Apatia do Governo gera protestos

Portadores de VIH/Sida em Angola ameaçam sair à rua para “protestar contra a falta de antirretrovirais” no país, sobretudo para o tratamento de segunda linha, anunciou a organização não-governamental angolana, Anaso. A pretensão da manifestação pública de portadores do VIH/Sida em Angola foi apresentada pelo presidente da Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida e Grandes Endemias (Anaso), António Coelho, que diz estar “preocupado com a situação”. Segundo o líder da ONG, neste momento um grande número de pessoas vivendo com o VIH/Sida está preocupado com a ausência dos…

Leia mais

Palavras não curam a Sida

O presidente da Rede Angolana de Organizações de Serviços de Sida (Anaso), António Coelho, mostrou-se esta segunda-feira preocupado com o aumento de novos casos de infecção por HIV em Angola, exigindo melhorias na resposta à doença. E, Novembro de 2018 o mesmo responsável disse: Angola “continua a perder a guerra” contra a sida”, com o registo de 28 mil novas infecções e 13 mil mortes por ano. Nada de novo, portanto. “A situação da Sida em Angola continua preocupante. Apesar dos esforços do governo e da sociedade civil, o número…

Leia mais

Agora sim. Só morrerão
os que estiverem… vivos

O combate às grandes endemias, como a malária, VIH/Sida, tuberculose, e a realização de acções para a melhoria na saúde materno-infantil são algumas das prioridades do Ministério da Saúde (Minsa) para este ano. A prioridade é repetida todos os anos, há muitos anos, o que revela mais um falhanço estrondoso do MPLA, o único partido que nos governa há 44 anos. Para a realização dessas actividades, o Minsa promete reforçar estratégias com os parceiros nacionais e internacionais, com quem reuniu para alinhar as necessidades ligadas ao capital humano e as…

Leia mais

E se fosse ao contrário?

Angola figura na lista dos 48 países/territórios do mundo com “medidas de restrições de viagens” relacionadas ao VIH/Sida, nomeadamente por “requerer testes de VIH para vistos de trabalho e de estudo a estrangeiros”, segundo um relatório das Nações Unidas. De acordo com o relatório de avaliação da ONUSIDA e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Angola “também requer testes de VIH para os vistos de residência para estadias além de 90 dias para estrangeiros que permanecem em Angola”. No relatório, datado de 27 de Junho, a ONUSIDA…

Leia mais

“Utilidade pública”? É só
dizer o que o MPLA quer

A Rede Angolana das Organizações de Serviços de Sida (ANASO), organização não-governamental com 25 anos de actividade, queixou-se hoje da “não atribuição do estatuto de instituição de utilidade pública”, afirmando ser um órgão de “indiscutível participação social”. Isso acontece porque a organização se “esqueceu” de cumprir com o requisito “sine qua non”… ser apologista do MPLA. Numa mensagem do presidente da mesa da assembleia-geral do órgão, apresentada hoje pela sua presidente de direcção, Teresa Cohen, na abertura de um encontro nacional da instituição, a ANASO lamentou que documentos com a…

Leia mais

De barriga vazia ninguém
é livre, ninguém brilha!

“Nascer Livre para Brilhar” é uma iniciativa da primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço. Será possível que quem é gerado com fome, nasce com fome e morre pouco depois com fome algum dia seja livre e possa brilhar? Angola pretende reduzir, nos próximos três anos, dos actuais 26% para 14%, a taxa de contaminação do VIH de mãe para o filho, no âmbito da Campanha “Nascer Livre para Brilhar”, anunciou a própria primeira-dama. Vá lá. Desta vez não foi o Presidente. Mas o Governo está imparável. Às segundas, quartas e…

Leia mais

Mamãe Ana falou…

Angola pretende reduzir, nos próximos três anos, dos actuais 26% para 14%, a taxa de contaminação do VIH de mãe para o filho, no âmbito da Campanha “Nascer Livre para Brilhar”, anunciou hoje a primeira-dama angolana. Vá lá. Desta vez não foi o Presidente. Mas o Governo está imparável. Às segundas, quartas e sextas lança novas iniciativas, às terças, quintas e sábados novos planos. Aos domingos… preparam os anúncios da semana. A campanha, uma iniciativa da União Africana, liderada pela primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, foi lançada no Luena,…

Leia mais

Epidemias em alta graças
aos mesmos de sempre

Em Angola a taxa de transmissão vertical de Sida, ou seja, de mãe grávida para o bebé, é de 26%, a mais alta da Comunidade de Desenvolvimento de Países da África Austral. Tudo normal, portanto. A tuberculose tornou-se, nos últimos três anos, na terceira causa de morte em Angola, depois da malária e dos acidentes de viação, e ultrapassou a Sida. É assim. Ninguém propõe uma operação para resgatar a vergonha? Angola “continua a perder a guerra” contra a Sida”, com o registo de 28 mil novas infecções e 13…

Leia mais

ANASO critica falta de comunicação do governo

O secretário-executivo da Rede Angolana das Organizações da Sociedade Civil de Combate à Sida e Grandes Endemias (ANASO) considerou hoje “bastante deficiente” o sistema de informação e comunicação do Governo, sobretudo no “domínio da saúde”. António Coelho, que falava hoje à agência Lusa à margem da abertura de um “workshop” sobre “Comunicação e Plataformas dos Média para as Organizações da Sociedade Civil”, defendeu “maior abertura” e “comunicação permanente” sobre o sistema sanitário angolano. De acordo com o líder associativo, a comunicação, “assente na mudança de comportamento para grupos vulneráveis”, no…

Leia mais

Governo liga o repetidor
e diz sempre a mesma coisa

A tuberculose tornou-se, nos últimos três anos, na terceira causa de morte em Angola, depois da malária e dos acidentes de viação, e ultrapassou a SIDA, indicou hoje o secretário de Estado da Saúde angolano. Valentim Altino Matias limitou-se a repetir o que já se sabia. Valentim Altino Matias, que discursava, em Luanda, na abertura de um encontro com operadores do sector da importação, distribuição e comercialização de medicamentos e produtos farmacêuticos, reafirmou que a malária ainda representa 40% das mortes perinatais e 20% da mortalidade materna no país. “Em…

Leia mais