Exonerado presidente do Memorial Agostinho Neto

O Presidente da República, João Lourenço, exonerou Jomo Francisco Isabel de Carvalho Fortunato do cargo de presidente do Conselho de Administração do Memorial António Agostinho Neto, devido a verificação de condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior desta instituição. Para o seu lugar foi escolhido António Antunes Fonseca. Segundo uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, verificaram-se condutas inapropriadas durante a realização de actividades culturais no interior do Memorial António Agostinho Neto, recinto que deve ser respeitado pela sua importância e solenidade. O…

Leia mais

Comunicado mentiroso e vergonhoso do SIC-Moxico

O Serviço de Investigação Criminal do Moxico emitiu um comunicado em reacção às denúncias que temos vindo a fazer sobre a morte violenta do agente Ermiro Jamba Calima, que em vida foi agente da Polícia Nacional afecto à 10.ª unidade da Polícia de Guarda Fronteiras, no Lumbala-Nguimbo. Por Sedrick de Carvalho O comunicado divulgado ontem, 21, é tão vergonhoso por duas razões: primeiro por ofender a honra e memória de um cidadão que prestava serviços ao ministério do Interior, logo, colega dos que emitem o documento, e, segundo, por estar…

Leia mais

FNLA já morreu? Sim.
Mas ainda não sabe!

Dezenas de militantes da Frente Nacional para a Libertação de Angola (FNLA) exigiram a renúncia do líder do partido, Lucas Ngonda, a quem acusam de “má gestão dos fundos” e de deixar o partido histórico à beira da extinção. A exigência foi feita no fim-de-semana durante uma manifestação em Luanda, em que os militantes exigiram também a renúncia à Assembleia Nacional do único deputado da FNLA, eleito nas eleições gerais de 2017. Os manifestantes, oriundos de Luanda e de outras localidades do país, partiram do Largo do Soweto até à…

Leia mais

Desilusão Marcelista ou a primavera que não floriu

Senhoras e senhores, neste ambiente de língua portuguesa (que podia ser a castelhana, a francesa, a inglesa e, quem sabe, um dia, a língua chinesa) eu tenho o direito, o privilégio, o prazer e o condão de vos comunicar que está aberto e declarado o combate, em meu nome expresso, e por todos aqueles que, por enquanto permanecem no silêncio, pela dignidade e respeito pelas gentes do Império Emisferiano das culturas latinas, asiáticas, africanas, ameríndias e oceânicas, pela protecção, amadurecimento, desenvolvimento e expansão das suas características e dos seus interesses…

Leia mais

Cólera? É claro que… sim!

O surto de cólera que a província de Luanda enfrenta, com cinco mortos de pelo menos 20 casos, está controlada, declararam hoje as autoridades sanitárias angolanas, mas apelando ao reforço das medidas de vigilância epidemiológicas. Para abordar o assunto, a Comissão Provincial de Luanda para o combate e prevenção da cólera e malária reuniu-se hoje, tendo avaliado a situação da doença e o Plano de Emergência, que engloba os mecanismos de actuação para prevenir os focos da doença na capital angolana. A comissão, considerando que a actividade de descarga, compra…

Leia mais

África é muito rica mas só produz ditadores e… ricos

A consultora International Strategic Analysis (ISA) considera que os países do continente africano vão manter, em média, um crescimento económico abaixo de 4% até 2024, desacelerando face aos 6% ao ano entre 2000 e 2014. “Vergonhoso e um golpe à dignidade” a contínua dependência de África em relação ao ocidente, diz Mo Ibrahim. “Nos 15 anos entre 2000 e 2014, a economia africana como um todo cresceu quase 6% ao ano, com o crescimento a ser alicerçado nos preços altos das matérias-primas e pelo grande aumento do investimento estrangeiro, principalmente…

Leia mais

Brasil traz a Luanda o Museu da “nossa” Língua

Uma exposição itinerante do Museu da Língua Portuguesa, do Brasil, foi apresentada hoje em Luanda e estará patente ao público angolano até 3 de Agosto, para “mostrar a história e diversidade” desta língua, falada em cinco continentes. Aliás, a própria CPLP tem um membro em que duas (2) ou três (3) pessoas falam… português! Denominada “A Língua Portuguesa em Nós”, a exposição é uma iniciativa da Embaixada do Brasil em Angola e do Centro Cultural Brasil – Angola (CCBA), e propõe “diálogos e troca dos falares de Angola”, para fazerem…

Leia mais

Presidente não brinca.
Vai exonerar a malária

Angola, um país cujo Presidente alugou um luxuoso avião para se deslocar à Europa, já registou este ano 3.853 óbitos provocados pela malária, de um total de 1,5 milhões de casos referenciados (muitos são os que não entram nesta estatística), que é a principal causa de morte no país, segundo fonte oficial do Ministério da Saúde. Os dados foram avançados hoje pelo secretário de Estado da Saúde, José Vieira Dias da Cunha, na apresentação do tema sobre “A Malária em Angola no Contexto Actual: Estratégias”, no âmbito do Encontro Metodológico…

Leia mais

“Solução pacífica”? Sim. Tal como no 27 de Maio de 1977

O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (armadas não sabemos em quê?) de Angola diz que o executivo angolano mantém total abertura e disponibilidade para apoiar os esforços e iniciativas que visam a solução pacífica dos conflitos ainda existentes no continente africano. Pois… Solução pacífica de conflitos?! Por Domingos Kambunji Os angolanos que não pertencem à oligarquia cleptocrática continuam a ter necessidade de saber lidar com o recalcamento psicológico de conflitos, passados e presentes, para poderem sobreviver. A oligarquia cleptocrática continua a exigir paz, muita paz, demasiado conformismo aos…

Leia mais

E as milhares de vítimas assassinadas pelo MPLA?

O Presidente da República, João Lourenço, rendeu hoje, sexta-feira, na capital namibiana, homenagem aos mais de 600 refugiados namibianos, na sua maioria crianças e mulheres massacrados nas localidades de Cassinga e Chetequera, no interior de Angola, pelo então exército racista sul-africano do apartheid. Prevê-se que, no próximo dia 27, renda também homenagem aos milhares de angolanos massacrados, pelo MPLA, nesse dia de 1977. Aliás, a fazer fá na lista de acontecimentos que João Lourenço pensa recordar, o Presidente não terá mãos a medir. No dia 4 de Agosto de 2012,…

Leia mais