Povo faminto alimenta-se de satélites e Internet?

Angola pode aumentar em breve a taxa de conectividade gratuita à Internet através do projecto da Wiconnect, empresa criada por um engenheiro angolano, elevando-a para os níveis existentes na Europa, disse hoje um gestor angolano. Quem sabe se, assim, não vamos diminuir em 0,00001% os 20 milhões de pobres. Citado hoje pelo Jornal de Angola, o gestor da Wiconnet, Paulo Araújo, lembrou que os estudos feitos pela McKinsey & Company concluíram que a Internet contribui, fora de África, em cerca de 20 por cento para o aumento do Produto Interno…

Leia mais

Os pobres continuam
a ser (só) 20… milhões

Um gabinete holandês foi escolhido pelas empresas responsáveis pela reabilitação da Marginal da Corimba, em Luanda, para elaborar um projecto que até 2019 prevê conquistar ao mar uma área de 400 hectares para construção de uma auto-estrada e marinas. Os pobres continuam a ser 20 milhões. Mas poderão ser mais. Muitos mais. Segundo informação disponibilizada pelo Royal HaskoningDHV, este gabinete foi seleccionado pelo consórcio formado pelas empresas Urbeinveste Projectos Imobiliários, da empresária Isabel dos Santos (quem mais poderia ser?), e Van Oord Dredging and Marine Contrators, para desenhar o projecto…

Leia mais

Angola é (claro!) Luanda
– O resto? Um dia se verá…

Este deverá ser, pelo menos é isso que está estabelecido, ano de eleições em Angola. Assim, mais uma vez, os ministros e restantes membros do governo mostram que é altura de ter ideias, de vender promessas, de explicar que são capazes de fazer, agora, o que não fizerem em 41 anos de independência e em 15 de paz total. Hoje o ministro das Finanças de Angola tirou da cartola mais um anúncio. Anunciou um novo modelo de arrecadação de receitas para a capital, Luanda, que vai permitir – diz ele…

Leia mais

Satélite no ar, fome em terra

O AngoSat-1, primeiro satélite angolano, completa este mês três anos de construção, na Rússia, após mais de uma década de negociações, mas continua a ser desconhecida qualquer data oficial para o seu lançamento. A ministra da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, dizia (30 de Maio de 2016) – falta saber se ainda diz – que os técnicos formados no âmbito do AngoSat 1 vão poder desenvolver uma investigação científica de ponta. A governante prestou esta informação quando falava à imprensa no final de uma visita que realizou ao DataCenter,…

Leia mais