A memorável e individual memória

A 15 de Março de 1961 começou, em Angola, a guerra contra a dominação colonial portuguesa. Entre muitas obras já escritas, recordamos a “Guerra Colonial – A História na Primeira Pessoa”, 16 volumes publicados em 2011 e de que são autores dois jornalistas angolanos, Orlando Castro (hoje director-adjunto do Folha 8) e Paulo F. Silva (já falecido). “Para Angola depressa e em força”, anunciou António de Oliveira Salazar no rescaldo da insurreição angolana em 1961. Entre as plantações de algodão e café, as intervenções militares portuguesas começavam a ser uma…

Leia mais

Livro sobre Marinho e Pinto: fiasco editorial ou algo mais?

Orlando Castro (jornalista e director-adjunto do Folha 8) é o autor do livro “António Marinho e Pinto – Mudar Portugal”, publicado em 2015 pela editora portuguesa “Verso de Kapa”. Um ano depois a editora informou o autor que tinham sido vendidos apenas 85 exemplares. Perante a incredulidade quanto a estes números, a Verso de Kapa corrigiu os valores e passou a falar de 230 exemplares vendidos. Por Norberto Hossi Recordando que foi “expressamente convidado pela Verso de Kapa, através de Maria João Mergulhão, para escrever o livro”, Orlando Castro relata…

Leia mais

Livro “Mudar Portugal”

O jornalista Orlando Castro, Chefe de Redacção do Folha 8, é o autor do livro “António Marinho e Pinto – Mudar Portugal”, da editora Verso da Kapa e que terá a primeira apresentação pública no dia 7 de Agosto, em Lisboa. Por Norberto Hossi O livro é o resultado de longas conversas com António Marinho e Pinto, antigo jornalista, ex-Bastonário da Ordem dos Advogados de Portugal, eurodeputado e líder do PDR – Partido Democrático Republicano. Orlando Castro diz que Marinho e Pinto “é daquelas raras, cada vez mais raras, pessoas…

Leia mais

Não faça de nós matumbos!

O secretário de Estado para os Direitos Humanos declarou hoje, quarta-feira, em Luanda que uma sociedade só é sólida quando tem como pedra basilar a garantia dos direitos e liberdades fundamentais do cidadão. António Bento Bembe continua a gostar, com a devida cobertura presidencial, de gozar com a chipala dos angolanos, tratando-nos como matumbos. Por: Orlando Castro Bento Bembe fez este pronunciamento quando discursava no encerramento do curso de especialização em direitos humanos, realizado desde Março último no Instituto Nacional de Estudos Judiciários, em que participaram 40 formandos de distintos departamentos ministeriais e organizações…

Leia mais

Um só partido, um só herói nacional

Por Orlando Castro Em Setembro de 2009, o então ministro da Educação de Angola, Burity da Silva, afirmou que “a construção da angolanidade deve ser edificada com a participação de todas as culturas existentes, sem critérios estereotipados de exclusão”. Prova dessa tese, segundo o regime, continua a ser a comemoração (dia 17) do Dia do Herói Nacional em homenagem, pois claro, a António Agostinho Neto. Mas é assim. Se o MPLA é Angola e Angola é o MPLA, herói nacional há só um, Agostinho Neto e mais nenhum. O lugar…

Leia mais