Sou angolano (do MPLA)

Um projecto cultural e filantrópico denominado “Sou angolano, sou da paz e lutarei pela paz”, destinado a promover o patriotismo e a cidadania, foi lançado hoje, sábado, no município de Viana (Luanda), numa iniciativa do músico angolano Chilola de Almeida. Segundo o mentor do projecto, que tem o patrocínio da Câmara de Comércio Angola-China, a promoção do patriotismo e dignificação da identidade nacional, no âmbito dos seus objectivos, será feita por via das artes. Para isso, perspectiva incentivar, por via das artes, a manutenção e conservação da paz, como maior…

Leia mais

Heil MPLA, Heil Presidente!

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, disse que o partido pretende que os seus quadros e dirigentes sejam efectivamente defensores intransigentes da linha política, dos princípios e valores da orientação ideológica da organização, respeitando o povo e lutando, incansavelmente, pela defesa dos seus interesses. Isso inclui a “linha política” exemplificada pelos massacres de 27 de Maio de 1977? A responsável, que falava na abertura do curso de formação político-ideológica para os membros do Comité Central, disse que o MPLA encara a elevação constante do nível politico-ideológico e cultural dos quadros,…

Leia mais

Todos os dias em campanha

O Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) proporciona condições favoráveis para inclusão de investidores locais na implementação de projectos dos sectores da energia, água, reabilitação de estradas, dentre outros, advogou, hoje, na Ganda, Susana de Melo, membro do Comité Central do MPLA. Segundo Susana de Melo, que efectuou uma visita de trabalho de dois dias ao município da Ganda (Benguela), o PIIM dará ainda autonomia e competências para a execução cabal das acções de impacto social nas diversas circunscrições territoriais, o que desencoraja o desvio das verbas destinadas as…

Leia mais

Às ordens do mi(ni)stério
da propaganda do MPLA

O Governo angolano garante que a “reorganização” do sector da comunicação social, para “reduzir incompatibilidades e dupla efectividade”, é um processo “delicado” mas que vai “continuar”, apesar das divergências entre jornalistas e administrações das empresas públicas de comunicação. “O ministério (da Comunicação Social) olha para isto com naturalidade, decorre de um processo que está a ser conduzido pelo ministério, de reorganização no âmbito do lema geral da governação que é melhorar o que está bem e corrigir o que está mal”, disse, em Luanda, Celso Malavoloneke, secretário de Estado da…

Leia mais

“Sois todos matumbos”,
cogita João Lourenço

O Presidente de Angola considerou hoje que a “Operação Resgate”, que tem colocado milhares de agentes nas ruas, tem um pendor “eminentemente educativo e cívico”, que “visa recuperar os melhores valores da angolanidade”. Em síntese: “Somos todos matumbos”, pensou João Lourenço. E, se calhar, tem razão. Discursando no Campus Universitário da Universidade Agostinho Neto (UAN), em Luanda, João Lourenço abordou pela primeira vez a operação, que teve início a 6 de Novembro e tem como propósito, segundo as autoridades do MPLA, combater as transgressões administrativas, venda ambulante desordenada, a imigração…

Leia mais

“Jornalismo” bom só se for servil e por isso patriótico

O ministro angolano da Comunicação Social afirmou hoje que, tendo como pano de fundo as chamadas “fake news”, “parece estranho discutir o tema ‘boas notícias’”, sendo esse um desafio da comunicação social no mundo e também em Angola. E o que são boas notícias? Algo milimetricamente coincidente com a propaganda. João Melo falava, enquanto moderador, numa mesa redonda organizada num hotel em Talatona, arredores de Luanda, pelo Ministério da Comunicação Social, subordinado precisamente ao tema “Boas Notícias”, que contou com um painel de três jornalistas, entre eles o português Ferreira…

Leia mais

Mais uma comissão para a leitura de manuais do MPLA

O Presidente de Angola, João Lourenço, anunciou a criação de uma comissão, mais uma, multissectorial para o acompanhamento e implementação da Política Nacional do Livro e da Leitura, que será coordenada pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira. Segundo uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, a comissão visa, entre outras metas, elaborar e submeter propostas de actos normativos e administrativos de competências do Titular do Poder Executivo, propor e implementar o Plano Nacional de Leitura com o envolvimento dos departamentos ministeriais competentes, assim como apoiar iniciativas…

Leia mais

O que o MPLA quer é “jornalismo” servil

Um jornalismo mais sério, baseado no patriotismo, na ética e na deontológica profissional, é o que o ministério da Comunicação Social pretende para Angola. A tese (adaptada do tempo de partido único) é do secretário de Estado do sector, Celso Malavoloneke. Por Orlando Castro Convenhamos, desde logo, que só a própria existência de um ministério da Comunicação Social é reveladora da enormíssima distância a que estamos das democracias e dos Estados de Direito. Segundo o Artigo 89 alínea c) da Constituição, Angola tem uma “economia de mercado, na base dos…

Leia mais

Cubanos residentes em Angola devem ser mais patriotas

Os cubanos residentes em Angola foram avisados, na cidade do Huambo, que devem ser mais patriotas e a acompanharem de perto o evoluir da situação política e social do seu país. O apelo é da embaixadora cubana, Gisela Beatriz Garcia Rivera, discursando no II Encontro Nacional da Associação da Comunidade dos Cubanos Residentes em Angola, evento realizado com o objectivo de fortalecer a unidade entre os associados e imprimir maior dinamismo no funcionamento da organização. A diplomata argumentou que o patriotismo é indispensável para enfrentar os desafios actuais que a República da Cuba…

Leia mais

Patriotismo precisa-se. Onde? No seio dos militantes do MPLA

Militantes do MPLA na província do Huambo foram instados hoje, sexta-feira, a elevarem o sentimento patriótico, de forma a preservar a paz, e assim contribuírem para a estabilidade macro-económica sustentável que a região regista. A exortação foi proposta pelo primeiro secretário local do partido que governa Angola desde 1975, Kundi Pahiama, na abertura da IX sessão plenária ordinária do comité provincial, tendo realçado que a consolidação da estabilidade macro-económica sustentável é premissa fundamental para a melhoria das condições de vida da população. Para que tal se concretize, segundo o dirigente partidário, é indispensável a…

Leia mais