DA LUZ DE CABO VERDE À ESCURIDÃO DE ANGOLA

Mais de 90% da população cabo-verdiana tem acesso a electricidade e quase 75% a água potável de forma segura, indicam dados definitivos do quinto Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH-2021), anunciados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística. Em termos globais, com dados desagregados do recenseamento, de acordo com a apresentação feita hoje na Praia pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a proporção de população com acesso à electricidade era, em 2021, de 91,5%, e a que usava serviços de água potável “administrados de forma segura” de 74,7%. O RGPH-2021…

Leia mais

CABO VERDE ACEITA COLEIRA DO FMI

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, anunciou hoje, no parlamento, que o Fundo Monetário Internacional (FMI) vai apoiar Cabo Verde com um programa de reformas, no contexto da crise económica, prevendo “condições muito favoráveis de financiamento”. Ou seja, vão escolher a raposa para guardar o galinheiro. “Vamos fechar um bom programa, que vai permitir, em condições muito favoráveis de financiamento, assegurar e garantir as condições para fazermos face a este embate, a crises acumuladas e ao mesmo tempo proporcionar reformas que são necessárias para aumentar a resiliência do país”,…

Leia mais

A INSPIRAÇÃO CABO-VERDIANA

O Presidente angolano, João Lourenço, recebeu hoje as chaves do município da ilha de São Vicente, que visitou pela primeira vez, assumindo, no dia mais descontraído da visita de Estado a Cabo Verde, que foi “pagar a dívida”. E, curiosamente, nesta visita teve tempo, engenho e arte para falar da invasão da Ucrânia pela Rússia e apontar soluções tanto para a Europa como para África. Só ficou a faltar (tanto quanto se sabe) ter escrito um poema… “Mas como é que é que eu podia vir a São Vicente se…

Leia mais

PARA ANGOLA, RAPIDAMENTE E EM… FORÇA!

O Presidente angolano, igualmente Presidente do MPLA e Titular do Poder Executivo, João Lourenço, afirmou hoje, na Praia, que Cabo Verde pode contar com “tudo o que for possível” de Angola, prometendo elevar a fasquia do relacionamento entre os dois países, em que está de “boa-fé”. “O que é que Cabo Verde pode esperar de Angola? Pode esperar muito, tudo o que for possível. Nós estamos de boa-fé quando dizemos que queremos recuperar o tempo perdido. É precisamente isso, é preciso interpretar-se isso à letra. Queremos colocar o nível da…

Leia mais

NA ROTA DE CABO VERDE

A transportadora aérea angolana, TAAG, vai fornecer um Boeing 737-700 em regime de ‘leasing’ à homóloga cabo-verdiana TACV, anunciou hoje, na Praia, o ministro dos Transportes de Angola, Ricardo Abreu, admitindo alargar este negócio a outros países. “É um primeiro passo que estamos a dar com a TACV, não excluímos a integração de outros países, mesmo no contexto regional ou até no contexto dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa [PALOP], mas começa aqui uma nova etapa da nossa relação bilateral e com outro nível de efectividade”, anunciou o ministro…

Leia mais

ECONOMIA NÃO RECUPERA DA PANDEMIA ATÉ 2023

A economista Helena Afonso, do Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA), afirma que “a economia de Angola em 2022 deverá crescer pela primeira vez em seis anos, depois de ter contraído 4% em 2020, a quinta consecutiva e a mais grave em 30 anos, e em 2021 estimamos um crescimento nulo dada a menor produção petrolífera, apesar do aumento dos preços”. Em declarações à Lusa na sequência da divulgação do relatório sobre a Situação e Perspectivas Económicas Mundiais deste ano, na quinta-feira, Helena Afonso afirmou que…

Leia mais

JOSÉ MARIA NEVES OFENDE ANGOLANOS

O Presidente da República cabo-verdiano, José Maria Neves, defendeu em Luanda “uma vibrante homenagem” ao ex-presidente angolano, Agostinho Neto, “que desempenhou também um papel importante no apoio a Cabo Verde desde os primeiros momentos da independência”. Isto para além de ter sido o responsável pelo massacre de milhares e milhares de angolanos no genocídio de 27 de Maio de 1977, é isso não é? José Maria Neves, que iniciou ontem uma visita de Estado a Angola, relembrou em declarações à Inforpress e à Rádio e Televisão de Cabo Verde que…

Leia mais

PELO SIM E PELO NÃO… BAJULAÇÃO

O Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, considerou hoje Angola como um exemplo da “África não submissa” desejado para o futuro do continente, apostando no reforço das relações bilaterais na visita de Estado que a partir de domingo realiza a Luanda. “Angola tem uma perspectiva destemida, é a África não submissa que nós queremos para o futuro e, portanto, esta visita tem um forte valor simbólico e sobretudo pelo facto de ser o primeiro país também que visitarei enquanto Presidente da República”, destacou José Maria Neves, em declarações aos jornalistas na…

Leia mais

SONANGOL REDUZ PARTICIPAÇÃO NO BAI CABO VERDE

A petrolífera angolana Sonangol, através da subsidiária cabo-verdiana, reduziu para menos de 10% a participação social detida no Banco Africano de Investimentos (BAI) Cabo Verde, segundo dados da instituição. De acordo com informação do BAI Cabo Verde, a petrolífera Sonangol Cabo Verde passou a deter uma quota de 9,20% do capital social do banco, contra os anteriores 13,45%, e a sociedade de investimentos Sogei viu a sua participação reduzir dos anteriores 2,69% para 1,84%. Já o BAI (Angola), que detinha uma participação de 83,85% no BAI Cabo Verde, aumentou esse…

Leia mais

CABO VERDE (TAMBÉM) É EXEMPLO NA VACINAÇÃO

Cabo Verde deverá ser um dos únicos cinco países africanos a atingir a meta da Organização Mundial de Saúde (OMS) de vacinar totalmente 40% da população até ao final do ano, estima um estudo da Fundação Mo Ibrahim publicado hoje. De acordo com dados até 18 de Novembro, as ilhas Seicheles, Maurícias e Marrocos já atingiram aquele objectivo, enquanto Cabo Verde e Tunísia estavam perto e deverão conseguir até ao final de Dezembro. Os números oficiais das autoridades cabo-verdianas indicam que este marco já foi superado: até à passada segunda-feira,…

Leia mais