França quer ensinar a pescar. China apenas “dá” peixe…

O Governo francês anunciou hoje uma mudança estratégica na assistência ao desenvolvimento dos países africanos, em resposta ao aumento da influência política e económica da China neste continente, na qual privilegia as questões ambientais e sociais. “É inconcebível dar rédea solta aos novos actores que vemos empenhados no campo da ajuda ao desenvolvimento”, assumiu o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian, numa conferência de imprensa onde esteve também o seu homólogo da Economia, Bruno Le Maire, realizada em Paris no final do primeiro conselho presidencial dedicado especificamente à ajuda…

Leia mais

“I like bananas, because na pas de caroço”

Como povo poliglota, sobretudo porque graças a um sistema escolar implantado pelo MPLA ao longo de 45 anos, falamos todas as línguas até mesmo quase o português, consta que Angola tem 4,5 milhões de falantes de francês, sendo por isso o país lusófono mais francófono de África. E assim sendo, Angola pode recolher benefícios económicos da sua adesão à Francofonia, afirmou hoje a presidente do grupo dos embaixadores francófonos em Angola, marroquina Saadia El Alaoui. Falando no âmbito do cinquentenário da Organização Internacional da Francofonia (OIF), criada a 20 de…

Leia mais

És bestial se estiveres no Poder. Não estás, és besta

O antigo Presidente francês, François Hollande, afirmou hoje, em Luanda, que o próximo destino turístico no mundo será o continente africano, prevendo que, até 2030, possa atingir 2.000 milhões de turistas, o dobro do número actual. Em 2015, como Presidente, disse: “A França confia no futuro económico angolano. Sentimo-nos impressionados com o potencial de Angola”. François Hollande discursava no Fórum Mundial do Turismo, inaugurado hoje no Centro de Convenções de Talatona, a sul de Luanda, sobre o tema “Visão sobre o Turismo no Mundo: Desenvolvimento e Inovação”, intervenção em que…

Leia mais

França afirma que vai ser desta, como foi das outras

O ministro da Agricultura e Alimentação francês, Didier Guillaume, manifestou hoje, em Luanda, disponibilidade do seu país em “ampliar a cooperação” com Angola no domínio da agricultura, sobretudo na formação de jovens no sector agro-alimentar. “A França pode ajudar a desenvolver Angola no domínio da agricultura, acabo de fazer a entrega de uma carta pessoal do Presidente Macron para o seu homólogo angolano onde ele manifesta a sua disponibilidade em ajudar a desenvolver a agricultura angolana”, disse hoje aos jornalistas, em Luanda. Falando no final da audiência que lhe foi…

Leia mais

FLEC pede intervenção da UE e UA no caso de Cabinda

A FLEC/FAC, a propósito da situação em Cabinda, com destaque para as dezenas de detenções de activistas e ao reconhecimento, oficial, dessas mesmas prisões, endereçou hoje uma mensagem ao presidente do Parlamento Europeu, ao Presidente de França e ao Presidente em exercício da União Africana, cujo conteúdo é o que segue. Por Osvaldo Franque Buela (*) Vimos através desta nota informar que o Governo angolano confirmou esta terça-feira, 26 de Fevereiro de 2019, a existência de detenções de membros de um “autodenominado movimento independentista” em Cabinda, que segundo ele “pretendiam…

Leia mais

FLEC pede ajuda a Macron

A propósito da visita que o Presidente francês fará no final deste ano a Angola, a FLEC – Frente de Libertação do Estado de Cabinda dirigiu hoje a Emmanuel Macron uma carta em que fala da “situação política extremamente crítica que actualmente reina no território de Cabinda”. Eis o conteúdo dessa carta: «Desde 28 de Janeiro, as autoridades angolanas decretaram uma caça ao homem contra os jovens cabindenses que só queriam manifestar-se pacificamente no dia 1 de Fevereiro de 2019, data do aniversário do Tratado de Simulambuco, tratado que havia…

Leia mais

Donos do (nosso) petróleo têm lata de falar de arroz

A França, tal como a Itália, pretende apostar “fortemente” no sector agrícola em Angola para apoiar a política de diversificação económica angolana, disse o embaixador francês em Luanda, lembrando os créditos disponibilizados por três agências de cooperação gaulesas. O embaixador francês em Angola, Sylvian Itté, que falava no encerramento do Fórum Angola/França, promovido pelo Clube de Empresários franco-angolano, lembrou que está disponível para apoiar projectos um montante de 1.500 milhões de euros por parte do Banque National de Paris (BNP), Banco Público de Investimento de França (BPIFRANCE) e Société Général.…

Leia mais

Macron retribui visita e
a francofonia agradece

O Presidente francês, Emmanuel Macron, vai visitar oficialmente Angola no segundo semestre de 2019, dando sequência à visita que o homólogo angolano, João Lourenço, efectuou a França em Maio deste ano, disse o embaixador em Luanda. Falando em Luanda após um encontro no Museu da Moeda, em Luanda, com cerca de 70 empresários franceses presentes em Angola, Sylvain Itté, embaixador francês no nosso país, salientou que a preparação da visita terá de coincidir com a concretização de projectos de investimento francês iniciados com a visita de João Lourenço a França.…

Leia mais

Kota Bonga é cada vez mais como o Vinho do Porto

O cantor e compositor angolano Bonga, que actua no sexta-feira em Braga (norte de Portugal), a menos de um mês de celebrar 76 anos de vida, afirmou-se contente por ter contribuído para “um reconhecimento válido da música angolana e africana”. Bonga, natural de Angola, recordou, em entrevista à agência Lusa, “os tempos difíceis” que viveu, tendo chegado a ser proibido de actuar, e quando a música angolana, “de forma pejorativa, era chamada de folclore”. “Houve um período de preconceito, em que chamavam à música angolana o folclore, o que era…

Leia mais

CPLP? Mas o que é isso?
Francofonia? É claro!

Durante a visita oficial que está fazer a França, o presidente João Lourenço manifestou o interesse de Angola em ser membro da Organização Internacional da Francofonia, considerando que Paris é para o MPLA a porta de entrada na Europa. Não poderia ter sido mais claro. Por Orlando Castro João Lourenço dá (quer dar) um xeque-mate à CPLP e, não satisfeito por ver Portugal de cócoras, quer mesmo enxovalhar ao máximo o velho colonizador. Portugal começa já, aliás, a ter saudades de José Eduardo dos Santos. Revelando um enorme complexo de…

Leia mais