De há 58 anos a esta parte só piorou. E de que maneira

Quando nestes últimos dois dias vi com horror imagens das cheias de Luanda, vieram-me à memória tempos da minha infância. Mais precisamente memórias do dia 20 de Abril de 1963, quando caiu sobre Luanda uma enorme tempestade tropical bem típica dos meses de Março e Abril, naquela região do globo. Por Carlos Pinho (*) Durante toda a madrugada e parte da manhã a trovoada e a chuva intensa não deram descanso aos luandenses. As crianças e mulheres choravam e rezavam, impotentes perante tamanha manifestação do poder da natureza perante a…

Leia mais

Um país, uma crise, uma pandemia, uma mudança

O país foi saqueado. Não! Continua a procissão. 24 mil milhões (biliões)? 93 mil milhões? Em que período? A acusação omite, deliberadamente… Porquê? Simplesmente por desde 1975, as mãos manchadas de sangue, petróleo & corrupção, serem da mesma secundina: MPLA! Por William Tonet Então porque não podem ter sido “roubados”, ao longo destes anos de desvario partidocrata, 900 mil milhões de dólares? Façam-se as contas… E, nesta frenética caravana de rapina, não tem, não pode ter, no interior, ocupantes inocentes, pelo contrário, todos portadores do ADN, da arrogância, discriminação, incompetência,…

Leia mais

Presidente “adepto” da inquisição e do cárcere

O Presidente da República, João Lourenço, baseado na legitimidade constitucional, decidiu não promulgar o novo Código Penal, devolvendo-o à Assembleia Nacional, para os deputados reapreciarem e agravarem alguns artigos deste importante documento, fiscal das ilicitudes criminais, cometidas por agentes públicos no exercício de funções. Por William Tonet Na justificativa, argumenta pretender partilhar “reflexões e preocupações”, sobre a norma de alguns artigos, que devem ser agravados, no quadro da probidade pública e do que considera “compromisso nacional com a prevenção e o combate à corrupção a todos os níveis”. Infelizmente, o…

Leia mais

Quem nasce e cresce torto alguma vez se endireitará?

O Banco Nacional de Angola (BNA) anunciou hoje a criação de um Laboratório de Inovação do Sistema de Pagamentos de Angola que deve integrar jovens com propostas inovadoras para o sistema financeiro do país. Aplauda-se. Só falta uma iniciativa similar para ensinar os governantes a… governar. O anúncio foi feito aos jornalistas por Pedro Castro e Silva, administrador do BNA, à margem de uma conferência sobre Inclusão Financeira, referindo que o laboratório foi aprovado, no princípio de 2019, pela administração do banco central. “É a forma que o BNA quer…

Leia mais

Nesta luta entre gerações

Em África, e particularmente em Angola, existe uma luta entre gerações, onde os nossos “mais velhos” usam e abusam dos seus poderes para permanecerem em lugares decisórios das nossas vidas e sociedades, impedindo assim a ascensão dos “mais novos”. Por Pedrowski Teca Esta barreira, que surge em várias facetas da nossa vida familiar e pública, consiste na criação dos mais variados e sofisticados artifícios que dificultam a ascensão dos mais novos, principalmente através da inexistência do processo rigoroso de passagem de testemunho, que permite a capacitação de novas gerações e…

Leia mais

MPLA em risco de não ter candidatos às autárquicas

O MPLA, no poder em Angola desde 1975, vai priorizar – 44 anos depois de ser Governo – como candidatos às primeiras eleições autárquicas angolanas, previstas para 2020, mulheres, jovens e quem esteja “limpo” de causar prejuízos ao partido. Ou seja, MPLA não vai ter gente para preencher todos os cargos… A informação foi hoje avançada pelo secretário do Bureau Político do MPLA para a Reforma do Estado, Administração Pública e Autarquias, João de Almeida Martins, no final de um encontro nacional de formação de formadores do partido para o…

Leia mais

O poder das “sombras”

Há muitos anos, o empresário português (já falecido) Belmiro de Azevedo afirmou que “um subalterno tem o dever de questionar uma ordem do chefe e, se for o caso, dizer-lhe que não é suficientemente competente”. Esta tese poderia ser aplicada ao MPLA/Governo? Afinal o Povo angolano tem razão, mas não tem força. O que acontecerá quando esse mesmo Povo tiver força e estiver nas tintas para a razão? Por Orlando Castro e William Tonet Se calhar essa foi uma das regras que originou o êxito, a credibilidade e o prestígio…

Leia mais

UE promete mais do mesmo
– É fiado? Venham os euros!

O representante da União Europeia (UE) em Luanda, Tomas Ulicny, garantiu hoje o mesmo que tem garantido ao longo dos últimos anos, ou seja que os 28 países membros estão empenhados em apoiar o processo de reforço da produção e competitividade interna e melhorar o ambiente de negócios em Angola. Tomas Ulicny falava na abertura do seminário de formação sobre Facilitação do Comércio, promovido pelo Ministério do Comércio angolano, em parceria com a UE e a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento (CNUCED). O diplomata checo, em…

Leia mais

Do turismo potencial
à potência da gasosa

Apenas um pequeno preâmbulo neste primeiro parágrafo: desde que fui honrado com o privilégio de escrever regularmente uma – chamemos-lhe crónica, aceitei de imediato porque me deram liberdade total e também porque me revejo na filosofia e conduta do Folha 8 apesar de discordar de algumas poucas coisas e de não ser angolano nem descendente de angolanos, o que compenso com a minha visão de um V Império sonhado pelo Padre Vieira, consubstanciado por Pessoa e amadurecido com Agostinho da Silva, e que vai do Minho até Timor como disse…

Leia mais

Humildade precisa-se!

A política é a arte de gestão das palavras, dos actos e do pragmatismo, cujo nascimento está aliado a vivência gregária dos homens. No percurso entre as monarquias absolutas e as Repúblicas surgiram verdadeiros homens, líderes de estirpe impoluta, à frente dos destinos dos seus povos e países. Por William Tonet A excessiva soberba, tem levado João Manuel Gonçalves Lourenço, tal como o antigo presidente da República, José Eduardo dos Santos, o fazia, a não fundamentar as acções polémicas, tomadas enquanto Titular do Poder Executivo, tais como: exonerações; nomeações; decretos…

Leia mais