Quando a minhoca julga ser jibóia

O Governo da Guiné-Bissau exonerou hoje Melancio Correia da direcção nacional da Interpol e nomeou o antigo procurador-geral da República, Bacari Biai, para aquelas funções, disseram fontes executivo e judiciais. Também chamar governo à falácia que “manda” no país é como chamar a uma minhoca… jibóia. A exoneração de Melancio Correia acontece horas depois de o colectivo de advogados do ex-primeiro-ministro guineense, Domingos Simões Pereira, criticarem a sua actuação pelo seu envolvimento na tentativa de execução de um mandado de captura internacional emitido contra o político pelo procurador-geral da República,…

Leia mais

Criminosos já vendem vacinas

Ainda a vacinação contra a covid-19 não começou a sério em toda a Europa e já circulam anúncios de vacinas falsificadas à venda na internet. Como avança hoje o Jornal de Notícias (Portugal), um estudo da Checkpoint Research, empresa internacional especializada em cibersegurança, identificou anúncios que prometem vacinas a 300 euros. No passado dia 3 o Folha 8 noticiou que a Interpol emitira um alerta global aos seus 194 países membros, incluindo Portugal, alertando-os para se prepararem para ataques das redes de crime organizado que em breve vão actuar nas…

Leia mais

Corrupção “made in Angola” está na ribalta

A Justiça espanhola quer levar a julgamento 20 pessoas e oito empresas, entre elas a empresa pública Mercasa, por irregularidades detectadas entre 2006 e 2016 para a construção de um mercado de abastecimento na capital de Angola, Luanda. Segundo a Audiência Nacional, um tribunal especial que trata dos casos mais graves de corrupção, para obter o contrato foram pagas comissões às autoridades e funcionários angolanos, tendo os arguidos também ficado com uma parte dos fundos, que ascenderam a quase 20 milhões de euros. O juiz responsável pela investigação do caso…

Leia mais

Sob protecção do regime

Guilherme Taveira Pinto, cidadão português, terá intermediado a venda de armas de Espanha a Angola, num valor de 153 milhões de euros. Mas 100 milhões desapareceram e ao destino só chegou metade da mercadoria. É procurado pela Interpol. Vive em Luanda sob protecção do regime de José Eduardo dos Santos. O diário espanhol El Mundo faz hoje manchete com o caso de um fugitivo português à justiça espanhola, procurado pela Interpol, acusado de um desfalque de dezenas de milhões de euros, que o jornal descobriu em Luanda, protegido pelas autoridades…

Leia mais

Kangamba acusa Portugal de ingerência e racismo

O general, dirigente do MPLA, sobrinho de Eduardo dos Santos, Bento dos Santos Kangamba acusou hoje Portugal de ingerência nos assuntos angolanos, avisando que Lisboa não tem “consciência jurídica e política” e acrescentando que Angola já não é “escravo” de Portugal. Por Orlando Castro T udo indica que o Estado-Maior das Forças Armadas de Portugal colocou os militares portugueses em alerta máximo, não vá o general Kangamba decidir invadir pela via militar (pela económica e financeira já o fez há muito) o Terreiro do Paço. Sobrinho do Presidente José Eduardo…

Leia mais