ZAP(AR) ÀS ORDENS DO MPLA

O Sindicato de Jornalistas Angolanos (SJA) está a acompanhar a situação do canal ZAP Viva, da empresa de telecomunicações angolana ZAP, cuja emissão foi suspensa o ano passado, “com muitas dúvidas”, porque o processo apresenta “muitas zonas cinzentas”. Segundo o secretário-geral do SJA, Teixeira Cândido, não há muitas informações disponíveis que permitam “ter uma opinião mais clara”. “A nossa opinião é baseada em muitas dúvidas, por um lado, a informação da reintegração dos trabalhadores é bem-vinda, é aplaudida, por outro lado, há um conjunto de dúvidas que se levantam”, referiu…

Leia mais

Luísa Rogério eleita para a Comissão Executiva da FIJ

A jornalista angolana Luísa Rogério foi eleita, em Tunes, membro da Comissão Executiva da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) no decurso do 30º Congresso da instituição que congrega 187 sindicatos de 141 países. Segundo o secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, a par de outros 15 membros eleitos na mesma ocasião, Luísa Rogério fará parte do restrito grupo que formula as principais acções executivas da FIJ, que reúne seis mil filiados (jornalistas). “Para o SJA e para a classe angolana é importante estar presente nos órgãos que…

Leia mais

Existe crise nos meios de propaganda do Estado?

O Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA) exige a suspensão imediata das “reformas compulsivas” e cortes salariais nos órgãos de comunicação detidos pelo Estado, atribuindo a situação financeira dessas empresas à sua utilização passada como “instrumentos de luta política”. Se fosse passada… A posição consta das conclusões da assembleia de auscultação realizada em Luanda pelo SJA, convocada expressamente “para abordar as medidas em curso nos órgãos de comunicação social públicos”. “Os jornalistas não são responsáveis pelo estado actual deficitário das empresas de comunicação social”, lembrou, na leitura das conclusões, o presidente…

Leia mais