Xeque-mate às zungueiras

O Governo angolano anunciou hoje que o Regulamento sobre o Comércio Ambulante está pronto e que, até ao final do ano, os vendedores ambulantes no país estarão identificados e terão locais específicos para exercerem a actividade “à luz das normas”. Xeque-mate às zungueiras. Segundo o ministro do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, o regulamento aprovado pelo Governo vai formalizar o comércio, maioritariamente, exercido por jovens e mulheres, estas conhecidas como zungueiras. “Foi já aprovado pelo Conselho de Ministros o Regulamento do Comércio Ambulante. Estão já catalogados e identificados os locais para…

Leia mais

Toponímia, código postal
e o mais que (não) se verá

O código postal angolano vai ser lançado ainda este ano, anunciou hoje a presidente do Conselho de Administração da empresa Correios de Angola, Maria Luísa Andrade, afirmando que uma comissão multissectorial já trabalha na sua efectivação. Como é normal, aqui as coisas não são para se fazer… são para se ir fazendo. Já no final de 2014 foi divulgada a intenção de Angola de elaborar um código postal nacional (Código de Endereçamento Postal), para acabar com a “tarefa heróica” dos carteiros que entregam correio ao domicílio apenas com base em…

Leia mais

Engenho, arte e improviso

A reparação de telemóveis pelas ruas de Luanda é hoje um ofício para centenas de jovens que, mesmo sem qualquer formação técnica, garantem solucionar qualquer avaria a partir de 1.000 kwanzas (cinco euros). A necessidade aguça o engenho e os angolanos não deixa os seus créditos por mãos alheias. Mesa posta com telemóveis, ‘tablets’ e outros instrumentos electrónicos, sinalizam a presença dos “mestres”, como são tratados pelos clientes, em qualquer bairro ou mercado da capital angolana, na sua maioria jovens. É no mercado dos “Congoleses”, no distrito do Rangel, arredores…

Leia mais

Nas ruas há de tudo

Milhares de angolanos vão todos os dias para as ruas de Luanda para vender de tudo um pouco, desde armações para óculos ou telemóveis de 1.000 euros, reparando até calçado na via pública, tudo para levar alguns kwanzas para casa. A sobrevivência, sempre difícil (Angola tem 20 milhões de pobres) a isso obriga e, é claro, a necessidade aguça o engenho. Numa ronda pelas ruas da capital angolana, a Lusa constatou esta realidade, que – conta o seu repórter – torna a cidade numa espécie de mercado ambulante global, marcada…

Leia mais

Capital do reino vai ter
muitos novos autocarros

A província de Luanda vai receber 240 dos mais de 900 autocarros que o Governo angolano encomendou ao abrigo de uma linha de crédito concedida pela China, foi hoje divulgado. O MPLA espera que cheguem a tempo de dar uma ajudinha nas eleições. De acordo com fonte do Instituto Nacional de Transportes Rodoviários de Angola, estes 240 autocarros serão entregues à empresa pública Transporte Colectivo Urbano de Luanda (TCUL), para reforço do sistema de transportes da capital, e os restantes distribuídos pelas províncias. A entrega dos autocarros está prevista para…

Leia mais