial que todos desejamos há 45 anos: competência governativa. De acordo com a informação publicada na página do Banco Nacional de Angola, as condições financeiras bonificadas para produção de bens essenciais que apresentam défices de oferta abrangem a…

Leia mais

Não é vergonha aprender com quem sabe muito mais

A produção de café angolano deve crescer anualmente 1,5% até 2025 e 90% do total é feita por pequenos produtores familiares. Angola importou produtos de café no valor de 12,8 milhões de euros, entre 2016 e 2018, e exportou café no montante de 3,2 milhões de euros, registando défice de 9,6 milhões de euros na balança comercial. Para nos ajudar a fazer o que, há 45 anos, faziam os portugueses, a União Europeia disponibilizou 12 milhões de euros para reforçar o desenvolvimento da cadeia de valor do café. Para o…

Leia mais

Ovo de Colombo? Qual
quê… Ovo de Lourenço!

O secretário de Estado da Economia angolano, Sérgio Santos, disse hoje que o país registou, no primeiro trimestre do ano, uma redução de cerca de 50% das suas importações, fundamentalmente nos produtos da cesta básica. Isto porque… faltaram divisas para pagar ou quem desse fiado. Sérgio Santos falava à margem do projecto de capacitação e qualificação dos recursos humanos, no quadro do Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI). Segundo o Secretário de Estado da Economia, as dificuldades na obtenção de divisas para as…

Leia mais

MPLA descobriu segredo dos tugas: plantar couves com a raiz para… baixo!

O Executivo (como acontece há 44 anos) está a trabalhar – seja lá o que isso for – com o sector privado para aumentar a produção para o país ter uma reserva estratégica constituída maioritariamente com produtos nacionais, garantiu, no Cuanza Sul, o secretário de Estado do Comércio, Amadeu Nunes (foto). Falando aos jornalistas no final de um encontro com os empresários do sector agrícola da província, em função de uma visita que o secretário do Presidente da República para o Sector Produtivo, Isaac dos Anjos, efectua ao Cuanza Sul,…

Leia mais

Trocar incompetentes por sementes seria… patriótico

O Governo angolano desembolsou já este ano 12 milhões de dólares (10,8 milhões de euros) para a importação de arroz, cereal de considerável consumo no país. É caso para dar os parabéns pela eficaz diversificação económica levada a cabo pelo partido que está no Governo desde 1975, de seu nome… MPLA. A informação foi hoje avançada pelo secretário de Estado para a Economia, Sérgio Santos, esclarecendo que, de Janeiro a Junho, o país gastou mensalmente uma média de dois milhões de dólares (1,8 milhões de euros) para a aquisição de…

Leia mais

Trocar incompetentes por sementes seria… patriótico

Angola ainda importa 90% a 95% das sementes para a produção agrícola do país, mas a quantidade adquirida não atende sequer a 50% das necessidades do sector, disse o titular da pasta da Agricultura e Florestas angolano. Nada a fazer. É preciso dar tempo ao MPLA. Importa reconhecer que o partido de João Lourenço só está no Poder há 44 anos… Marcos Nhunga falava à imprensa, à margem da mesa redonda sobre Diálogo Político em Produção, Disponibilidade e Acesso dos Agricultores a Sementes Melhoradas para o Fomento Agrícola em Angola,…

Leia mais