Há candidatos da lagosta,
só faltam os da mandioca!

Os deputados José Pedro Cachiungo e Adalberto Costa Júnior são os primeiros pré-candidatos à liderança da UNITA, nas eleições previstas para Novembro, durante o XIII congresso ordinário do maior partido na oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, foi hoje anunciado. “T emos um sistema de várias listas e nesse momento temos já duas pré-candidaturas, nomeadamente do engenheiro José Pedro Cachiungo e do engenheiro Adalberto Costa Júnior, mas essas pré-candidaturas serão depois submetidas ao crivo da comissão eleitoral entre 16 e 30 de Setembro”, disse à Lusa…

Leia mais

Samakuva empurra a sua candidatura com a barriga

“Samakuva é candidato à presidência da UNITA” foi a manchete da edição de 23.07.2019 do Jornal de Angola, que mais uma vez suscitou críticas de milhares de angolanos e não só, que desde o final de 2017 esperam que o líder do maior partido político da oposição angolana cumpra com o que prometeu numa entrevista à Rádio France Internacional (RFi): “Perca ou ganhe, vou deixar a liderança da UNITA”. Por Pedrowski Teca “E stá desfeito o mistério. Isaías Samakuva vai mesmo recandidatar-se à liderança da UNITA, no XIII Congresso do…

Leia mais

E o vencedor será…

Isaías Samakuva vai mesmo recandidatar-se à liderança da UNITA, no XIII Congresso do partido, que se realiza entre os dias 13 e 15 de Novembro deste ano. E assim vai a oposição política e partidária que o MPLA permite, e agradece, que exista em Angola. A 13 de Março de 1966 um grupo de nacionalistas liderado por Jonas Malheiro Savimbi, começou a escrever uma importante parte da história de Angola. Será que a UNITA não enterrou, depois da morte de Savimbi, o espírito que deu corpo ao que se decidiu…

Leia mais

Congresso da UNITA. Mais
do mesmo com Samakuva?

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, anunciou hoje a realização do XIII congresso ordinário do maior partido da oposição que o MPLA ainda permite que exista em Angola, de 13 a 15 de Novembro deste ano, para a eleição de um novo (ou não) líder. Numa “coisa” a que, erradamente, chamou de “conferência de imprensa”, em Luanda, sem direito a perguntas (o que, entre outras coisas, viola a própria definição de “conferência de imprensa), Samakuva (quase ao estilo do que de pior tinha José Eduardo dos Santos) leu uma declaração…

Leia mais

Se “haver necessidade”…

O (mais do que querido) líder do MPLA, João Lourenço, apelou aos dirigentes e militantes (os 20 milhões de pobres não entram nestas duas categorias) que se mantenham focados na estratégia para as autárquicas de 2020, sublinhando que o partido no poder em Angola desde 1975 está agora rejuvenescido com quadros superiores de qualidade. Estes são os tais doutorados que dizem se “haver necessidade” em vez de se “houver necessidade”? São exactamente esses. No discurso no encerramento do 7º Congresso Extraordinário do MPLA, em Luanda, o também Presidente de Angola…

Leia mais

E assim vai o reino do MPLA

O 7º Congresso Extraordinário do MPLA elegeu hoje, com 92,32% dos votos, os novos 134 membros do Comité Central, órgão que passa a contar com 497 dirigentes. Bem ao estilo da democracia de partido único, imagem de marca do MPLA, a sessão de encerramento foi vedada aos jornalistas e a única televisão existente no local foi desligada por… ordem superior. O anúncio foi feito pelo presidente da comissão eleitoral do congresso, Francisco Queiroz, que deu conta que votaram na lista única 2.266 dos 2.591 delegados presentes, tendo-se registado também 93…

Leia mais

“Amarrem-nos onde
forem encontrados”

O secretário de Estado da Comunicação Social de Angola, Celso Malovoloneke, considerou hoje ser possível levar o combate à corrupção no país “muito mais além”, admitindo que há forças do passado que estão a reorganizar-se para minar o processo. E nessas forças do passado, “marimbondos” segundo a qualificação do Grande Líder, cabem todos os que pensam de maneira diferente. Já se fizeram, em Angola e pela mão do MPLA, grandes purgas por muito menos. Em declarações à agência Lusa, no final da sessão de abertura do 7.º Congresso do MPLA,…

Leia mais

“Sim” a João Lourenço, mas “não” a muitos do seu gang

A minha confissão sem cinismo é de confiar em João Lourenço, pese a sua tribo bajuladora, pensar o contrário, em relação ao meu pensamento. Não me ofendo, pelo contrário, sabendo estarem as mentes obtusas apenas comprometidos, com a mentira, as mordomias, a maldade, a ganância, a roubalheira e a organização criminosa institucional. Por William Tonet São a escória da política, com comportamentos danosos e dolosos, com a cumplicidade dos corredores do alto poder, que defraudam, todos os dias, o sonho do cidadão, em função de uma crónica e aselha incompetência.…

Leia mais

Quem não tem cão caça com… cartão do MPLA

João Lourenço, presidente do MPLA, da República e Titular do Poder Executivo, ex-vice presidente do MPLA no consulado de José Eduardo dos Santos e também seu ministro da Defesa, exige aos militantes e dirigentes do partido (vários milhões) que trabalhem em conjunto para uma vitória “retumbante” em todas as eleições, a começar nas autárquicas. Em boa verdade não precisam de trabalhar muito. O resultado estará determinado antes das votações. Precisam apenas de fingir que trabalham. “E ste é um ano de grandes desafios e, como sabemos, temos de enfrentar o…

Leia mais

A caminho dos 100%

A estratégia para o processo eleitoral das eleições autárquicas previstas para quando o MPLA quiser, talvez os primeiros ensaios sejam em 2020, e o alargamento do Comité Central marcam, sábado, os trabalhos do 7º Congresso Extraordinário do MPLA, partido que está no Poder desde 1975 e cuja democraticidade interna é bem visível no facto de, desde que os portugueses lhe derem o país, já ter tido… três (3) presidentes. Segundo um comunicado do partido, o conclave, sob o lema “MPLA e os Novos Desafios”, vai decorrer no Complexo Turístico Futungo…

Leia mais