Peixe podre, fuba podre
e… porrada se refilarem

Dezenas de trabalhadores da Empresa Nacional de Pontes de Angola, sem salários há 55 meses e suspensos em Maio, denunciaram hoje que estão a ser proibidos de frequentar as instalações da companhia estatal. É assim. Nada de novo, portanto. “Não temos salário e não nos dizem nada. Não sabemos o porquê e agora o que nos espanta é mandarem-nos para casa, sem dinheiro e ainda por cima não temos direito de colocar os pés na empresa”, afirmou disse Domingas Ferreira, há 11 anos na empresa. Agora, acrescentou, os trabalhadores não…

Leia mais

Três semanas de greve na PGR

VEJA O VÍDEO SOBRE A GREVE DE JULHO DE 2017. O sindicato dos funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR) angolana anunciou hoje uma greve de três semanas, com início a 29 de Janeiro, contestando a não aprovação dos diplomas legais sobre remunerações, reconversões e promoções. A informação foi confirmada pelo secretário-geral do Sindicato Nacional dos Técnicos de Justiça e Administrativos da PGR de Angola, Elias Pinto, acrescentando que a greve visa pressionar o Governo a decidir sobre documentos que estão prontos há quase um ano. “O anúncio da greve deu…

Leia mais

As inconstitucionalidades nas leis do Executivo

A representação em Angola do Instituto da Comunicação Social da África Austral (MISA, sigla em inglês) anunciou, recentemente, que vai recorrer ao Tribunal Constitucional por acreditar existirem vários pontos inconstitucionais nas leis que comportam o pacote da comunicação social da iniciativa do Executivo e aprovadas na generalidade pelo MPLA no Parlamento. Por Sedrick de Carvalho “N este momento estamos a estabelecer contactos com constitucionalistas e advogados para levamos a cabo uma acção no Tribunal Constitucional exigindo a declaração de inconstitucionalidade de vários artigos contidos nestas leis”, disse Alexandre Solombe, presidente…

Leia mais