Só para recordar a quem está no poder há 45 anos

Os que têm 45 anos, talvez, não saibam! Vale a pena recordar, o que os portugueses, que o MPLA tanto odeiam, deixaram em 1975 em Angola, além de habitações, escolas, hospitais etc., etc., que não constam nesta lista! Isto para 8 milhões de pessoas! PETRANGOL – Refinaria e Distribuição de Combustíveis. DTA-TAAG – Linhas Aéreas ligando todas as províncias, mesmo entre elas. CFB – Caminho de Ferro de Benguela, do Lobito a Dilolo-RDC. CFM – Caminho de Ferro de Moçâmedes, da Namíbia até Menongue. CFA – Caminho de Ferro de…

Leia mais

“Quem pouco rouba é ladrão, quem muito rouba é barão”

Depois de quase um mês de “dolce far niente”, que é o meu critério de referência para umas férias de Verão bem passadas, ainda por cima numa altura de pandemia onde o bom senso recomenda algum recolhimento e distanciamento, comecei a seguir com algum interesse o romance à volta das capacidades empreendedoras de um Senhor Economista, que por acaso, ou quiçá talvez não, é genro do Primeiro Presidente da República de Angola. Por Carlos Pinho (*) Mas recuando um pouco no tempo, houve ainda, e muito antes, todos os desenvolvimentos…

Leia mais

Da nacionalidade

Há dias li numa página da internet sobre Angola, que o senhor tenente-general angolano Leopoldino Fragoso do Nascimento, anteriormente mui digno Consultor do Ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, cargo do qual tinha sido exonerado por Decreto Presidencial (angolano) n.º 170/18, tinha solicitado e consequentemente recebido a nacionalidade portuguesa. Por Carlos Pinho (*) C ontinuando a citar a mesma página (Club K) constatei o que lá referiam, concretamente que “depois de cumprir com todos os requisitos legais, a conservatória dos registos centrais de…

Leia mais

Antes havia. Hoje não há. Culpado há só um

Caro Senhor Presidente João Lourenço. Gostei de saber que V. Exa., na altura da inauguração do novo Instituto Geológico de Angola, em Luanda, tenha referido, no seu discurso que Angola tem muito mais recursos minerais além de petróleo, gás natural e diamantes. Por Carlos Pinho (*) Pois tem, e mais ainda, tem, ou devia ter outro tipo de recursos, tais como agrícolas, silvícolas, pesqueiros, turísticos e humanos. Mas a fixação nos recursos naturais minerais é uma fixação mórbida. Como dá imenso trabalho actuar noutras áreas, nesta dos recursos minerais é…

Leia mais

O culpado da corrupção
em Angola é… Diogo Cão!

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos angolano, Francisco Manuel Monteiro de Queiroz, disse hoje, em Luanda, que a corrupção em Angola tem a sua génese no período colonial português, uma fase que causou mais prejuízos ao país do que após a independência. E se ele o diz, até porque na altura da independência já tinha 24 anos de idade e de convivência colonial, é porque é verdade. Francisco Queiroz falava na abertura das Jornadas sobre o Dia Internacional contra a Corrupção, comemorado sob o lema: “Combate à Corrupção,…

Leia mais

Vejam como era em 1973 e… façam o favor de aprender

O ministro da Agricultura e Florestas, António de Assis, procedeu no município do Mungo (Huambo), ao lançamento do Programa de Revitalização da Cultura do Café Arábica no sector familiar, com o objectivo de contribuir para as estratégias de combate à pobreza e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e a qualidade alimentar. Por outras palavras, a pobreza na barriga do povo e os luxos na casa dos donos do reino. Simples. Decorrido na aldeia de Beteleme, a 157 quilómetros da cidade do Huambo, o acto, testemunhado pela governadora do planalto…

Leia mais

MPLA aprendeu alguma
coisa com os colonos?

Angola prepara-se para lançar a 27 de Agosto o primeiro concurso público internacional para atribuição de licenças de exploração e prospecção de diamantes, ferro e fosfato. De acordo com Diamantino de Azevedo, ministro dos Recursos Minerais e Petróleos de Angola, o concurso visa dar cumprimento ao que está estabelecido no código mineiro angolano, bem como relançar e revitalizar o sector. As condições técnicas de acesso ao referido concurso serão apresentadas em Luanda, Dubai, Londres e Pequim. Serão licitadas cinco concessões mineiras, sendo duas de diamantes nas províncias da Lunda-Norte e…

Leia mais

A Xôvernadora

O Nicolau Chateado andava com um aspecto muito desconfiado, depois de ouvir dizer que no Huambo têm uma nova governadora. Soube desta notícia muito tempo depois da senhora ter-se apoderado do cargo. E porque é que o Nicolau Chateado andava com aspecto desconfiado? Por António Kaquarta É simples. A senhora tomou posse sem ele ter conhecimento da eleição para governador(a) do Huambo. Foi ao Bairro de São Pedro pedir informações sobre a dia em que decorreu a eleição da governadora do Huambo… mas o São Pedro respondeu-lhe: “Não sei de…

Leia mais

Fome, sede, marimbondices

Estive durante toda esta manhã revoltado, confesso. Hoje estive à conversa com um luso-angolano, mulato das castas privilegiadas – e por mais que me esforçasse, não consegui controlar a minha fúria nem moderar o meu colérico comportamento interior, ante as aleivosias que lhe saíam da boca – e a viver num bom condomínio fechado em Luanda e cheio de dólares e euros e que faz a sua vida entre Angola e Portugal, por sinal num bom local igualmente. Por Brandão de Pinho Para além de ignorante sobre as coisas de…

Leia mais

Saúde Lourenço

De acordo com o que escrevei aqui não há muito tempo – e confesso que não tenho orgulho nenhum (ou algum) nas minhas capacidades oraculares – os dias de tempestade viriam para JLo, e, com eles o seu desterro à mais indigente solidão, e terminei dizendo, que talvez só eu ou até algum companheiro do Folha 8 viéssemos a estender-lhe a mão. Por Brandão de Pinho Tal como Agostinho Neto foi desmascarado e de herói passou a besta negra graças à impagável e incessante campanha do Folha 8 que diligentemente…

Leia mais