Angola produz café?

Ao que parece (até prova em contrário só parece) Angola quer usar o café para dar um impulso ao crescimento económico mais sustentável e menos dependente do petróleo. Desde que comprou em saldo (aos portugueses) o país, o MPLA conseguiu que as mais de 230 mil toneladas anuais de café “crescessem” para… 8 mil toneladas. A Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, diz que o excesso de dependência do petróleo criou “um crescimento volátil e desigual” em Angola, mas acrescenta que a produção de café “pode ajudar o…

Leia mais

Não é vergonha aprender com quem sabe muito mais

A produção de café angolano deve crescer anualmente 1,5% até 2025 e 90% do total é feita por pequenos produtores familiares. Angola importou produtos de café no valor de 12,8 milhões de euros, entre 2016 e 2018, e exportou café no montante de 3,2 milhões de euros, registando défice de 9,6 milhões de euros na balança comercial. Para nos ajudar a fazer o que, há 45 anos, faziam os portugueses, a União Europeia disponibilizou 12 milhões de euros para reforçar o desenvolvimento da cadeia de valor do café. Para o…

Leia mais

Vejam como era em 1973 e… façam o favor de aprender

O ministro da Agricultura e Florestas, António de Assis, procedeu no município do Mungo (Huambo), ao lançamento do Programa de Revitalização da Cultura do Café Arábica no sector familiar, com o objectivo de contribuir para as estratégias de combate à pobreza e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e a qualidade alimentar. Por outras palavras, a pobreza na barriga do povo e os luxos na casa dos donos do reino. Simples. Decorrido na aldeia de Beteleme, a 157 quilómetros da cidade do Huambo, o acto, testemunhado pela governadora do planalto…

Leia mais

Que tal o MPLA ver como os “maus” faziam há… 46 anos?

Angola participa de 7 a 11 deste mês, na Suíça, nas celebrações do Dia Mundial do Algodão e do Fórum Público da Organização Mundial do Comércio (OMC), que decorrerá sob o lema “Comércio para o Futuro: Adaptando-se a um Mundo em Mudança”. Em 1973 as principais exportações de Angola eram o petróleo (30%), café (27%), diamantes (10%), minérios de ferro (6%), algodão (3%) e sisal (2%). A delegação angolana, que será chefiada pelo do ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, participará na Sessão Plenária de Alto Nível da celebração do…

Leia mais

Quem quer tacho continua
(é claro) a aviar-se no MPLA

Enquanto Angola for o MPLA e o MPLA for Angola, como continua a acontecer, o MPLA vai continuar a ganhar todos os simulacros eleitorais que por cá se realizarem e sempre com larga vantagem. Se fosse para perder nem simulavam eleições. Todos, a começar pelos angolanos, sabem isso. Quando 20 milhões de pobres arrotam à fome, chega-lhes à boca a solução: votar no regime. Por Orlando Castro O resultado das eleições de 23 de Agosto de 2017 deram, apesar de tudo, um importante resultado à UNITA e à CASA-CE. Embora…

Leia mais

Menos fome? Sim, é claro!

Depois de um faustoso repasto, a comissária para a Economia Rural e Agricultura da União Africana (UA), a angolana Josefa Sacko, afirmou hoje, em Luanda, que Angola progrediu na redução da fome, mas precisa de reforçar a estratégia para diminuir a pobreza, agravada com o desemprego entre jovens. Josefa Sacko falava à imprensa à margem do encontro de lançamento do Processo de Reformulação do Plano Nacional de Investimento Agrícola de Angola (PNIA), que visa alinhar a agenda interna com as metas internacionais, quer a continental quer a global, respectivamente para…

Leia mais

A propósito de café

O consumo de café pode contribuir para mais longevidade, ajudando a evitar doenças cardíacas, renais, respiratórias, cancros, AVC ou diabetes, segundo um estudo em que foram analisadas mais de 180 mil pessoas. Por Orlando Castro A investigação, que será divulgada amanhã, terça-feira, na publicação especializada Annals of Internal Medicine, baseou-se num estudo feito nos EUA entre diversas etnias pela Universidade do Hawaii e a Escola de Medicina Keck, da Califórnia “Não podemos dizer que beber café prolonga a vida mas vemos uma associação”, afirmou Verónica Setiawan, professora de medicina preventiva…

Leia mais

O nosso café está pelo mundo

A marca angolana Café Cazengo prepara-se para exportar este mês 54 toneladas de café torrado para Portugal, China e Estados Unidos da América, anunciou hoje o responsável pelo projecto. José Gonçalves disse em declarações à agência Lusa que estão preparados três contentores, cada um com 18 toneladas para exportação. Segundo o responsável, outras solicitações e negociações estão em curso com empresários da Espanha, Itália e Singapura, países para os quais foram já enviadas amostras do produto. O projecto desenvolvido no município de Quiculungo, província do Cuanza Norte, foi lançado em…

Leia mais

Café exportado rendeu dois milhões de dólares

A exportação de café rendeu a Angola mais de dois milhões de dólares em 2015, informou hoje o director do Instituto Nacional do Café (INCA) angolano, João Ferreira. O responsável disse que Angola está a produzir anualmente 15 mil toneladas de café, mas perspectiva duplicar essa produção nos próximos dois anos. João Ferreira referiu que em 2013 as exportações do produto valeram ao país 650 mil dólares, e no ano seguinte 552 mil dólares. Segundo o director do INCA, o valor contabilizado não inclui quantidades de café, que não quantificou,…

Leia mais

Com que então… o café!

O director do Instituto Nacional do Café defendeu hoje – qual navegador que descobriu a pedra filosofal – a aposta de Angola no modelo agro-exportador, nomeadamente do café, que considera o único neste momento com hipótese de competir rapidamente no mercado internacional, tal como aconteceu no passado. A inda hoje o embaixador da missão permanente de observação da União Africana junto da ONU, angolano Téte António, disse que “todos os dirigentes africanos estão cientes de que é preciso diversificar as economias”, explicando que o atraso se deve aos resquícios do…

Leia mais