Candidato (é claro) a líder do anedotário nacional

O Presidente de Angola, Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, disse hoje, em Luanda, que procedeu a um “ligeiro refrescamento do executivo” para que os governantes recentemente nomeados possam contribuir para a resolução dos problemas do povo. É mais um, reconheça-se, brilhante capítulo do anedotário nacional. Este “ligeiro refrescamento do executivo” visou “imprimir um outro dinamismo no desempenho do mesmo”, afirmou João Lourenço na cerimónia de tomada de posse dos novos ministros da Economia e Planeamento (Manuel Neto da Costa), do Interior (Eugénio Laborinho), da Agricultura…

Leia mais

UNITA quer o Presidente no Parlamento. Quer o quê?

O grupo parlamentar da UNITA, maior partido da oposição angolana que o MPLA (ainda) permite, solicitou hoje a presença do Presidente de Angola, João Lourenço, na Assembleia Nacional, para um “debate urgente sobre a crise de governação actual”. Quem foi que, mentindo, disse ao partido de Isaías Samakuva que Angola é um Estado de Direito Democrático? Na carta submetida hoje ao Parlamento, a bancada parlamentar da UNITA considera ser “mais do que altura de o actual titular do poder executivo passar a prestar contas à Assembleia Nacional e responder às…

Leia mais

Governo resgata virtudes
da (suposta) Transparência

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Manuel Augusto, esclareceu (diz o Governo) perante as Nações Unidas, em Genebra, as medidas tomadas recentemente “que visam impedir a continuação de práticas que têm lesado profundamente” o país no quadro da “Operação Transparência”, parente chegado da “Operação Resgate”. Respeitando as superiores ordens do Ministério da Comunicação Social, o Jornal de Angola dá ao assunto o título: «Angola repõe a verdade na ONU sobre a “Operação Transparência”». Mais modesta, a Angop titula: «Angola esclarece posição em Genebra». Segundo uma nota do Ministério das…

Leia mais

Humildade precisa-se!

A política é a arte de gestão das palavras, dos actos e do pragmatismo, cujo nascimento está aliado a vivência gregária dos homens. No percurso entre as monarquias absolutas e as Repúblicas surgiram verdadeiros homens, líderes de estirpe impoluta, à frente dos destinos dos seus povos e países. Por William Tonet A excessiva soberba, tem levado João Manuel Gonçalves Lourenço, tal como o antigo presidente da República, José Eduardo dos Santos, o fazia, a não fundamentar as acções polémicas, tomadas enquanto Titular do Poder Executivo, tais como: exonerações; nomeações; decretos…

Leia mais

Milhões desviados da AGT:
Não sei, não vi, desconheço

O antigo responsável da Administração Geral Tributária (AGT) angolana negou hoje, em tribunal, ter orientado a redução da dívida fiscal da TECNIMED, e a distribuição de 170 milhões de kwanzas (meio milhão de euros) pagos pela empresa aos acusados. Nickolas Neto, 35 anos, ex-administrador da AGT, em prisão preventiva e à altura dos factos o director da terceira região tributária, negou que tivesse sido ele a dar a orientação sobre como deveria ser distribuído o dinheiro às pessoas, que supostamente participaram do processo de redução da dívida, usando a máxima…

Leia mais

Kalupeteka mais perto do Bengo

A defesa do líder da seita angolana “A Luz do mundo”, Julino Kalupeteka, condenado a 28 anos de cadeia pelo homicídio de nove polícias no Huambo e sem que se saiba a pena dos que mataram centenas de fiéis no mesmo confronto, quer saber o que levou as autoridades a transferi-lo para Luanda. O advogado David Mendes explicou à Lusa que esta transferência, da cadeia do Huambo para a da comarca de Viana, arredores de Luanda, a quase 600 quilómetros, dificulta as visitas da família, não tendo sido apresentada qualquer…

Leia mais

Ameaças? Tudo sob controle!

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Georges Chikoti, afirmou que “não há motivos para alarme” nas ameaças à segurança de estrangeiros no país, assumindo que o alerta emitido este mês pela embaixada norte-americana em Luanda foi extemporâneo. D esde 8 de Janeiro que os cidadãos dos Estados Unidos da América são aconselhados a evitar três locais de Luanda, após informação sobre uma “potencial ameaça de segurança” na capital angolana, de acordo com um alerta do Departamento de Estado norte-americano, corroborado dias depois pelo Reino Unido, que também alertou os…

Leia mais