Povo (ainda) é acessório
mas deve ser o essencial

O bispo católico de Cabinda, Belmiro Chissengueti, fazendo uso da máxima de que (às vezes) a Igreja é a voz do Povo, aponta o “aumento exponencial dos impostos que sufocam a já mendiga classe empresarial”, do “desemprego galopante” e o “desespero dos jovens” como reflexos da crise económica que Angola vive. Segundo o prelado, citado pela Emissora Católica de Angola, o país continua a viver uma profunda crise económica com registos da “diminuição” do poder de compra e da qualidade da vida de todos os cidadãos e “aumento da criminalidade”.…

Leia mais

Olhai para o que dizemos
e não para o que fazemos

Os bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) manifestaram-se hoje preocupados com o “elevado índice” e “fins trágicos” de violência doméstica sobre a mulher, apelando à “atenção de toda sociedade” para estes casos. Certo. E a violência sobre os angolanos (homens, mulheres e crianças) onde fica? “A proveitamos para manifestar a nossa preocupação pelo índice elevado de casos de violência doméstica, muitos os quais com fins trágicos, são muitas as mortes, os homicídios fruto da violência doméstica, é algo que deve merecer a atenção de todos”, disse…

Leia mais

“Deus” de Angola foge da voz do Povo de Cabinda!

O bispo de Cabinda, Belmiro Chissengueti, considerou hoje que os protestos no enclave devem-se a “condições sociais precárias” e defendeu que a região precisa de “sinais de desenvolvimento”. A voz do Povo costuma ser a voz de Deus. Mas nem o Povo nem o bispo têm poder para sensibilizar “deus” angolano que dá pelo nome de João Lourenço. “P orque são precárias em Cabinda, e um pouco por todo o país, que está tomado por uma crise desigual, e então há que encontrar soluções sustentáveis para dar resposta às inquietações…

Leia mais

Neocolonialismo religioso

O presente texto não visa causar polémica, apenas rememorar a verdadeira história de um local (Santuário da Muxima), cada vez mais emblemático catolicamente. Não foi sempre assim. Custou o pão que o diabo amassou a muitos dos nossos antepassados, por vezes, sob o olhar cúmplice de muitos padres, imbuídos de um nacionalismo extremista. Por William Tonet Os anos passam e o tempo trata de sarar muitas feridas, daí ser mister dizer-se a verdade, ainda que seja dura, pois ela e só ela liberta. Hoje, pegando nos instrumentos da Igreja Católica,…

Leia mais

O que a Igreja “fez até agora estava mal feito”

O bispo auxiliar de Luanda saudou hoje o “novo período” na política angolana e a pacificação das relações Igreja/Estado, indicando que Angola “ainda é terra de missão” e que a nova Concordata está “bem encaminhada”. “E sta viragem é um modo de dizer que o que vínhamos fazendo até agora estava mal feito”, assinalou Zeferino Zeca Martins, em declarações à Agência Ecclésia, lembrando ainda a “escolha acertada” do papa Francisco na nomeação do novo bispo de Cabinda, Belmiro Cuica Chissengueti. Bispo auxiliar desde 2012, quando foi nomeado por Bento XVI,…

Leia mais

“Deus é jovem”. E os jovens?

Jovens católicos angolanos esperam “respostas firmes” da igreja sobre temas polémicos, como o aborto, e pretendem apresentar as suas preocupações ao papa Francisco, em Outubro, durante o Sínodo dos Bispos Católicos dedicado à juventude, que vai decorrer em Roma. O posicionamento foi expresso hoje, em Luanda, por Armando Manuel, membro do voluntariado da Universidade Católica de Angola (UCAN), durante um Colóquio Pré-Sinodal, sobre “Os Jovens, a Fé e o Discernimento Vocacional”, com vista ao Sínodo de Roma de 3 a 28 de Outubro. Falando sobre as expectativas dos jovens, neste…

Leia mais

Deus pode perdoá-los
mas o angolanos não

O apoio às camadas mais desfavorecidas do país e o combate à pobreza são as actuais prioridades da Igreja Católica angolana, a par da sua vocação na promoção dos direitos que os membros da sociedade merecem. Das duas uma. Ou o Presidente da Conferência Episcopal de Angola e São-Tomé (CEAST), Dom Filomeno Vieira Dias, tem um arcaico conceito de actualidade ou só agora o MPLA o autorizou a falar de alguns velhos, muito velhos, problemas do país: pobreza e desfavorecidos. Por Óscar Cabinda Esta suposta aposta da CEAST foi afirmada…

Leia mais

Irmãos, olhai apenas (e só)
para o que vamos dizendo

A Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST) exortou hoje os políticos angolanos a seguirem no “caminho da realização e desenvolvimento” das populações e que a política “não seja via indigna de enriquecimento pessoal”. Ou seja, os mais altos dignitários da Igreja Católica voltam a repetir o que sempre pensaram (mas nem sempre disseram) sobre o ADN do regime que nos desgoverna desde 1975. “É ainda importante e imperioso neste campo desafiar os políticos a deixarem os próprios vícios históricos metendo-se num caminho da realização sem qualquer outro interesse…

Leia mais

De bem com Deus e…
(já agora) com o Diabo

Os bispos católicos angolanos defenderam hoje que Angola precisa de um Governo competente, que “governe para todos e não apenas para aqueles que o elegeram e, pior ainda, para uma elite de privilegiados”. Por Orlando Castro Ao longo dos 41 anos de independência, mas sobretudo durante os 38 anos que José Eduardo dos Santos leva como Presidente da República, nunca nominalmente eleito, a maioria dos bispos católicos têm apoiado o Presidente da República (José Eduardo dos Santos) às segundas, quartas e sextas, o Titular do Poder Executivo (José Eduardo dos…

Leia mais

Bispos católicos temem implosão na Lusofonia

Responsáveis católicos de sete países de língua portuguesa manifestaram hoje, em Aparecida, no interior do estado brasileiro de São Paulo, “preocupação pela instável situação social, política e económica em quase todos os países” lusófonos. Num comunicado conjunto, enviado à imprensa no último dos cinco dias do XII Encontro de Bispos dos Países Lusófonos, os representantes alertaram que esta instabilidade tem “consequências na vida dos cidadãos, famílias e instituições”. No documento, condenaram as “situações de corrupção, de exploração dos mais pobres e de tráfico de seres humanos” e chamaram a atenção…

Leia mais