DE GOLPE EM GOLPE… ÁFRICA!

Algumas das principais ruas de Ouagadougou, capital de Burkina Faso, voltaram hoje a ser bloqueadas por soldados, um dia depois do golpe de Estado que depôs o líder da Junta Militar, também ele chegado ao poder por um outro golpe, em Janeiro. O regresso de tensões à capital ocorre no dia seguinte ao golpe de Estado em que militares depuseram das funções de chefe da Junta Militar o tenente-coronel Paul-Henri Sandaogo Damiba, ele próprio chegado ao poder por um outro golpe, em Janeiro. Várias testemunhas relataram ter ouvido rajadadas de…

Leia mais

RAZÃO DA FORÇA PARA ASSASSINAR (PELO MENOS) A VERDADE

A maioria dos observadores internacionais, poucos, por sinal, melhor, pouquíssimos, bons excluindo os “observadores empresários consideraram o sistema eleitoral de Angola, ruim. Eivado de uma enormidade de vícios insanáveis incompatíveis com os procedimentos. Por William Tonet A CNE é vista como um antro onde muitos “abutres vão debicar o seu pedaço”, a citação de Agostinho Neto é hoje a mais completa referência, que se pode ter do MPLA. Os abutres têm nome e rosto: MPLA. Um verdadeiro polvo partidocrata e corrupto que coloniza os actos, os procedimentos administrativos, financeiros e…

Leia mais

O ROSTO DA IMPOSTURA

Já se sabe não só em Angola e África mas sobretudo em todo o mundo que o senhor que se escondia atrás das “ordens superiores” tem agora o rosto e nome reconhecidos pelos registos civis do país. Por Osvaldo Franque Buela (*) Verdadeiro impostor, para não dizer criminoso a sério, mais parece do ponto de vista dos comportamentos e das formas pouco elegantes com que governou o país durante cinco anos, mais pelo assalto que orquestrou e que prepara-se para roubar o voto dos angolanos que votaram pela alternância de…

Leia mais

GOLPE OU UM PEQUENO “PUTSCH” NA GUINÉ-BISSAU?

A cidade capital da República da Guiné-Bissau, Bissau, ao início da tarde de 1 de Fevereiro de 2022, foi sobressaltada por um ataque, ou assalto, ao Palácio do Governo, supostamente com tiros de espingarda ou metralhadora e de bazuca, levada a efeito por indivíduos à paisana. Por Eugénio Costa Almeida À partida se são “à paisana” significa que seriam militares ou paramilitares e não civis!… No palácio estava a decorrer um Conselho de Ministros extraordinário (?? sobre que tratariam ou iriam tratar ainda nada se soube…) sob presidência do Chefe…

Leia mais

TODOS COM EMBALÓ… ENQUANTO ELE ESTIVER NO PODER

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, conjuntamente com o Presidente do MPLA (João Lourenço) e com o Titular do Poder Executivo (João Lourenço) transmitiu hoje uma mensagem de encorajamento e solidariedade ao seu homólogo da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, na sequência da tentativa de golpe de Estado de terça-feira. O chefe de Estado angolano “telefonou ao Presidente da Guiné-Bissau a meio da manhã desta quarta-feira, 2 de Fevereiro”, segundo uma nota divulgada na página de Facebook da Presidência angolana. Angola, na qualidade de presidente em exercício de uma…

Leia mais

GOLPE DE ESTADO FALHOU

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, agradeceu hoje às forças de defesa e segurança do país por terem impedido um golpe de Estado, que constituiu um “atentado à democracia”. “As forças de defesa e segurança conseguiram impedir este atentado à democracia”, afirmou Umaro Sissoco Embaló, em declarações aos jornalistas, ao lado do primeiro-ministro, do vice-primeiro-ministro e da ministra da Justiça. Foi um “acto bem preparado e organizado e que poderá também estar relacionado com gente relacionada com o tráfico de droga”, afirmou Sissoco Embaló, acrescentando que há pessoas detidas…

Leia mais

MAIS UM GOLPE EM BISSAU? NADA DE NOVO

Vários tiros, de armas ligeiras e pesadas, junto ao Palácio do Governo da Guiné-Bissau foram ouvidos hoje em redor da zona. Militares, alguns fardados e outros a civil, colocaram um perímetro de segurança e não deixam passar civis. Desde a hora do almoço, já foram ouvidos tiros de bazuca e rajadas de metralhadora junto ao palácio do Governo da Guiné-Bissau, onde decorria um Conselho de Ministros, com a presença do Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, e do primeiro-ministro, Nuno Gomes Nabiam. Num perímetro de cerca de 500 metros à…

Leia mais

GOLPE (MAIS UM) NO BURKINA FASO

O Presidente do Burkina Faso, Roch Kaboré, demitiu-se hoje após a tomada do poder pelos militares, na sequência do golpe de Estado de domingo. Numa carta divulgada pela televisão estatal RTB, e dirigida ao novo homem forte do país, o tenente-coronel Paul Henri Sandaogo Damiba, Kaboré, de 64 anos, disse que se demitia. “No interesse da nação, na sequência dos acontecimentos de domingo, decidi demitir-me das minhas funções de Presidente (…), chefe de governo e comandante supremo das Forças Armadas Nacionais. Deus abençoe o Burkina Faso”, escreveu. A carta de…

Leia mais

Golpistas são bestas quando perdem, bestiais quando ganham

Angola condenou hoje a tentativa de golpe de Estado na Guiné-Conacri, acto que considerou “antidemocrático e inconstitucional”, apelando à libertação incondicional do Presidente, Alpha Condé. Os amigos são para as ocasiões. Por alguma razão João Lourenço recebeu, recentemente (foto), a Grã-Cruz da Ordem Nacional da República da Guiné-Conacri, a mais alta condecoração que este país concede a entidades distintas. A posição expressa numa nota do Ministério das Relações Exteriores sublinha que Angola está a acompanhar “com muita preocupação” os acontecimentos ocorridos na Guiné-Conacri, no domingo, que “culminaram com a detenção…

Leia mais

Quando a força da razão não chega…

A União Africana (UA) condenou o golpe de Estado na Guiné-Conacri, no qual o presidente Alpha Condé foi detido por militares a quem a organização continental exigiu a sua “libertação imediata”. Num comunicado conjunto, o actual presidente da UA, o Chefe de Estado da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi, e o presidente da Comissão da UA, Moussa Faki Mahamat, reprovaram “qualquer tomada de poder pela força”. Ambos os líderes exigiram também a “libertação imediata” de Alpha Conde, e instaram o Conselho de Paz e Segurança e da Organização Pan-africana…

Leia mais