Diamantes na… agro-indústria

A Endiama, diamantífera estatal angolana, e a RGS Holding, empresa privada, vão investir mais de quatro mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros), em projectos agro-industriais em três províncias do leste de Angola. Espera-se, com a ingenuidade que nos é genética, que não aconteça com os projectos em que se investiram milhões para produzir mandioca e em que a colheita revelou a produção de carros. Na sua intervenção, no acto de assinatura do acordo, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás de Angola, Diamantino de Azevedo, disse…

Leia mais

Mais um híper diamante

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama) anunciou hoje a descoberta de um diamante de 171 quilates na mina do Lulo, na província da Lunda Norte, que se encontra a trabalhar a 50 por cento devido à Covid-19, onde foi também encontrado o maior diamante de sempre em Angola. “A gema branca, extraída no bloco 6 da mina, é a 15ª de mais de 100 quilates recuperada no Lulo, a 2ª de mais de 100 quilates explorada em 2020, e a 4ª maior desde o início das operações”, adiantou…

Leia mais

Povo (des)espera, Governo promete, pretende, deseja!

O Governo angolano pretende aumentar para 14 milhões de quilates a sua produção anual de diamantes, anunciou hoje o secretário de Estado para Geologia e Minas de Angola, Jânio Correia Victor, afirmando que neste momento o mercado está estável. “P ensamos aumentar a produção porque temos metas do PDN – Plano de Desenvolvimento Nacional – 2018-2022 que são para serem cumpridas que vão para os 14 milhões, estamos neste momento com cerca de 9 milhões e a perspectiva é boa”, disse Jânio Correia Victor. O governante falava hoje aos jornalistas,…

Leia mais

Milagre em preparação, paraíso chega em… 2022

O presidente do Conselho de Administração da diamantífera angolana Endiama, José Manuel Ganga Júnior, afirmou hoje que pretende que, em 2022, a empresa fique entre as maiores produtoras mundiais de diamantes, uma vez que Angola “tem um grande potencial de reservas”. Está visto. 2022 será o ano da chegada ao paraíso… ou ao inferno. Em declarações à agência Lusa, no final da apresentação de um breve resumo das actividades da Endiama em 2018 e das metas a alcançar para 2019, José Manuel Ganga Júnior sublinhou que Angola é actualmente o…

Leia mais

Minerais alimentam bem os gostos dos donos do pote

O Governo angolano rescindiu dois contratos para exploração de depósitos secundários de diamantes na província da Lunda Norte, no leste do país. Em causa estão dois despachos de 4 de Dezembro, assinados pelo ministro dos Recursos Minerais e Petróleos de Angola, Diamantino de Azevedo, alegando, entre outros motivos e ao abrigo do Código Mineiro, a inviabilidade técnico-económica dos projectos e o incumprimento de obrigações legais. Os despachos com a rescisão dos contratos envolvem em concreto as operações de depósitos secundários de diamantes de Cassanguide e de Chimbongo, surgindo numa altura…

Leia mais

O próximo presidente
tem a cabala traçada

Basta olhar, apenas olhar e perceber o puzzle montado. “O Presidente da República eleito, ficará de fora no controlo do dinheiro para sustentar a governação. Isto é ponto assente. Por um lado, estará afastado do dinheiro e por outra a espada de Démocles apontada à garganta, caso o novo inquilino não seja submisso. O cerco está montado e cabe ao novo inquilino da Cidade Alta obedecer as regras de jogo estabelecidas. Por Fernando Farrapos Dúvidas, estas já não existem, militante de verdade, sensato, atento, gente séria, intelectuais e até mesmo…

Leia mais

Endiama facturou menos mas produziu mais

A Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama) facturou em 2016 menos 130 milhões de dólares, apesar de a produção anual nacional ter aumentado para nove milhões de quilates, mas que este ano deverá voltar a descer. A informação foi transmitida, em Luanda, pelo presidente do Conselho de Administração da Endiama, Carlos Sumbula, durante as comemorações dos 36 anos da concessionária estatal, que se assinalam hoje, tendo adiantando que Angola “vai procurar produzir menos” em 2017, para “estimular o preço do diamante”. “Quando nós tínhamos a meta de oito milhões…

Leia mais

Sumbula acusado de cumplicidade no roubo de 180 milhões do Chitotolo

Os diamantes, tal como o petróleo, pese serem riquezas nacionais, pertencentes a todos angolanos, estão nas mãos dos filhos do presidente Eduardo dos Santos, dos seus próximos e dos generais, mais preocupados em engordar as contas particulares do que na melhoria da vida dos trabalhadores e cidadãos no geral. Os trabalhadores mineiros da Sociedade Mineira do Chitotolo, localizada na província da Lunda Norte, acusam o presidente do Conselho de Administração da Endiama, António Carlos Sumbula, de cumplicidade na discriminação dos quadros angolanos e, também, delapidação financeira e patrimonial do grupo.…

Leia mais

Um diamante = 16 milhões de dólares

As companhias de diamantes angolana Endiama e australiana Lucapa anunciaram hoje a venda de um diamante de 404,2 quilates por 16 milhões de dólares, o maior de sempre encontrado em Angola. “Apedra de 404 quilates vendeu-se por 16 milhões de dólares [14,7 milhões de euros], o que representa um espectacular preço de 39,5 dólares por quilate, um recorde para um diamante branco extraído da mina do Lulo”, lê-se no comunicado colocado no site da empresa australiana. “A venda de um único diamante por 16 milhões de dólares mostra o enorme…

Leia mais

Diamantes fazem sangue nas relações com Portugal

O Estado angolano abandonou o Tribunal Arbitral responsável por decidir sobre o processo que opõe a Sociedade Portuguesa de Empreendimentos (SPE) à estatal diamantífera Endiama, alegando “graves irregularidades” na sua constituição. E m causa está a exclusão da empresa pública portuguesa da exploração de diamantes numa mina do leste de Angola, através da Sociedade Mineira do Lucapa (SML), processo que se arrasta desde 2011, admitindo-se que o abandono do Estado angolano deste tribunal pode representar “o prelúdio do início de um conjunto de retaliações” contra Portugal. Ou, como habitualmente, um…

Leia mais