NOVO MEMORIAL NA REPÚBLICA AGOSTINHO NETO

O Governo angolano apresentou hoje o projecto de construção do Memorial às Vítimas dos Conflitos Armados, entre 1975 e 2022, a ser erguido em Luanda, com custo de cerca de 30 milhões de dólares (28 milhões de euros). Obviamente que os 20 milhões de pobres não são vítimas de conflitos mas, isso sim, da criminosa roubalheira do MPLA nos últimos 46 anos, pelo que não se enquadram no Memorial. A cerimónia de apresentação foi conduzida pelo coordenador da Comissão para a Implementação do Plano de Reconciliação em Memória das Vítimas…

Leia mais

Comparsas unidos à volta do memorial

O Memorial António Agostinho Neto tem um novo estatuto orgânico, aprovado no passado dia 7, pelo do Conselho de Ministros, durante a nona sessão ordinária orientada pelo Presidente da República, João Lourenço. O maior assassino da história de Angola independente, e único herói nacional por imposição do MPLA, continua a ser idolatrado pelos seus comparsas. Como nota introdutória esclareça-se desde já a Fundação Agostinho Neto, o Bureau Político do MPLA e todas as outras suas sucursais (DIP, ERCA, Tribunal Constitucional etc.) que comparsa significa pessoa que tomou parte moral ou…

Leia mais

Exonerado presidente do Memorial Agostinho Neto

O Presidente da República, João Lourenço, exonerou Jomo Francisco Isabel de Carvalho Fortunato do cargo de presidente do Conselho de Administração do Memorial António Agostinho Neto, devido a verificação de condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior desta instituição. Para o seu lugar foi escolhido António Antunes Fonseca. Segundo uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, verificaram-se condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior do Memorial António Agostinho Neto, recinto que deve ser respeitado pela sua importância e solenidade. O…

Leia mais

Como Hitler, matar e mentir

A rapaziada dirigente do MPLA não está a tomar a medicação correcta ou anda a fumar coisas estranhas. Agora preparam a fanfarra, os palhaços e os restantes bobos da corte para inaugurar, antes das eleições, o que chamam de “Memorial sobre a Vitória da Batalha do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango”, em homenagem – dizem – à bravura dos heróis de 1988. Por Orlando Castro Este Memorial, tal como foi concebido e idolatrado, mais não é do que uma (mais uma) enorme mentira do regime de José Eduardo dos…

Leia mais