Consultores lusos nas PPP

O Governo angolano contratou um consórcio de consultores portugueses para desenvolver os estudos de viabilidade de quatro projectos de parcerias público-privadas (PPP) ligados à indústria, agricultura, energia e transporte marítimo. Numa nota de imprensa, o Ministério da Economia e Planeamento anunciou a contratação do consórcio formado pelas empresas Ernest & Young, COBA e RRP Advogados, no âmbito do Acordo de Assistência Reembolsável com o Banco Mundial, para desenvolver os estudos relativos a quatro PPP. Os projectos são relativos ao aproveitamento hidroeléctrico Chicapa II (Luanda Sul); rede nacional de cabotagem (Luanda-Soyo-Cabinda…

Leia mais

Se a economia estagnou
e continuam os elogios…

O director para África da consultora Eurasia Group, Darias Jonker, diz que os investidores têm uma percepção positiva sobre Angola como destino de investimento, mas estão preocupados com o ritmo lento da recuperação económica. Por outras palavras, o caderno de encargos das promessas é promissor, mas da teoria à prática vão 44 anos de má, às vezes criminosa, governação. “A percepção externa entre os analistas e os líderes internacionais é principalmente positiva, o que não é uma surpresa dada a agenda reformista de João Lourenço, que foi bem recebida, e…

Leia mais

Da clonagem de cartões
à aposta nos angolanos

O Banco Nacional de Angola (BNA) admitiu hoje ter registado “alguns casos” de clonagem de cartões de débito da rede interbancária multicaixa, referindo que a maior parte resultou do “uso inadequado” por parte dos clientes. “A chamos que houve um bocado de exagero em relação a esta questão. Terão existido alguns casos de clonagem, mas, na maior parte dos casos que tivemos nota e conhecimento resultou do uso inadequado dos cartões”, disse hoje o vice-governador do BNA, Rui Mingueis. Respondendo aos jornalistas sobre relatos de casos de clonagem de cartões…

Leia mais

“Operação branquear”

A consultora Eurasia, bem ao estilo do seu habitual comportamento, considera que a divulgação da existência de contratos entre Angola e as empresas envolvidas no escândalo da dívida oculta de Moçambique “pode beliscar ligeiramente” a imagem de João Lourenço, mas o ímpeto anti-corrupção permanece. Ligeiramente? Foi isso que o Executivo pediu que dissesse? “A agenda reformista de João Lourenço não vai, provavelmente, perder fôlego por causa deste desenvolvimento e apesar de a sua imagem de combate à corrupção possa ser ligeiramente beliscada, a campanha anti-corrupção focada na família de José…

Leia mais

Regenerar a… Sonangol?
Isabel dirá: Ah! Ah! Ah! Ah!

O Estado angolano vai gastar 43,85 milhões de euros com a consultoria de apoio à regeneração da petrolífera estatal Sonangol, segundo despesa autorizada por despacho do Presidente da República, João Lourenço. Isabel dos Santos deve estar a rir a bandeiras despregadas. A informação consta de um despacho presidencial de 25 de Outubro, que justifica a despesa e o procedimento de contratação simplificado dos serviços com a “necessidade urgente de se contratar uma empresa com experiência nos sectores de actividade e do Grupo Sonangol, para suportar o seu processo de regeneração”.…

Leia mais

Previsões e análises são
fato à medida do cliente

O economista-chefe da consultora Eaglestone considera que a situação económica em Angola está “claramente melhor que há um ano” e que os esforços do Governo para melhorar a imagem do país estão a resultar. Vamos contar aos 20 milhões de pobres que a situação está “claramente melhor do que há um ano”. Quanto à imagem, isso chama-se vender gato por candimba. “É consensual que o último ano foi muito importante para Angola, tem ganho cada vez mais protagonismo a nível internacional, os esforços do novo Governo para melhorar a imagem…

Leia mais

Consultores (pagos com
muitos ovos de… ouro)
eram mais do que as mães

A Sonangol, petrolífera estatal angolana, pagou entre Maio de 2016 e Novembro de 2017, 135 milhões de dólares (110 milhões de euros) com consultores, valor que serviria para adquirir um novo Boeing 737, revelou hoje a administração da empresa. Por outras palavras, eram mais do que as mães… Em conferência de imprensa, o presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Carlos Saturnino, disse que quando tomou posse encontrou um número elevado de empresas de consultoria e exagerado de consultores, que, em alguns casos, subalternizavam os trabalhadores angolanos. De acordo com…

Leia mais