ATÉ NO OGE O MPLA JULGA QUE SOMOS (TODOS) MATUMBOS

Tanto o Presidente de Angola (João Lourenço), como o Titular do Poder Executivo (João Lourenço) e o Presidente do MPLA (João Lourenço) dizem que o país está a sair da recessão económica que dura há cinco anos. Já a UNITA considera que a proposta de Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2022 é “essencialmente eleitoralista e que encerra o actual ciclo político com fortes sinais de corrupção”. A posição da UNITA consta da declaração política do seu grupo parlamentar, lida pelo seu líder parlamentar, Adalberto da Costa Júnior, na sessão…

Leia mais

VENDER O CÉU A QUEM ARDE NO INFERNO

De acordo com o órgão oficial do MPLA (Jornal de Angola) o secretário-geral do MPLA, Paulo Pombolo, desafiou a direcção do MPLA na Lunda-Norte a envidar todos os esforços (obviamente patrióticos) para resgatar o deputado perdido (por manifesta e criminosa incompetência da CNE) nas eleições gerais 2017 para a UNITA. O ponto de partida para o alcance de resultados positivos, disse Paulo Pombolo, tem a ver com a preservação da unidade e coesão interna no partido. Ao intervir no encerramento da XII Conferência de Balanço e Renovação de Mandatos, que…

Leia mais

DIREITOS HUMANOS “À LA CARTE”

O Executivo do MPLA considera, diz para justificar o que não fez nos últimos 46 anos, imperioso que as empresas e a Administração Pública estejam alinhadas na promoção, defesa e protecção dos direitos humanos. A tese é da secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário. Certamente que, em breve, vão incluir na necessidade de protecção dos direitos humanos a colaboração de marimbondos, caranguejos e jacarés… Ao discursar na abertura do Fórum Internacional sobre Empresas e Direitos Humanos Angola-Noruega, a governante considerou que cada vez mais…

Leia mais

Da recessão para a… estagnação

O Governo angolano previa um crescimento ligeiro de 0,6% da economia, mas espera agora que se mantenha estagnada até ao final do ano, face aos resultados negativos do sector não petrolífero, disse hoje o ministro da pasta, Sérgio Santos. Há um mês o ministro Manuel Nunes Júnior dizia outra coisa. Ainda não será este ano que, figurativamente, as couves serão plantadas com a raiz para baixo. Sérgio Santos, em declarações à imprensa no final da reunião da Comissão Económica do Conselho de Ministros, disse que para o desastre económico contribuiu…

Leia mais

Um genocídio não se desculpa

O Presidente João Lourenço pediu hoje desculpas em nome do Estado angolano pelas execuções sumárias levadas a cabo após o alegado golpe de 27 de Maio de 1977, salientando que se trata de “um sincero arrependimento”. Mas, é claro, o assassino responsável pelos massacres, Agostinho Neto, continua incólume e a ser, por imposição expressa de MPLA, o único herói nacional. É fartar vilanagem. Por Orlando Castro “Não é hora de nos apontarmos o dedo procurando os culpados. Importa que cada um assuma as suas responsabilidades na parte que lhe cabe.…

Leia mais

Banha da cobra contra a pandemia

A primeira-dama de Angola, Ana Dias Lourenço, destacou hoje a participação activa e resiliente das mulheres no combate à Covid-19, “fundamental para a resposta rápida” à crise social e económica decorrentes da pandemia. Numa mensagem alusiva ao 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, Ana Dias Lourenço sublinhou a participação activa de um conjunto de mulheres nas diferentes áreas, na busca de soluções, na tomada de medidas e na linha da frente no combate à pandemia e no tratamento de doentes. Ana Dias Lourenço salientou que foram e são as…

Leia mais

As tretas de João Lourenço

Em Dezembro de 2017, já como Presidente, João Lourenço disse que o país (estava a falar de Angola) ainda estava a viver os efeitos da crise, acrescentando que só não foram mais graves “porque em tempo oportuno foram tomadas medidas pertinentes para reduzir o seu impacto”. Tempo oportuno sob a égide de José Eduardo dos Santos, tendo como seu vice-presidente (no MPLA) e ministro da Defesa… João Lourenço. Na sua mensagem de Ano Novo (para 2018), João Lourenço disse que seria necessário dar “com alguma coragem e determinação novos passos…

Leia mais

João Lourenço registou a patente da banha de cobra

O Presidente da República de Angola (não nominalmente eleito), também Titular do Poder Executivo e Presidente do MPLA (do qual foi vice-presidente na era de José Eduardo dos Santos), João Lourenço, avisou hoje que não é possível dispensar a justiça no combate à corrupção e que vai continuar esta luta apesar da “resistência organizada” que tem encontrado. Por Orlando Castro (*) “É evidente que a perda repentina dos direitos abismais que alguns pensam ser um direito divino inquestionável, tinha de criar resistência organizada na tentativa de fazer refrear o ímpeto…

Leia mais

Nanismo megalómano

Oradores da Web Summit de Portugal vão participar no Fórum e Exposição Global de Tecnologias de Informação e de Comunicação, ANGOTIC 2020, que decorre de 11 a 13 de Junho, em Luanda, anunciou hoje a organização. Por outro lado, o Governo considerou que a entrada de novos prestadores de serviços das telecomunicações vai concorrer para a “melhoria dos serviços” prestados e trará um “impacto significativo sobre os custos” dos atuais serviços no país. Satisfeitos continuam os 20 milhões de pobres que a todo o momento vão anunciar que já conseguem…

Leia mais

Vamos animar essa malta. Venham as privatizações!

Um total de 13 unidades fabris começam a ser alienadas, este mês, na segunda fase do processo de privatizações, que o Governo angolano iniciou em 2019 e no qual conseguiu arrecadar 16 milhões de dólares (14,5 milhões de euros), menos 64 milhões do que o previsto, acrescente-se. Segundo o administrador executivo do Instituto de Gestão de Activos e Participações do Estado (IGAPE), Akiules Neto, tratam-se de 13 unidades fabris, localizadas na Zona Económica Luanda/Bengo, das quais apenas duas se encontram inoperantes. Akiules Neto, que falava à margem de um encontro…

Leia mais